Topo
pesquisar

Teatro de Natal

Literatura

Teatro de natal encenado por alunos da escola Candido Portinari.

PEÇA TEATRAL: encenada por alunos da prof. Solange da Cruz Battirola, sob sua coordenação e direção para a comunidade escolar da escola Candido Portinari, de Porto Alegre, no ano 2002.

A CAMINHO DE BELÉM

NARRADOR – Como aqueles animais souberam do nascimento de Jesus? Ninguém sabe. Tudo começou quando o alo cantou:

GALO – Qui... Qui... Ri... Qui... Cristo nasceu!

VACA – Mu... Mu... Onde? Onde?

CARNEIRO – Bé... Bé... Belém... Belém...

NARRADOR – A vaca convidou a todos para irem até Belém:

VACA – Vamos a Belém levar presentes ao menino. Levo meu leite gostoso. É um alimento forte!

CARNEIRO – Minha lã é macia. Vai proteger o menino contra o frio.

GALINHA – Vou levar meus ovos fresquinhos. São um ótimo alimento para a criança.

JUMENTO – Vou carregar o menino e sua mãe no meu lombo.

NARRADOR – Os animais começaram os preparativos para a viagem. Nisso, quem chegou ali? Vejam só: o cão.

CÃO – Soube que vão a Belém visitar o Salvador. Posso ir junto?

VACA – O que vai oferecer? Não produz nada, Senhor cão.

CARNEIRO – É perigoso machucar o menino com esses dentes pontudos e pêlos duros.

JUMENTO – Acho bom você não ir.

NARRADOR – O cão achou que seu companheiros tinham razão. Ele ficou muito triste. De repente ouviram o uivo de um lobo faminto. Todos tremeram de medo. Só o cão foi valente. Quando o lobo apareceu, o cão avançou nele. Os dois animais lutaram. O cão foi tão corajoso que o lobo fugiu de medo. Os companheiros do cão ficaram muito envergonhados:

VACA – Cão amigo, você nos salvou com sua coragem!

CARNEIRO – Perdão, acho que sua coragem vale mais que mil quilos de lã.

GALINHA – O cão será um guarda corajoso para a gruta do Salvador.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

NARRADOR – E assim, os animais puseram-se todos a caminho de Belém, inclusive o lobo que arrependido foi ajudar a proteger os outros animais.

REFLEXÃO DE AGRADECIMENTO:

Agradecer é um gesto nobre da pessoa humana, é reconhecer as belezas da vida. É um pensamento construtivo em relação ao que somos e temos. A gratidão é a memória do coração, em nome das colegas, afirmamos alguns agradecimentos:

Agradecemos a DEUS pela nossa existência, a fé e a religião.

Agradecemos nossos familiares, a saúde, o lar, o amor e a esperança.

Agradecemos a força de vontade e a perseverança, a vontade de lutar e vencer, a honestidade e o respeito.

Agradecemos a amizade e o coleguismo, os bons exemplos e o estímulo para o bem, as alegrias e as tristezas.

Agradecemos as viagens tranqüilas e as turbulentas, o cansaço, as noites mal dormidas e o merecido descanço, que muitas vezes, foram revigorantes quando estávamos em meio às nossa inquietações

Agradecemos as coisas boas da vida e as necessidades, a pureza, as idéias que fluiram, o conhecimento e a aprendizagem .

Agradecemos no lugar dos que não agradecem e por aqueles que esquecem de agradecer.

Agradecemos às Escolas que nos abriram suas portas

Agradecemos as equipes diretivas, supervisão, corpo docente e discente de cada escola, pela acolhida

Agradecemos aos nossos alunos, razão de estarmos aqui e que são a razão maior da existência deste curso.

Agradecemos a todos os educadores do nosso Curso: Waldin, Sônia, Arlete, Leonor, Klaus, Leandro, Eva, Elisa, Cleidi, Maribel, Marilena, Mírian, Angela, Daniele, José |Luiz e Renato ... em especial às professoras: Thêmis e Marlene por tudo de bom que nos oportunizaram, são pessoas que nos apoiaram e colaboraram, ampliando nossos horizontes.

Agradecemos à Secretaria Educação pela oportunidade de aprender a aprender. Agradecer sim e agradecer sempre, em nome de todas muito obrigado!


Publicado por: Solange da Cruz Battirola

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola