Topo
pesquisar

Violência na Juventude

Sociologia

Violência na juventude, pobreza, riqueza, violência, jovens, educação, televisão, polêmica, perpectiva de vida, sociedade.

A violência, em todos os aspectos, para a sociedade é ruim e só trás prejuízos e pontos negativos no que diz respeito à imagem de tal localidade ou região.

Sabemos que pobreza não é significado de violência, mas infelizmente são nestes locais que ocorrem muitos casos de violência de filhos contra os pais por exemplo. Também sabemos que mesmo os filhos de pais ricos, ou de classe média, sem motivo aparente para serem violentos, também o são.

Falar sobre violência, principalmente na juventude, parece fácil mais não é pelo menos é o que eu acho. Os jovens de hoje em dia são extremamente violentos e perigosos, muitos não tem perspectiva de vida e já nascem em lares onde os pais são traficantes e as mães prostitutas e têm outra visão do que é certo e errado.

Apesar de que muitos dos casos violência de jovens em que vemos na TV quase todos os dias são de jovens, filhos de rico ou de classe média que aparentemente não precisariam ser tão agressivos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Casos de jovens que vivem em países desenvolvidos e com a educação avançada simplesmente matam pessoas em escolas, cinemas com armas pesadas e depois tiram sua própria vida, talvez por decepções amorosas ou humilhações sofridas no seu dia-a-dia.

Assunto bem polêmico, mas muito bom de ser debatido, pois é algo que o educador terá de enfrentar nas escolas, independente de ser ela pública ou particular. O combate a violência e agressividade começam em casa com a educação dos pais, e depois continua na escola com os educadores.

Se a juventude é o futuro do Brasil, temos que educá-los desde cedo, para que amanhã o Brasil não seja um país violento.

Christian David Machado
Professor de Histótia e Geografia


Publicado por: christian david machado

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola