Topo
pesquisar

Ninguém é insubstituível

Psicologia

Somos apenas uma gota d’água nesse imenso oceano da vida.

Você já chegou ao topo e pensou que ficaria lá a vida toda? Já se sentiu verdadeiramente importante e pensou que fosse “o rei da cocada preta?” Já se apaixonou a ponto de achar que não poderia viver sem a outra cara metade? Já trabalhou com alguém brilhante e achou que sem ela a empresa não sobreviveria? Soube de alguém no mundo dos esportes que tenha sido magistral e que pensou jamais ver alguém melhor? Certamente você já deve ter percebido algo do gênero. Se isso for uma verdade, você, muito provavelmente, constatou que o mundo não acabou somente porque alguém especial deixou o seu posto, não é mesmo?

Lidar com grandes perdas é sempre um desafio doloroso e quase sempre impiedoso. Mas, as mudanças por mais cruel que sejam são sempre oportunidades para o crescimento e o amadurecimento. Tenho acompanhado grandes atletas que conseguem recordes inacreditáveis, mas que duram muito pouco, logo aparece alguém (ou ele próprio) para superá-los. A natação tem sido um grande exemplo neste sentido, pois os recordes não demoram nada para serem quebrados.

No mundo dos negócios não é diferente, sempre que surge uma organização de sucesso, não demora muito para que ela seja suplantada por uma concorrente. Se aparece um milionário no pedaço, logo será superado por outro. Foi assim, por exemplo, com o norte-americano Bill Gates (dono da Microsoft) que depois de treze anos seguidos encabeçando a lista dos homens mais ricos do mundo, segundo o ranking da revista especializada “Forbes”, foi desbancado em 2008 pelo investidor norte-americano Warren Buffet, cuja fortuna soma US$ 62 bilhões, já tendo em sua cola, com apenas US$ 2 bilhões a menos, o empresário mexicano Carlos Slim.

Diante disso, o importante talvez seja saber que:

“Um dia, quando você se achar muito importante!

Um dia, quando seu ego estiver no apogeu!

Um dia, quando você tiver plena certeza de que não há ninguém melhor que você”.

Um dia, quando você achar que sua partida deixará um vazio impreenchível, siga estas simples instruções:

Pegue um balde e encha-o de água até a boca.

Coloque a mão dentro, até o fundo.

Tire a mão e o buraco que ali permanecer terá o tamanho da falta que você fará neste mundo”.

Autor desconhecido

Mas, afinal de contas, porque é importante pensar nessas coisas? Talvez para nos lembrar de que somos apenas uma gota d’água nesse imenso oceano da vida. Quem sabe para refletir e aprender com as palavras de Bob Marley que nos ensina: “não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida” ou com o sábio pensamento de Vinícius de Moraes que revela: "não seja imortal, posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure”. Sem, no entanto, deixar de recordar a exuberante sabedoria de Cecília Meireles que nos leva a profunda reflexão ao dizer: “aprendi com as Primaveras a me deixar cortar para poder voltar sempre inteira”.

Pense nisso e ótima semana.

Evaldo Costa

Escritor, Consultor, Conferencista e Professor.

Autor dos livros: “Alavancando resultados através da gestão da qualidade”, “Como Garantir Três Vendas Extras

Por Dia” e co-autor do livro “Gigantes das Vendas”

Site: www.evaldocosta.com.br

E-mail: evaldocosta@evaldocosta.com.br


Publicado por: evaldocosta

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola