Topo
pesquisar

Esperança

Poemas e Poesias

Esperança, Fim da noite escura, à manhã clareira o dia, vamos rebanhar sonhos, para uma nova jornada, Fim da noite escura, nasce o sol que a apaga, da noite, clareia do dia.

ESPERANÇA

De Luiz Romeu Oliboni

l.oliboni@terra.com.br

Fim da noite escura,
à manhã clareira o dia,
vamos rebanhar sonhos
para uma nova jornada!...

Fim da noite escura,
nasce o sol que a apaga,
da noite, clareia o dia...

Da janela de cada um:
da sombra nasça a luz!...
Sejamos nós mesmos
a cada dia que nasce...

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Calmas sejam as águas!
Doces sejam os rios...
O sol seja a difusão
de nova luz e de paz!...

Janela de cada um,
janela de cada dia,
janela da luz do sol,
janela da luz da lua,
janela escura da noite,
janela da luz do dia,
janela de todos nós,
olhos nossos, guias...


Publicado por: Luiz Romeu Oliboni

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola