Topo
pesquisar

Desafios da Educação na Contemporaneidade

Educação

Clique e veja alguns desafios da educação na contemporaneidade!

Numa sociedade imediatista, marcada pela busca incessante do lucro imposto pelo “capitalismo selvagem”, educar para a vida e não exclusivamente para o mercado de trabalho, para a formação do “ser” e não para o “ter”, torna-se um grande desafio.

Não se trata de preparar a criança e o jovem para o futuro, mas de prepará-los para serem inseridos em uma sociedade da qual já fazem parte; sociedade esta alienada e alienante, fragmentada e desprovida de valores.

Vivemos a era da tecnologia, onde as transformações são constantes e numa velocidade estonteante, no entanto a educação parece ter parado no tempo, resistem às mudanças, às transformações, não acompanham, nem respeitam, o ritmo das crianças e jovens e por vezes quer sufocá-los, ou adestrá-los com a desculpa de que estes são indisciplinados e que não gostam da escola, não querem estudar.

Neste sentido, torna-se claro que o grande desafio da educação na atualidade é transformar-se, é abrir-se às mudanças, é tornar-se “atraente” às crianças e jovens, é fazer com que estes tornem-se sujeitos ativos na construção do conhecimento.

Para que esta transformação possa acontecer se faz necessário uma “revolução” na educação, onde todos entendam a educação como transformadora e reflexiva e não apenas alienante e que reproduz o desejo do império capitalista. Uma educação onde gestores, professores, pais, alunos e sociedade sintam-se parte do processo, e assim sintam-se responsáveis pelo desenvolvimento educacional da sua escola, cidade, estado e país.

Para que gestores, professores, pais, alunos e sociedade sejam envolvidos no processo educacional, um Projeto Político-Pedagógico construído com a participação de todos é de fundamental importância, pois assim compartilha-se com todos a responsabilidade de definir os rumos da escola. Também é muito importante que o PPP não seja visto como uma mera formalidade a ser cumprida por exigência legal (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), de 1996), mas que possa ser um documento que vá nortear toda a ação da escola, que busque a unidade administrativa e pedagógica.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Na construção do PPP é importante e fundamental que os envolvidos busquem o conhecimento teórico, que não fiquem no achismo, mas que possam basear-se em teóricos. Estudar os teóricos da educação é parte essencial para a conquista desse conhecimento referido. É a partir das ideias destes estudiosos que o Projeto Político-Pedagógico deverá estruturar-se na sua base teórica.

Assim, conhecendo a realidade da escola (seus pontos fortes, seus pontos de estrangulamento e a suas necessidades), o tipo de sociedade a qual esta está inserida, definir o tipo de escola e de sociedade que se deseja, o aluno que se deseja formar e com base nos estudos dos especialistas, a partir deste estudo, as escolas deverão construir o seu PPP, documento que irá nortear os rumos da escola.

A partir deste eminente documento tem-se um rumo a seguir, com metas e objetivos a serem alcançados o que faz com que não percamos o foco e estejamos atentos para o que está dando certo e o que precisa ser melhorado.


Publicado por: FRANCISCO JOSE DE OLIVEIRA

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola