Topo
pesquisar

O Getsêmani: lugar de agonia e de salvação

Religião

O que é Getsêmani, religião, igreja, Jesus, Silvia Letícia Carrijo de Azevedo Sá, Ricardo Luiz de Matos.

Mateus 26: 36-46

A palavra getsêmani significa “prensa de azeite”, ou seja, local de esmagamento para conseguir o suco da fruta. Era um jardim situado no monte das Oliveiras em Jerusalém hoje conhecida como Israel.

Os discípulos preparam a Páscoa, a festejaram e saíram para o Monte das Oliveiras. Jesus os disse que ficassem ali sentados enquanto ele iria orar. Neste meio tempo aquele que vinha caminhando com Jesus foi tomado pelo maligno e seu coração ficou transformado e corre para encontrar Caifás e entregar Jesus.

Jesus com seus olhos espirituais abertos pôde contemplar tudo que iria acontecer. A rede maligna contra sua vida estava armada. Conhecia o coração dos discípulos e sabia que seria abandonado por eles. Mesmo jurando ficar com Ele até a morte. O coração de Judas foi tomado pelo demônio, indo até caifás entrega-lo sem nenhum pudor. O inferno se prepara para receber a divina luz, como se pudesse a suportar. Pobre demônio, Imaginando ter a sua vitória matando Jesus, não sabendo ele o que estava por vir a sua vida.

Jesus contemplando tudo orou. Orou por mim, por você, por nós pecadores que nem pensamos no é que a morte. Jesus levou consigo a Pedro e mais dois discípulos. Chegando lá começou a se angustiar, e a entristecer. Começou seu grande sofrimento a sua grande tribulação. “E rogo não somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim; para que todos sejam um; assim como tu, ó Pai és em mim, e eu em ti, que também eles sejam um em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste.”(João 17:20-21)

O inferno começa sua festa. Mataremos o Salvador, onde está o filho de Deus? Será entregue em minhas mãos imagina satanás e já comemora. Ao orar Jesus chorou pelos nossos pecados.

Ele levou consigo os discípulos (amigos) mais chegados, era a hora em que sabia do acontecimento a seguir. Precisava de alguém com Ele. Era o homem sofrendo a dor da sua morte. O ápice do ser humano – morrer. Mas era preciso cumpri o que Dele fora escrito “Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados”(Isaias 53:5). Morte que traria a vida e vida sem o véu. O véu que expunha nossa derrota no Éden, véu que nos separava da perfeição e comunhão divina. Ao orar disse a seu pai: SE POSSIVEL PASSE DE MIM ESTE CÁLICE. Todavia se não for possível faça a tua vontade Pai. Mas a agonia era sua, teria que passar sozinho, sem discípulos, amigos, seguidores e sem o pai. Como homem ele recuava diante da cruz, da morte. Aquela morte era para homem sem nenhum caráter, somente pessoas que não tinham valor morria daquela forma. Era vergonhosa aquela situação. Jesus lutou com a agonia e a morte. Nem mesmo a sua divindade o protegeria dessa situação. Ao vir como homem abriu mão de não ter tais sofrimentos. Enfrentou como homem. Assumiu nossos sofrimentos como Dele.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Seus discípulos dormiam enquanto ele sofria, nós dormimos enquanto os nossos sofrem sem vida. Em nenhuma ora vigiaram com Ele.

A sua vontade não foi feita, mas a vontade de Deus seu pai. Ninguém poderia comprar com sangue a nossa salvação. Só alguém como Ele, sem pecado, sem mancha. Jamais alguém destruiria o poder do pecado e da morte como ele o fez. “Sua humanidade implorou par ser livrado daquilo que sua divindade poderia ver. Jesus, o carpinteiro, roga. Jesus, o homem, olha para dentro do buraco escuro e implora, “será que não pode haver outro jeito?”(Max Lucato)

A hora chegou, enquanto falava chegaram e por um beijo foi traído, entregue a morte. A morte de CRUZ. Pediu para sair, mas não saiu.

Sua morte foi para que você não ficasse só. Para que você não chorasse só. A comunhão se fazia a cada dor, cada gemido. A solidão na cruz foi para que tenhamos comunhão e reconciliação com Deus Pai. Sozinhos não mais, mas redimidos na graça redentora que foi nos dada na cruz. Para que seus amigos o abandonando, Ele não te abandonará. E mesmo a morte chegando à vida eterna Ele te dará.

Quando a morte chega o inferno festeja, olha para Ele na cruz e diz: onde está o filho de Deus! Mal sabia que não demoraria e Ele venceria as trevas e daria seu brado de vitória. Ao terceiro dia a morte é vencida. Jesus ressuscita. ALELUIA, Jesus ressuscitou. Ele está vivo o enferno vem abaixo, a festa acaba e satanás é lançado para fora, vê que sua força não será eterna, por isto luta tanto para que você vá morar com ele. Deseja tanto sua alma. Para que não encontre com aquele que o venceu e tem a chave da sua casa (O INFERNO).

Jesus levou na cruz a sua dor o seu sofrimento, se entregue a Ele hoje. Não fique ai sofrendo sozinho. Ele já levou suas dores na cruz. Venha fazer parte da nossa família. O cálice da dor já foi tomado. “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca”(Mateus 26:41)

Até a próxima...

Silvia Letícia Carrijo de Azevedo Sá
leticiacarrijo@oi.com.br

Ricardo Luiz de Matos
matosrl@yahoo.com.br


Publicado por: silvia leticia carrijo de azevedo sá

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola