Topo
pesquisar

Mudanças paradigmáticas na base familiar: reflexos na conjuntura atual da escola

Educação

Reflexões em relação a atual conjuntura da escola, os desafios cotidianos quanto a efetivação do seu papel essencial, a formação e exercício da cidadania e inclusão social.

A proposta deste artigo é suscitar algumas reflexões em relação à atual conjuntura da escola, perpassada por inúmeros desafios cotidianos quanto à efetivação do seu papel essencial, a formação e exercício da cidadania e inclusão social.

Observa-se um contexto permeado por situações adversas, onde os atuais profissionais da escola (Pedagogos, Orientadores e Supervisores Educacionais e Professores de áreas afins) não estão preparados para enfrentar, até por entender que não cabe a estes assumirem tais papéis.

Sendo assim, evidenciam-se na escola atual, processos de evasão e fracasso escolar, violência escolar, abandono familiar, drogadição, famílias problemáticas com muitas demandas inerentes ao acesso aos serviços sociais públicos, enfim, uma gama de circunstâncias que circundam a escola e que a mesma não tem profissionais especializados para intervir.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Refiro-me aqui, a profissionais de apoio como Assistentes Sociais e Psicólogos que na região norte do Brasil, já são considerados Especialistas da Educação. Então, a minha angústia, compartilhada em inúmeras conversas com profissionais das escolas públicas, é justamente esta, a urgência de aprovação de leis municipais, estaduais e federais (estas já estão criadas em Projetos de Lei) que permitam a inserção desses profissionais nas escolas, com caráter de complementaridade, em um viés de suporte e integralidade no atendimento prestado por estas.

----------------------------------------------------------------------------

[1] Assistente Social da Rede Marista de Educação e Solidariedade do Estado do Rio Grande do Sul – RS. Pós-Graduando em Gestão Educacional pela Universidade Federal de Santa Maria – UFSM.


Publicado por: André Michel dos Santos

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola