Topo
pesquisar

As duas faces de Eva

Religião

Adão e Eva, evolução da humanidade de acordo com o próprio ensinamento bíblico...

Analisando a evolução da humanidade ao longo da História temos a impressão de sermos filhos da guerra e da violência e não herdeiros do amor e da compreensão. O próprio ensinamento bíblico nos sugere esta conclusão.

No início, Adão e Eva até que apreciavam aquela vidinha chata e tediosa do jardim do Éden, onde passeavam pelados e de mãos dadas, enquanto ele sussurrava juras de eterno amor no ouvido dela. Mas era só! Até que, um dia, perceberam que aquela porcaria de vida não tinha futuro! Ela resmungava, roçando os lábios no pescoço dele: - Tesouro, quando vamos nos casar para termos nossos filhos? - Como? Ter filhos? Nem sabemos se isto é possível! - Eu sei. Aquela cobra que você viu proseando comigo me deu a dica toda.

Já dominei a teoria do procedimento e me acho pronta para os exercícios práticos. Hoje, à noite, se você quiser, poderemos mergulhar no “Lago do Suave Êxtase Poético”. É assim que ela chama... - Mulher, mulher! Deste jeito nós perderemos o nosso status VIP e seremos enxotados daqui, cada um levando na mão a sua declaração de PERSONA NON GRATA.

É isso o que você quer? - O que eu quero é poder sonhar, viver... Você precisa conhecer melhor a sua metade, que sou eu. Eu quero ser conhecida. Todinha. Tenho muito para revelar... - Okay, você venceu. Como é mesmo o nome? - Oceano do Suave Êxtase Poético... - Você não tinha dito Lago... deste tal êxtase? - Querido, nossa imaginação ignora obstáculos, os horizontes mentais se ampliam... Venha. Você não se arrependerá de descobrir os meus mistérios. Alguns são insondáveis. Seja paciente. - E são realmente atraentes esses tais mistérios? - Eu diria que sim. Mas não se esqueça: eu fui feita de uma costela sua. Se, pelo menos, tivesse sido de uma parte mais nobre... - Tudo bem, não precisa espatifar. Mas não acha que está muito cedo? - Bobinho, estamos no horário de verão... E foi assim que eles conseguiram se livrar do tal paraíso.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Na confluência dos rios Tigre e Eufrates, onde se “situava” o Jardim do Éden, surgiu a florescente Babilônia que acabou se pervertendo e sucumbiu destruída pelo exército de Ciro, rei dos persas. Atualmente no mesmo lugar está situada Bagdá, capital do Iraque e palco de uma sangrenta guerra que ninguém sabe como e quando terminará. Apear Saddan Hussein do poder já custou 200 bilhões de dólares aos Estados Unidos e a morte de 3 mil dos seus soldados. O Iraque continua dividido, como sempre, pela religião, sua Economia destroçada e as estimativas indicam que mais de 600 mil pessoas já perderam a vida desde o início dos conflitos. Saddan Hussein foi preso e enforcado, mas não podemos ignorar que, com o líder sunita morto e enterrado, nunca mais haverá paz naquela região, pois os Curdos, provavelmente, lutarão por sua independência; xiitas e sunitas se engalfinharão numa luta fratricida de inimagináveis proporções; e a ira dos radicais se alastrará pelo mundo perseguindo alvos norte-americanos.

É preciso que os nossos ensandecidos líderes mundiais recuperem o bom senso e compreendam: 1) O primeiro passo para combater o terrorismo é parar de incentivá-lo;

2) A guerra é sempre estúpida, quaisquer que sejam as razões que a justifiquem.

O poeta libanês Kalil Gibran disse, num de seus livros, que “os libaneses combinaram estar sempre em desacordo”. (Mas, será que só os libaneses?). É preciso, urgentemente, desarmar os espíritos, desativar as armas e acender a chama da Esperança para que a Paz e o Amor possam renascer no solo estéril do deserto em que se transformaram os corações humanos. Pelo que parece, ao serem expulsos, Adão e Eva excomungaram aquele lugar: - Pode deixar, Seu Anjo! Não precisa falar mais nada, não! Nós já estamos indo... E, na saída, enquanto batia a poeira das sandálias, ela teria resmungado: - Nunca mais quer ver nossas caras relaxadas por aqui, não é? E quem disse que nos queríamos ficar? Vem, amor...

(Essa rebeldia tem nos custado caro! Salve Deus).


Publicado por: João Cândido da Silva Neto

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola