Topo
pesquisar

Os Robôs da Educação

Pedagogia

Os Robôs da Educação, estudantes programados para passar no vestibular, não basta saber ler e escrever e sim entender o que se escreve e se fala, Hoje se estuda apenas para a prova não se estuda para aprender.

A educação nos últimos anos vem acontecendo de forma diferente e cruel. Os nossos estudantes estão programados para passar do ensino fundamental I até nos vestibulares. Não existe mais a preocupação do aprender, do conhecimento macro. A idéia é preparar o estudante, só para lograr êxito no que são submetidos.

Como se fosse programado só para aquilo. Lembrando a película cinematográfica “Programado para Matar”. Para os donos de estabelecimentos de ensino particulares o objetivo principal dos seus “pupilos” é que consigam vitórias nos vestibulares,não importando se estão aprendendo ou não.É como se programasse um robô só para aquela atividade.Não levando em conta sentimentos,angústias ,vontade de externar os seus pensamentos.

Senhores pais, professores, educadores e administradores escolares não basta saber ler e escrever e sim entender o que se escreve e se fala. Por isso é que a qualidade do nosso ensino caiu bastante nos últimos anos. Para se ter uma idéia 60% dos alunos que concluíram a 4ª série do ensino fundamental l tem dificuldade na leitura e escrita. Se nossas crianças estão nesse caminho, imagine vocês quando estiverem no ensino superior.

Hoje se estuda apenas para a prova não se estuda para aprender. Não se preocupando com a necessidade de aprendizagem para vida. Às vezes questionamos ao aluno, um dia depois das provas, sobre o conteúdo estudado ele não sabe mais; pois foi programado apenas para fazer as provas, e diz que já esqueceu.

Ou mudamos a forma de ensinar os nossos alunos para uma educação que possa levar os mesmos a refletirem e ter conhecimentos para a vida; ou então vamos criar robôs programados para fazer os testes e viver de forma unilateral.

*Professor, Pedagogo, Pós em Psicopedagogia e Radialista.


Publicado por: Geraldo Messias do Nascimento Souza

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola