Topo
pesquisar

Jesus e Trindade, verdade ou engano?

Religião

Quem é Jesus? Existe mesmo a Trindade Divina? Clique e entenda um pouco mais sobre o assunto.

QUEM É YAOHUSHUA (Jesus), UM AUTÊNTICO INSTRUMENTO DO PAI, OU MAIS UMA MAJESTADE ADORÁVEL? EXISTE MESMO "TRINDADE", TRÊS DEUSES?

Existem dois tipos de ignorantes, o ignorante que é ignorante, e o ignorante que quer ser ignorante: o primeiro é aquele que não tem conhecimento do assunto ou que não consegue entender a explicação devido incapacidades cognitivas, o segundo é aquele que mesmo diante de um argumento convincente não se interessa em examinar, ignora os fatos repudia a questão e continua nos mesmos erros.

Por mais estranho que nos pareça qualquer assunto, não seria inteligente ignora-lo somente por ser estranho ou estar fora da compreensão e até mesmo contrariando alguns conceitos e éticas e tudo aquilo que tenha crido, a própria palavra nos orienta a "...observar todas as coisas e reter o que for para o bem" 1 Tessalonicenses 5 : 21, neste texto compreendemos três papéis a desempenhar; todas as coisas sem exceção devem ter uma atenção, analisar o assunto com mais cuidado, procurar através de estudos pesquisas e comparações a verdade e o que for bom, o restante deve ser descartado, esta é a recomendação das Escrituras Sagradas. De maneira que no estudo a seguir não será diferente pois o mesmo fora elaborado por pesquisas e fontes primárias baseadas principalmente nas Escrituras Sagradas.

Quem é O Filho dO Criador, seria Ele Majestade Venerável igualmente aO Pai ? Ou, O Pai é o único digno de adoração e que nada criado deve venerar outro ser criado ? O que ensinam as Escrituras Sagradas a respeito ?

(1) João: 1. 1. No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Yaohu (Deus), e o Verbo era Yaohu (Deus).

Quando observamos a função da palavra "verbo" ou "palavra" (logus) entendemos que ele era o "agir, ação, acontecer " dO Pai, que no princípio da criação atuava como as mãos dO Pai, que desta forma dava a conhecer O Pai aqueles que jamais tinham visto, como relata em João: 1. 18. Ninguém jamais viu a Yaohu (Deus). O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o deu a conhecer. "O filho" "o deu a conhecer" não, O Deus filho o deu a conhecer; visto que a palavra alterada e título "Deus", seria originalmente YHWH que é o nome correto e exclusivo dO Pai,  subentende-se que deveria ser, "No princípio era o agir, e a ação estava com Yaohu, e o agir era por Yaohu." Deve ser entendido assim pelas mesmas palavras dO Ungido em Hebreus 1:2 , e por quem fez também o mundo; vemos claramente O Pai agir "por" (através) dO filho, portanto O Filho fora a batuta e O Criador O Regente, o filho ordenava mas a virtude criativa emanava dO Pai, por isso ele é chamado de O Verbo a palavra, o que da sentido visível e concreto aos planos dO Criador.

(2) A entrega total pela obediência contribuía nos atos e mesmo na personalidade de modo a executar com precisão os planos dO Pai, resultado de tamanha comunhão, João: 12. 44. Clamou Yaohushua (Jesus) dizendo: Quem crê em mim, crê, não em mim, mas naquele que me enviou. 45. E quem me vê a mim, vê aquele que me enviou.

João: 8. 29. E aquele que me enviou está comigo; não me tem deixado só; porque faço sempre o que é do seu agrado.

João: 16. 32. Eis que vem a hora, e já é chegada, em que vós sereis dispersos cada um para o seu lado, e me deixareis só; mas não estou só, porque o Pai está comigo. Quando ele compara o deixar só dos apóstolos com a presença dO Pai se refere a presença real em seu ser.

(3) Embora as revelações demonstrem O favorecido dO Pai cheio de poder autoridade e prerrogativas, Ele cumpre o papel de um porta vós e filho obediente temente e competente que jamais ousou se igualar aO Pai reivindicando adoração, leia  Hebreus: 1. 2. nestes últimos dias a nós nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, e por quem fez também o mundo; 3. sendo ele o resplendor da sua glória e a expressa imagem do seu Ser, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo ele mesmo feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade nas alturas, 4. feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles. 5. Pois a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu Filho, hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei Pai, e ele me será Filho?  As palavras sublinhadas referem-se ao sujeito oculto (a pessoa dO Pai). A sua força na verdade emana direto dO Pai, sendo assim não há porque não entendermos que seja representante tão exato dO Pai em poder dizer "sendo ele o resplendor da sua glória e a expressa imagem do seu Ser," Não é tão fácil entender como a criatura pode assumir quase sem por cento do poder e altoridade de Seu Criador e continuar sendo simplesmente um Filho que serve com dedicação; o versículo 5 deixa bem claro quem é Yaohushua diante de todos os seres criados por Yaohu, Ele é o filho gerado e não um outro ser igual aO Pai, não existindo trindade, somente um originador de todas as coisas criadas, inclusive O Filho que juntamente com todos os anjos e seres humanos devem prestar adoração aO Pai Eterno Yaohu.

(4) No livro de João capítulo 14 podemos ver Ele confirmando este raciocínio, João: 14. 8. Disse-lhe Felipe: Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta. 9. Respondeu-lhe Yaohushua: Há tanto tempo que estou convosco, e ainda não me conheces, Felipe? Quem me viu a mim, viu o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai? 10. Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo, não as digo por mim mesmo; mas o Pai, que permanece em mim, é quem faz as suas obras. 11. Crede-me que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim; crede ao menos por causa das mesmas obras. A resposta dO Messias era segundo até mesmo o que Filipe não tinha expressado e referia a pessoa visível e sobrenatural dO Pai, porque ele queria ver com seus próprios olhos fisicamente O Pai (estou convosco, e ainda não me conheces,..... crede ao menos por causa das mesmas obras) O Messias era como se fosse um robô teleguiado por controle remoto qual controle estava nas mãos dO Pai Soberano, ou O Pai vinha invisível e ocupava o corpo do filho (As palavras que eu vos digo, não as digo por mim mesmo; mas o Pai, que permanece em mim, é quem faz as suas obras.), O Pai como é revelava-se através do corpo físico do filho por palavras e obras deixando expresiva imagem tão evidente que por sua vez O Messias ensina que ao estar com Ele seria o mesmo que estar com Pai, Ele era habitado pelO Pai ou como O Mesmo usava quando queria suas faculdades mentais, por esta O Messias admite fazer tudo segundo a direção dO Pai e não a sua vontade, a forma mais expressiva desta ideia era dizendo que O Pai estava Nele e Ele nO Pai, isso não significa que O Pai e O Filho são as mesmas pessoas ou o filho seja digno de adoração como O Pai, esta glória pertence somente aO Pai, caindo assim a falsa doutrina da "trindade"; Afinal, as Escrituras não podem se contra dizerem.

(5) Qualquer que iguala-se aO Pai comete pecado, leia, Filipenses: 2. 6. que, sendo em forma de Yaohu, não teve por usurpação ser igual a Yaohu.  7. mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, tornando-se semelhante aos homens; 8. e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz. 9. Pelo que também Yaohu exaltou soberanamente, e lhe deu o nome que é sobre todo nome; 10. para que ao nome de Yaohushua dobre todo joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, 11. e toda língua confesse que Yaohushua o ungido, para glória de Yaohu (Deus) Pai.

"sendo em forma de Yaohu" Ele existia e agia como se fosse o próprio Pai Yaohu; assumiu a personalidade dO Criador devido a necessidade  de sua autoridade, de maneira que devia ser recebido como O Pai o que se ensinava.

"não teve por usurpação ser "igual" a Yaohu" não que por isso tenha direitos soberanos de um criador, aliás, como o próprio texto já relata seria apoderar-se de uma posição de forma desonesta, Ele não é Soberano e igual A Yaohu. Em uma versão das escrituras mais conservadora foi traduzido ....não considerou a igualdade com Yaohu (Deus) algo a ser mantido pela força......(fonte, Escrituras Judaica Completa); ou seja, não considerou o que por sua pessoa era feito para O Pai e pelO Pai como algo que o elevasse a ponto de o igualar aO Pai ou ser venerado como O Pai, caso o fisece seria pela força bruta e não que tivesse alguma virtude para tal.

"para que ao nome de Yaohushua se dobre todo joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,......para glória de Yaohu Pai." É simples assim, Ele é o que leva todos a se curvarem diante dO Pai Yaohu pela sua obediência e sacrifício, O nome que é sobre todo nome é para exaltação dO Pai e não a si mesmo. E era exatamente o que Paulo diz em Hebreus 1:6 se referia aos anjos quando disse "todos os anjos de Yaohu o reverencie.", os originais remetem toda adoração aO Pai, aqui Paulo mensurou os valores dO Pai contidos no filho a que seja reconhecido como O Prometido original, fora uma atitude lógica do apostolo mediante o evento de sua vinda visto que antes pelos profetas tal afirmativa não era sitada; por que "ao introduzir no mundo diz...." antes de tal ele não era a pessoa a apropriar-se deste status, mas entrando no mundo representando Yaohu que Salva ou Yaohushua se fez necessário, ou seja, todos os anjos o reverenciem, obedeçam, o sirvam, se curvem aO Pai ao comando de Yaohushua, como relata Salmos: 89. 26. Ele me invocará, dizendo: Tu és meu pai, meu Yaohu (Deus), e a rocha da minha salvação. 27. Também lhe darei o lugar de primogênito; fá-lo-ei o mais excelso dos reis da terra.

A raiz grega da palavra "adorem" em Heb. 1:6, aqui é "proskuneo", a qual pode propriamente ser traduzida por "adoração" ou "reverência", dependendo do contexto e, neste caso, da tendência do tradutor que se crer que O Filho seja uma Majestade como O Pai traduzirá "adorem" mas se entender que seja no sentido profético dO Rei prometido traduzirá "reverencie", como Rei de toda a terra Salvador e Intercessor, devemos reverência A Ele mas somente aO Pai devemos "adorar". Em Apocalipse 22:8,9 , onde a mesma palavra "proskuneo" é usada no grego original. Lá o apóstolo João diz: "Prostrei-me para adorar [raiz: proskuneo] diante dos pés do anjo... Mas ele me diz: Toma cuidado! Não faças isso! Adora [raiz: proskuneo] a Yaohu (Deus)". Pondere a adoração que o anjo recusou, mas disse a João para dar a Yaohu (Deus) e não ao Filho, é a mesma "proskuneo" que o Pai ordena que seja dada ao seu Filho Yaohushua  em Hebreus 1:6. porém no sentido de reverência. Então seria apropriado dar ao Filho a mesma honorável adoração que é dada ao Pai ? Deixe João 5:23 responder a esta pergunta: "A fim de que todos honrem ao Filho assim como honram ao Pai. Quem não honrar ao Filho, não honra ao Pai que o enviou", João fala de "honra" não de "adoração", devemos honrar O Rei, Salvador, Intercessor, como honramos aO Pai, porém adoraremos somente nossa Majestade Suprema, O Pai. Em Mateus: 4. 11. Então o Diabo o deixou; e eis que vieram os anjos e o serviram. Os anjos não vieram adora-lo e fica evidente o papel dos anjos em "servi-lo",   Também em Salmos: 91. 11. Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos. 12. Eles te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces em alguma pedra.  O Messias depende de ajuda de anjos, se fosse ele igual aO Pai e venerável não teria obviamente esta necessidade. Se trata de uma maneira indireta de a nova mensagem identificar Yaohushua com O Pai Yaohu, se não considerar-mos as Escrituras Sagradas em sua totalidade não seríamos justos e acreditar-se-ia que O Filho seja igual aO Pai gerando uma crença contraditória. Observem Isaías: 9. 6. Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz. Afinal de contas quem é O Pai e quem é O Filho ? Na verdade o texto refere ao statos dO Rei em nosso mundo, o que Ele veio representar.

(6) Isaías: 42. 8. Eu sou Yaohu (Deus) este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não a darei, nem o meu louvor às imagens esculpidas.

A palavra Deus, não é nome, é um título, o nome dO Criador se chama YHWH, (Yaohu transliterado) quando formos agradecer clamar honrar glorificar, devemos entender que não há outro nome ou pessoa que possa ser venerado, observem que o texto segue referindo a que Ele chama nossa atenção, "minha glória.....a outrem não darei" que glória seria esta se não a de Soberano Criador e Pai Eterno, todo e qualquer mérito de louvor, tudo que exista simples ou deslumbrante que reflita perfeição e produza frutos de louvores em pensamentos palavras ou obras devem-se única e exclusivamente a Ele. O próprio aqui e em outros textos deixa bem claro que nem a humanos, anjos e mesmo O Messias não é dado atribuir-se veneração ou igualar-se A Yaohu nosso Soberano Pai Criador. "nem o meu louvor a imagens esculpidas", agora se referindo ao modo de como muitos tendem a devota-lo se curvando a qualquer imagem, nem assim é aceito, todo tipo de louvor deve ser dado diretamente a sua pessoa mencionando O Nome "YAOHU", "em espírito e em verdade" João: 4. 23. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Observem e vejam que é O Pai que procura adoradores e é a ele que todos devem venerar, não é O Filho que procura adoradores e nem é a ele dado a permissão para revogar adoração, em parte alguma das Escrituras Sagradas consta declaração como esta referente ao Filho, honramos, amamos, respeitamos, reverenciamos,  cremos e ouvimos O Filho, mas somente O Pai é digno de veneração.

Alguns atribuem a pessoa principal deste texto a Yaohushua, quando que na verdade será O Filho que há de "manifestar" O Pai, vejam 1 Timóteo: 6. 14. ............até a vinda de nosso Mestre Yaohushua o ungido (Senhor Jesus Cristo); 15. a qual, no tempo próprio, manifestará o bem-aventurado e único soberano, Rei dos reis e Senhor dos senhores; 16. aquele que possui, ele só, a imortalidade, e habita em luz inacessível; a quem nenhum dos homens tem visto nem pode ver; ao qual seja honra e poder sempiterno. Amém. Visto que Ele não fora criado sendo alto suficiente, sendo O único a dominar a imortalidade, o que também nenhum humano pôde ver, que habita em "luz inacessível" ou seja, sem por sento perfeito, diante de todas estas prerrogativas entendemos que O Pai Yaohu é o único Soberano Criador digno de veneração; Yaohushua é o filho Dele e nosso irmão, a pessoa que João se refere é O Pai Yaohu e não Yaohushua, vejamos a confirmação em João: 1. 18. Ninguém jamais viu a Yaohu (Deus). O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o deu a conhecer.

(8) Apocalipse: 5. 12. que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor. "receber .......glória, e louvor", louvor no sentido de ser recomendado,  elogiado, exaltado e esta honra não provem dos humanos nem mesmo dos anjos ou de qualquer outro ser mas do Pai Eterno, veja em 2 Coríntios: 10. 18. Porque não é aprovado aquele que se recomenda a si mesmo, mas sim aquele a quem Yaohu recomenda.  se trata de uma honra dada pelo papel desempenhado e que nós também iremos receber, por exemplo, por ter obedecido até o fim; é ganho por méritos. Se trata também de traduções, algumas Escrituras consta "louva" e outras "recomenda", e assim por erros de nossos pais da fé quantas coisas herdamos erradas por falta de uma observação amiúde, geralmente aceitam o que é ensinado sem contestar, até porque as Escrituras Sagradas jamais poderiam se contra dizerem, ora reclama gloria unicamente A Ele, ora delega a seu filho a mesma glória, em 1 Timóteo: 2. 5. Porque há um só Yaohu (Deus), e um só Mediador (Yaohushua) entre Yaohu (Deus) e os homens, Yaohushua o ungido (Jesus o Cristo) homem, - Não existem duas Majestades igualmente dignos de adoração, Soberano, somente um, o filho é o Mediador nascido de humanos.

João: 5: 41. Eu não recebo glória da parte dos homens; ( não tenho com esta pregação reinvidicar glória porque dos humanos eu não aceito) 42. mas bem vos conheço, que não tendes em vós o amor de Yaohu (Deus). ( na verdade sei que vocês não acatam minhas palavras porque não tem amor pelO Pai Eterno) 43. Eu vim em nome de meu Pai, e não me recebeis; se outro vier em seu próprio nome, a esse recebereis. 44. Como podeis crer, vós que recebeis glória uns dos outros e não buscais a glória que vem do único Yaohu (Deus)? ( glória que vem do único Soberano " Yaohu ", Ele se refere a honrarias por posições de destaque, em vez dos galardões prometidos, fica bem claro que O Pai é único a ser glorificado e dar glória, nenhum ser criado recebe ou dá a outro ser criado), leiamos também 1 Coríntios: 8. 6. todavia para nós há um só Yaohu (Deus), o Pai, de quem são todas as coisas e para quem nós vivemos; e um só mestre, Yaohushua ungido (Jesus Cristo), pelo qual existem todas as coisas, e por ele nós também. Os judeus só reconhecem um Yaohu ou Soberano e ao Messias como Mestre, Salvador, Rei, Mediador.

João: 5. 17. Mas Yaohushua (Jesus) lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. 18. Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só violava o sábado, mas também dizia que Yaohu (Deus) era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Yaohu (Deus). ....."meu PAI trabalha até agora e eu trabalho também"..... Como a questão em voga se tratava de milagres e sobrenatural que causava uma certa inveja aos judeus, ao dizer esta frase os Judeus pegaram um gancho para condenar mais ainda o messias dizendo que Ele se igualara aO Pai, como sendo alto suficiente poderoso e soberano como O Pai, o que não é verdade.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

(9) Assim como por textos referentes a personalidade e prêmios dE Yaohushua muitos acreditam ser Ele adorável (Divino), chega-se a conclusão que pela mesma análise teremos direitos parecidos, então, não venha o caso de tê-lo como (Divino). Vejamos em João: 12. 44. Clamou Yaohushua (Jesus), dizendo: Quem crê em mim, crê, não em mim, mas naquele que me enviou. 45. E quem me vê a mim, vê aquele que me enviou. 49. Porque eu não falei por mim mesmo; mas o Pai, que me enviou, esse me deu mandamento quanto ao que dizer e como falar. 50. E sei que o seu mandamento é vida eterna. Aquilo, pois, que eu falo, falo-o exatamente como o Pai me ordenou.  - Veja como Ele é um representante fiel dos planos e caráter dO Pai e não uma outra Majestade (Deus) adorável, devemos respeita-lo e honra-lo como tal. Leiam João 20, meu Yaohu (Deus) e vosso Yaohu (Deus) meu PAI e vosso PAI. Ele mesmo se coloca em uma posição de filho como nós também somos, e Yaohu como sua Majestade assim como seria para nós.

1 João: 3. 2. Amados, agora somos filhos de Yaohu (Deus) e ainda não é manifesto o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é, o veremos. Seremos semelhantes a Ele, "O Pai", não que revogaremos adoração e teremos a mesma autoridade dO Criador Pai, mas está falando de poder ser santo, eterno e usufruir de um relacionamento estreito entre O Pai e seres celestiais.

1 Coríntios: 6. 2. Ou não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo há de ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas? 3. Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida? "Trono" significa governo, o governo do filho onde nós também governaremos, iremos julgar o "mundo" e "os anjos caídos".

Apocalipse: 3. 21. Ao que vencer, eu lhe concederei que se assente comigo no meu trono. Concederá que faça parte do mundo celestial e dos planos administrativos do reino e todas as construções. Há quem diga que se refira aos 12 apóstolos ou a Israel, mas o termo "ao que vencer" refere a um número não definido e não especifica quem, portanto se refere a todos os salvos. Vejam também João: 17. 21. para que todos sejam um; assim como tu, ó Pai, és em mim, e eu em ti, que também eles sejam um em nós; também em Gálatas: 3. 28. Não há judeu nem grego; não há escravo nem livre; não há homem nem mulher; porque todos vós sois um no Ungido Yaohushua (Cristo Jesus). Somos um corpo onde a preocupação mútua é o amor entre O Pai O Filho anjos e humanidade, tudo para gloria dO Pai. De forma que muitas considerações dadas aO Filho são estendidas aos salvos, as intenções dO Pai Celestial jamais foi de soberania total onde seus filhos jamais possam usufruir de suas regalias, muito pelo contrário O Pai ama seus filhos de tal maneira que deseja partilhar deleites prazeres e glórias peculiares; é o que referem as palavras dO Mestre quando diz  "Um no Messias" ou "um no Pai" ou "um em nós" ou "eu e O Pai somos um" significa unidade de pensamentos desejos amor e sujeição; é a base do Reino Celeste, unidade em amor, tendo como Majestade unicamente Yaohu.  João: 17. 23. eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, ......em outras palavras, Marcos: 12. 29. Respondeu Yaohushua: ...........O Soberano nosso Yaohu é o único Soberano. 30. Amarás, pois, A Yaohu teu Soberano de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de todas as tuas forças. 31. E o segundo é este: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que esses.

Teremos um novo nome, Isaías: 56. 5. Dar-lhes-ei na minha casa e dentro dos meus muros um memorial e um nome melhor do que o de filhos e filhas; um nome eterno darei a cada um deles, que nunca se apagará. Não seja pelo nome, também teremos um nome especial, não tanto quanto O dE Yaohushua mas teremos um novo nome.

Teremos uma herança, Apocalipse: 21. 7. Aquele que vencer herdará estas coisas; e eu serei seu Yaohu (Deus), e ele será meu filho. O direito de heranças não está limitado somente aO Salvador mas a nós também.

Faremos grandes obras  e maiores que a dO Messias, João: 14. 12. Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que crê em mim, esse também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas; porque eu vou para o Pai; 13. e tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. "fará as obras que eu faço" : não seja pelas grandes obras, nós podemos realiza-las como O Salvador e maiores ainda. "........eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.": toda obra é exclusivamente pelO Pai e para O Pai.

(10) Yaohushua não tem alto domínio de tudo que fala e realiza mas é segundo a direção dO Pai Criador, Ele está em tudo subordinado aO Pai como qualquer outra criatura, veja em João: 5. 30. Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma; como ouço, assim julgo; e o meu juízo é justo, porque não procuro a minha vontademas a vontade daquele que me enviou. Também em, João: 14. 24. Quem não me ama, não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que estais ouvindo não é minha, mas do Pai que me enviou. Leiam também João: 12. 49. Porque eu não falei por mim mesmo; mas o Pai, que me enviou, esse me deu mandamento quanto ao que dizer e como falar. Da mesma maneira que nós, seres humanos, temos a mesma incumbência, veja em João: 7. 24. Não julgueis pela aparência mas julgai segundo o reto juízo.

Até mesmo as doutrinas que Ele ensinou não são de sua altoria, João: 7. 16. Respondeu-lhes Yaohushua (Jesus):A minha doutrina não é minha, mas daquele que me enviou. As doutrinas são elaboradas pelO Pai de maneira que O Filho as cumpre e não dita as regras por si.

Ele é o tabernáculo o porta voz perfeito em que O Pai executa sua obra entre nós, João: 12. 44. Clamou Yaohushua (Jesus), dizendo: Quem crê em mim, crê, não em mim, mas naquele que me enviou. 45. E quem me vê a mim, vê aquele que me enviou. Assim como os ensinamentos não eram frutos de suas idéias e parecer mas sim dO Pai Yaohu, da mesma forma na verdade estamos crendo diretamente nO Pai Yaohu, era o que deveriam entender, pois O Messias é criação embora a palavra "gerado" entra com uma conotação que abrange "caráter e personalidade herdadas dO Próprio Criador não podemos achar que Ele tenha um equilíbrio de força poder autoridade e domínio semelhante a dO Pai, nós fomos "gerados" por nossos pais sujeito a morte assim como os anjos humanos e qualquer outra criatura ou obra que "passou a existir"a partir de um momento.

Em mais uma oportunidade que O Messias teve para, caso fosse "Majestade digno de glória" como O Pai, Ele se identifica como o que os Judeus o conheciam e tratavam, mestre e senhor (senhor dono), vejam o que Ele diz em João: 13. 13. Vós me chamais Mestre e Senhor; e dizeis bem, porque eu o sou. 14. Ora, se eu, o Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns aos outros. A demonstração do lava pés refere a considerações que devemos ter com os irmãos nivelando nossa importância com as deles e para ser razoável O mestre e nosso superior fez se igualando a nós também, deixando unicamente para O Pai a posição de Majestade Pai Yaohu.

Ele é um mestre obediente aO Pai, João: 8. 28. Prosseguiu, pois,Yaohushua (Jesus): Quando tiverdes levantado o Filho do homem, então conhecereis que eu sou, e que nada faço de mim mesmo; mas como o Pai me ensinou, assim falo. 29. E aquele que me enviou está comigo; não me tem deixado só; porque faço sempre o que é do seu agrado.  Tudo que faz é segundo O Pai, Ele é um ministro instrumento dO Criador, onde seu trunfo é obedecer a risca tanto o que aprendeu dO Pai como executar as orientações expressas, todas as coisas não passam de frutos de obediência,  longe está de O Filho, um ser criado, que ganhou a eternidade como nós ganharemos, (Tiago 1:12, Apoc. 2:20) ser adorável como O Pai Eterno e Soberano, toda a honra, gloria e veneração pertence aO Pai Yaohu unicamente, algo que O próprio filho adimite ser assim. João: 20. 17. Disse-lhe Yaohushua (Jesus): Deixa de me tocar, porque ainda não subi ao Pai; mas vai a meus irmãos e dize-lhes que eu subo para meu Pai e vosso Pai, meu Yaohu (Deus) e vosso Yaohu (Deus). Ele não se iguala aO Pai, como acusa os judeus, mas reconhece ser adorador e filho como nós. 1 Coríntios: 8. 6. todavia para nós há um só Yaohu (Deus), o Pai, de quem são todas as coisas e para quem nós vivemos; e um só Mestre (Senhor), Yaohushua o ungido, pelo qual existem todas as coisas, e por ele nós também. Tanto no céu como na terra só há uma Majestade digno de adoração, O Pai Yaohu, e quanto aO Filho é Senhor," Mestre". Yaohushua deve estar na prioridade de ser nosso mestre como relata em Mateus: 23. 8. Vós, porém, não queirais ser chamados Rabi; porque um só é o vosso Mestre, e todos vós sois irmãos. Ele também é nosso irmão, leiam Hebreus: 2. 17. Pelo que convinha que em tudo fosse feito semelhante a seus irmãos, para se tornar um sumo sacerdote misericordioso e fiel nas coisas concernentes a Yaohu (Deus), a fim de fazer propiciação pelos pecados do povo.

(11) Alguns atributos dO Pai emprestados aO Filho, Isaías: 9. 6. Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz.  Se não tiver discernimento para entender que os atributos aqui são sinônimos emprestados pelO Pai no que refere a sua missão, vão realmente achar que Ele é mesmo o que diz o texto, só não pode esquecer que as Escrituras Sagradas se contradiriam, porque, "Deus forte e Pai eterno" jamais poderia ser o filho uma vez que é atribuída somente A Yaohu. Por exemplo, qual ocasião no novo testamento o filho é tratado por um destes títulos ? em parte alguma, porque se trata de mensagem profética a que Ele vei representar. O Pai Criador é o único que "......age por meio de todos....." É uma faculdade interativa dE YAOHU, manifestando sua oniciencia onipresença e onipotencia pertencente unicamente a aquele que tem nas mãos o controle de tudo, Yaohu exclusivamente é soberano, quanto ao filho, está sujeito ao domínio dO Pai, assim como nós neste ínterim, O Filho no entanto tem a graça de ser escolhido, sendo o meio que pela obediência e sofrimento faz jus a um depositório por excelência dos planos e vontades dO Soberano Pai, Hebreus: 2. 10. Porque convinha que aquele, para quem são todas as coisas, e por meio de quem tudo existe, em trazendo muitos filhos à glória, aperfeiçoasse pelos sofrimentos o autor da salvação deles. Também Hebreus: 13. 21. Vos aperfeiçoe em toda boa obra, para fazerdes a sua vontade, operando em nós o que perante ele é agradável, por meio de Yaohushua o ungido (Jesus Cristo), ao qual seja glória para todo o sempre. Amém. Devido O Filho ser o meio pelo qual O Pai cria liberta e salva este mundo, muitos atribuem erroneamente aO Filho uma posição sem respaldo nas Escrituras Sagradas, aO Filho devemos respeitar acatando seus ensinos em obediência e fé, com esperança de regeneração e salvação no seu sangue e na sua vinda. Entendendo e respeitando os títulos dados a Ele, que são.                      

Alguns atributos dO Filho, Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte – Is 9:6, Pai da Eternidade e Príncipe da Paz – Is 9:6, Porta e Pastor – Jo 10:10, Luz do mundo – Jo 8:12, Caminho, Verdade e Vida – Jo 14:6, Libertador – Jo 8:36, Videira Verdadeira – Jo 15:1 R, Ressurreição e Vida – Jo 11:25, Adão – I Co 15:45, Advogado – I Jo 2:, Alfa e Ômega – Ap 1:8 ; 22:13, Amém – Ap 3:14, Apóstolo da nossa confissão – Hb 3:, Autor da Salvação – Hb 2:10, Autor da Vida – At 3:15, Autor e Consumador da Fé – Hb 12:2, Bem- aventurado – I Tm 6:15, Único soberano – I Tm 6:15, Braço do Senhor – Is 5:19; 53:, Cabeça da Igreja – Ef 1,22, Chefe – Is 55:4, Consolação de Israel – Lc 2:25, Cordeiro de Deus – Jo 1:29, Criador – Jo 1:3, Cristo de Deus – Lc 9:20, Desejado de todas as nações – Ag 2:7, Deus bendito – Rm 9:5, Deus Unigênito – Jo 1:18, Deus – Is 40:3, Emanuel – Is 7:14, Eu Sou – Jo 8:58, Filho Amado – Mt 12:18, Filho de Davi – Mt 1:, Filho de Deus – MT 2:15, Filho do Altíssimo – Lc 1:32, Filho do Homem – Mt 8:20, Filho do Deus Bendito – Mc 14:6, Glória do Senhor – Is 40:5, Grande Sumo Sacerdote – Hb 4:14, Guia – Mt 2:6, Herdeiro de todas as coisas – Hb 1:2, Homem de dores – Is 53:3, Imagem de Deus – 2 Co 4:4, Jesus de Nazaré – Mt 21:1, Jesus – Mt 1:2, Juiz de Israel – Mq 5:, Justiça nossa – Jr 23:6, Justo – At 7:52, Leão da Tribo de Judá – Ap 5:5, Legislador – Is 33:22, Mediador – 1 Tm 2:5, Mensageiro da Aliança – Ml 3:1, Messias, o Ungido – Dn 9:25, Jo 1:41, Nazareno – Mt 2:23, Nossa Páscoa – I Co 5:7, Pão da Vida – Jo 6:35, Pai Eterno – Is 9:6, Pastor e Bispo das Almas – 1 Pe 2:25, Pedra Angular – Sl 118:22, Poderoso de Jacó – Is 60:16, Poderoso Salvador – Lc 1:69, Precursor – Hb 6:20, Primogênito – Ap 1:5, Príncipe dos Pastores – 1 Pe 5:4, Princípio da Criação de Deus – Ap 3:14, Profeta – Lc 24:19, Raiz de Davi – Ap 22:16, Redentor – Jó 19:25, Rei dos reis – I Tm 6:15, Rei dos santos – Ap 15:3, Rei dos Judeus – Mt 2:2, Rei dos séculos – 1 Tm 1:17, Rei – Zc 9:9, Renovo – Is 4:2, Resplandecente Estrela da Manhã – Ap 22:16, Rocha – I Co 10:4, Rosa de Sarom – Ct 2:1, Santo de Deus – Mc 1:24, Santo de Israel – Is 41:14, Santo servo – At 4:27, Santo – At 3:14, Semente da mulher – Gn 3:15, Senhor da glória – I Co 2:8, Senhor de todos – At 10:36, Senhor Deus – Is 26:4, Senhor dos senhores – I Tm 6:15, Siló – Gn 49:10, Soberano dos reis – Ap 1:5, Sol da justiça – Ml 4:2, Sol nascente – Lc 1:78, Testemunha fiel – Ap 1:5, Testemunho – Is 55:4, Todo- Poderoso – Ap 1:8, Verbo de Deus – Ap 19:13, Verbo – Jo 1:1, Verdade – Jo 1:14, Doador do Espírito Santo – Mt 3:11, Primeiro e Último – Is 41:4, Fundamento da Igreja – Mt 16:18, Onipresente – Ef 1:20- 23, Onipotente – Ef 1:20- 23, Onisciente – Ap 1:8 – Jo 21:17, Santificador – Hb 2:11, Mestre – Lc 21:15, Inspirador dos profetas – I Pe 1:17, Supridor de Ministros à Igreja – Ef 4:11, Salvador – Tt 3:4- 6.

Conclusão

Nenhum ser Criado deve ser venerado como O Pai Yaohu, mesmo sendo O Filho que fora gerado; Yaohushua nunca reivindicou adoração mas se identificou como O Filho, Rei, Salvador, Redentor, Advogado, Mestre, Senhor (dono), e Yaohu como seu Pai, considerações que nós também devemos segundo recomenda as Escrituras Sagradas, O próprio Yaohushua admite não falar e fazer nada de si mesmo e quem realiza todas as coisas é YAOHU através de sua pessoa. O Pai não se pode ver, mas O Filho, nasceu, viveu, morreu e ressuscitou e foi vesto por todos. Ele recebeu um nome que é acima de todo nome não para ser exaltado mas para glória dO Pai, os estudiosos das Escrituras é que tomaram esta atitude deliberadamente sem respaldo. As Escrituras Sagradas relatam que YAOHU busca adoradores e que há um só Soberano YAOHU (Deus) qual todas as coisas são para Ele. Trindade ou três Deuses, Pai, Filho e Espírito Santo é uma ideia infundada devido mau entendimento das Escrituras Sagradas; trindade é um paradigma que contraria Pai E Filho dividindo a adoração, podendo haver possibilidade de escolher quem adorar, quando se adora O Filho desmerecemos O Pai uma vez que para tal temos que fazer uma escolha baseada em méritos de um ou de outro; portanto sendo O Pai único e verdadeiro originador de todas as coisas devemos adorar somente A Ele, João 17:3  E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste. Entendo que alguns assuntos nas Escrituras Sagradas são revelados direta e indiretamente por sonhos, histórias, profecias, poemas, provérbios e narrativas ficcionais (que supõe uma compreensão interpretativa), porém no quesito Yaohushua como Majestade, a mesma aponta para unicamente O Pai Yaohu possuir esta glória não partilhando com ninguém. Se sintetizarmos todas informações referentes a adoração aO Pai e aO Filho veremos que aO Pai é devida e exclusiva, e aO Filho Ele mesmo remete aO Pai como único digno de veneração. O Pai concede aO Filho a propriedade de todas as coisas mas a glória majestática sempre será dO Pai. Tanto a palavra Shekhinah signifique "gloria dE Yaohu" presente, O Filho é o resplendor da "glória", literalmente; melhor traduzida de maneira judaica como Shkhinah, cujo o artigo da Enciclopédia Judaica a respeito (volume 14, p.1349-51) define como: a presença Paterna, a Paterna imanência dE Yaohu no mundo.......uma revelação do sagrado em meio ao profano......, Shekhina e glória são a mesma coisa, tudo que fora feito pelO Filho era fruto desta "Shkhinah, gloria" que procedia dO Pai como vemos em 2 Coríntios: 4. 4. nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória do Ungido (Cristo), o qual é a imagem de Yaohu (Deus). e também Colossenses: 1. 15. o qual é imagem do Yaohu (Deus) invisível, o primogênito de toda a criação; .

       - Que O Espirito Santo encontre mentes que queiram compreender e corações amantes da verdade. Amém.


Publicado por: Marcelo P. dos Santos

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola