Topo
pesquisar

Porque Há Tantas Religiões No Mundo Falando Da Mesma Pessoa (Jesus Cristo), Mas Com Tantas Diferenças.

Religião

Jesus é um só para qualquer que seja a religião.

O homem em toda a sua essência é um ser adorador por natureza, aquilo ao longo da história que era de difícil explicação era tido como algo Sagrado. E é essa necessidade de prestar culto, de acreditar em algo que move tantas formas de se tentar entrar em contato com Deus. Esta busca incessante tem produzido uma série de distorções da verdadeira fé, no Deus vivo que nos é apresentado pela Bíblia. Cabe aqui uma pergunta: Será que elas falam do verdadeiro papel de Jesus Cristo como redentor? Ou apenas como uma figura humana e não Deus.

Em todas essas formas de culto a figura de Cristo exerce o papel central de adoração? Ou há outras divindades presentes e co-exercendo com ele o papel de redentor.

A maioria das religiões nasceu da insatisfação humana. Nasceram da nossa rebeldia particular na tentativa de adaptar a Bíblia a nossa vontade e não nós a verdade bíblica. Quando não damos conta de negar nosso eu e seguir a fé corretamente, partimos para nossa criação do que precisamos. Isso gerou muitas religiões espalhadas pelo mundo afora. Uns afirmam que tiveram visões divinas, outros aparições de anjos e divindades e como cada um depende da fé do outro para se firmar encontram em mentes férteis desesperadas por crer, o terreno perfeito pra execução de seus planos.

Em seu ministério terreno Cristo não deixou estabelecido entre seus seguidores uma igreja ou doutrinas rígidas a serem seguidas, mas sim um modo de vida onde a simplicidade, o amor, a caridade e a busca do bem estar do próximo fosse à mola mestra de vida. E é isto que se vê hoje em dia?

Vemos hoje em dia uma busca desesperada pelas bênçãos de Deus, mas nem sempre o dono dela. Busca-se o bem estar sempre, mas a experiência do evangelho vivo não tem interessado a muitos.

Para saber qual são os seguidores verdadeiros de Cristo é necessário que se leve em conta estes aspectos como, a crença no Espírito Santo como consolador e Jesus homem e Deus, libertador. Destes princípios poderemos observar outros.

A verdadeira igreja de Jesus invoca somente o Seu nome, não há outro senão Jesus onde poderemos encontrar a salvação. “E em nenhum outro há salvação, por que também debaixo do céu nenhum nome há, dado entre os homens pelo qual devemos ser salvos” (Atos 4:12) “Eu sou o caminho a verdade e a vida ninguém vai ao pai a não ser por mim “(Jô 14:6).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O Espírito Santo é quem sustenta os escolhidos de Cristo, se nossa igreja não está sendo guiada pelo Espírito Santo ela não provém do Pai das luzes. E sim das trevas. Dentro deste pensamento podemos observar também que o povo de Deus é livre em Cristo, não somos escravos de ninguém, nem de pastores, padres, bispos e outros lideres. Em Cristo somos livres. “Conhecereis a verdade e ela vos libertara “ (João 8:32). Somos livres da mentira, dos vícios do aproveitar da fé alheia. Somos livres para adorar ao Senhor sem precisar nos sacrificar, pois sabemos que o verdadeiro sacrifício a Deus é um coração que o reconhece como Deus e suficiente senhor.

A igreja de Jesus deve priorizar a adoração, a primazia de Cristo em sua vida, viver seu ensinamento de simplicidade e amor a todo tempo. Hoje em dia isto parece ser um contracenso, pois vivemos uma época de atropelos onde o ter é mais importante do que ser e servir mais que o ser servido.

Os discípulos e seus seguidores eram a igreja de Jesus, ele os ensinava a viver de forma correta diante da sociedade, família e a fé. Não havia recursos sobrando para mirabolantes idéias sem prestação de contas. Não havia pessoas sem libertação seja da alma ou física. Jesus ensinava a base de tudo em amor e caridade.

É mais fácil aceitar um deus híbrido de homem e animal a aceitar uma vida de amor incondicional, uma vida de entrega a Cristo.

Cristo nunca nos prometeu uma vida de facilidades ao escolhermos segui-lo, mas nos foi prometido uma vida vitoriosa se tivéssemos bom animo, pois através dele nossa vitoria está sacramentada (Jo 16:33b).

A vida cristã deve ser vivida de forma intensa, cada um deve procurar de forma verdadeira e sincera, que cada dia possamos ter em mente que somente a busca individual e incessante nos livrará das artimanhas do ladrão de nossas almas e de crenças que nos levarão ao distanciamento de Cristo e de suas verdades.

Até a próxima...


Publicado por: silvia leticia carrijo de azevedo sá

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola