Whatsapp

A Doutrina Monroe

História

O que é a doutrina Monroe e o que diz.

 

Em 1823, James Monroe passou uma mensagem ao Congresso americano, que ficou conhecida até nos dias atuais como Doutrina Monroe.

Essa Doutrina se deu em um período de turbulência, principalmente na Europa, onde se via uma onda reacionária absolutista coordenada pela Santa Aliança: Rússia, Prússia, Áustria e pelo rei da França, que ajudou na volta ao poder de Fernando VII na Espanha.

O México, principalmente, lutou contra a dominação espanhola que tinha como intuito retomar suas possessões, entretanto, a Doutrina Monroe tinha como princípios básicos:

1- O continente americano não pode ser recolonizado

2- A não intervenção dos países europeus na América

3- A não intervenção dos Estados Unidos nos assuntos da Europa.

Esses três princípios buscavam principalmente a hegemonia dos Estados Unidos na América e uma política diplomática resumida na célebre frase “América aos americanos”.

O documento de 1823 mostra muito bem como os norte-americanos pensavam em relação à recolonização da América:

"Com a existência de colônias ou dependências outras pertencentes a qualquer poder europeu nós não interferimos e seguiremos não interferindo. Mas no caso de um governo que já declarou sua independência e conseguiu sustentá-la e aqueles outros que já a conseguiram conquistar a sua independência anteriormente, com grande consideração e dentro de justos princípios, reconhecidos, nós não podemos aceitar nenhuma interposição com o propósito de oprimi-lo, ou controlá-lo de qualquer outra maneira o destino deles, por qualquer poder europeu, ou qualquer outro que assim o fizer, será visto como uma manifestação de uma disposição hostil em relação aos Estados Unidos.” (Mensagem do Presidente James Monroe ao Congresso dos EUA, 1823).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Esse Manifesto ficou conhecido pela sua influência internacional. Pregado em um período onde as ex-colônias espanholas viviam um período de turbulência e revoluções internas, A Doutrina Monroe foi encarada de forma afetuosa e também de forma arrogante na história. Estes contrastes relacionados à longa duração da mensagem do Presidente americano construíram debates sobre esta política internacional estadunidense.


Publicado por: Igor Malgor

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do site por meio do canal colaborativo Meu Artigo. O Brasil Escola não se responsabiliza pelo conteúdo do artigo publicado, que é de total responsabilidade do autor. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.