Topo
pesquisar

A busca dos Sonhos e da Felicidade

Psicologia

Os covardes morrem várias vezes antes da morte, mas o corajoso experimenta a morte apenas uma vez.

 

“Enquanto eu tiver perguntas e não houver respostas...
Continuarei a escrever.”            
 Clarice Lispector

As vezes pergunto-me,qual seria o ideal de vida de algumas pessoas que apenas acordam,comem e dormem novamente.Será que eles não sonham?E se sonham porque não busca realizar?Será que são as circunstâncias da vida ou apenas cansou de lutar?

Nos acomodamos muito,aceitamos demais o que nos é imposto,não questionamos o que vemos,ouvimos e fazemos,e isso é grave.As vezes chego a conclusão que muitos sofrem da síndrome do comodismo (SDC).A SDC é como se fosse uma corrente invisível que não a vemos,mas ela está alí,segurando,obrigando as pessoas a permanecerem como estão,destruindo o que se tem de mais belo no ser humano,a audácia para lutar pelos sonhos sem perder a esperança de que um dia conseguirá alcançar os objetivos tão almejados.

Há quem diga que os covardes morrem várias vezes antes de sua morte,mas o corajoso experimenta a morte uma só vez,isso é uma realidade,existem várias pessoas mortas por aí e nem se quer sabem,não tem prazer em viver,não contempla as coisas belas da vidas,vivem em função do dinheiro,em outras palavras depositam toda a sua felicidade em um papel que facilmente pode ser destruído.

De que adianta termos apartamentos em frente ao mar,visitarmos os restaurantes e hotéis mais luxuosos,se não conseguirmos a felicidade,comenta-se que muitos reis e rainhas acreditavam que a felicidade estava em ter muito ouro e possuí um grande reino,e no entanto,continuavam com o espaço da felicidade vazio e que nada o preenchia,e que as coisas que possuiam traziam sim,muita satisfação,reconhecimento e submissão,mas o mais importante não trazia a felicidade plena.Muitos morreram sem saber o que era esse diamante inegociável.

Hoje muitos seguem o exemplo do passado tentam assíduamente negociar a felicidade,quem sabe alguém queira comprar no shopping center ou numa butique?E que tal naquele carro, último lançamento,que todos desejam e a maioria não pode obter,talvez esteja nele. Sinto muito, mas tenho que informar que ela não está lá,você esqueceu de procurá-la no lugar principal, a felicidade está tão perto de você,ou melhor dentro de você,e não consegue percebê-la?Uma vez vi a seguinte frase numa placa e muito me fez refletir,ela dizia:”Não existe um caminho para a Felicidade,a Felicidade é o caminho”, realmente isso é verdade,passamos tanto tempo procurando ela lá fora que esquecemos de olhar para dentro de nós,e descubrir que ela nunca esteve em outro lugar a não ser dentro do nosso ser.

Quantas vezes tentamos compartilhar emoções,decepções,conquistas e constrangimentos com as pessoas que estão ao nosso lado?Raramente isso acontece,as pessoas vivem ilhadas,nesse mundo capitalista que valoriza mais os bens do que as pessoas,se fizermos o jogo do capitalismo morreremos como coisas,sem significados,sem valor e sem consciência do quão importante somos.O dinheiro nos trás satisfação,mas não a Felicidade,por isso precisamos reviver,recomeçer,reaprender,reutilizar e reciclar para podermos começar a conhecer a nossa felicidade e a compartilhar com as outras pessoas,mas para haver um compartilhamento é necessário que os seres humanos deixem de ser egoístas,individualista e mesquinho,deixem de pensar de forma individual e passem a pensar de forma coletiva.

Assim,valorizem acima de qualquer coisa as pessoas que estão ao seu lado,esse é o primeiro passo para desabrochar a felicidade dentro de você,busque sempre contemplar o que é belo nas coisas simples e ocultas da vida,elogie as pessoas amadas constantemente,esse elogio não custa nada e pode render bons frutos,procurem não criticar de forma perniciosa as pessoas isso machuca muito e pode acabar com sua autoestima,se fracassou em alguma coisa não desista tente novamente,no livro Águias sem asas de Fausto Joaquim tem uma citação de Charles Dickens em que ele diz “Cada fracasso nos ensina algo que necessitávamos aprender”.Como diz também William Shakespeare,”eu aprendi que são os pequenos acontecimentos diários que tornam a vida espetacular”.A partir de tudo isso faça com que a Felicidade esteja sempre em primeiro lugar e as demais coisas vos será acrescentada.


Publicado por: Marcus Costa de Santana

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola