Whatsapp

Movimentos fundamentais: Estímulos ou Maturação para o seu desenvolvimento?

Educação Física

Desenvolvendo a atividade motora a partir dos primeiros anos da infancia.

RESUMO

O presente artigo propõe uma rápida análise e correlação de pensamentos dos autores Piaget e Vygotsky relacionadas ao desenvolvimento de habilidades fundamentais da criança, discutidos na disciplina Crescimento, Desenvolvimento e Aprendizagem Motora do curso de pós-graduação em Educação Física Escolar na Faculdade de Macapá – FAMA.

Palavras-Chave: Habilidades; Estágio; Criança

ARTIGO

As “habilidades motoras fundamentais” de acordo com Gallahue (1983) devem ser desenvolvidas nos primeiros anos da infância e estas fazem parte do processo de desenvolvimento motor da criança. Tais habilidades estão intrinsecamente relacionadas ao período neonatal onde acontecem os movimentos rudimentares. Neste momento a criança percebe que o seu corpo é dotado de capacidades motoras e começa a explorar e experimentar tais capacidades.

Para o mesmo autor o desenvolvimento das habilidades motoras passa por três fases: Fase Inicial de 0 a 2 anos onde a criança apresenta as primeiras tentativas de realizar uma habilidade fundamental, seus movimentos são sequenciados e restritos, uso exagerado do corpo e fluxo rítmico e coordenação ainda deficientes; Fase Elementar de 3 ou 4 anos, nesta fase ocorre um maior controle e uma melhora nos padrões de movimento, contudo ainda são restritos ou exagerados, embora mais bem coordenados. Neste momento a criança começa a amadurecer seus movimentos fundamentais. Fase Madura de 5 ou 6 anos. Nesta fase os movimentos fundamentais caracterizam-se por desempenhos mecanicamente eficientes, coordenados e controlados.

Para Piaget (1990), o desenvolvimento pode ocorrer de forma maturacional, onde a aprendizagem é um processo no qual começa ao nascer e acaba ao morrer de cada um, ou seja, o autor defende que esse desenvolvimento ocorre devido o processo de maturação, habilidades motoras fundamentais maduras, porém, para a maioria das crianças a informação não é verdadeira, pois deve haver alguma combinação de oportunidades para a prática, o encorajamento e a instrução em um ambiente favorável. Como diz Vygotsky (1986) o convívio em sociedade é fundamental para a transformação do Ser Biológico em Ser Humano, ou seja, a interação com o próximo é essencial para o seu desenvolvimento.

Nenhuma teoria sobre o desenvolvimento humano está completa por excelência ou totalmente precisa e como resultado todas falham em algum ponto ou se completam. Logo se observa que as idéias se complementam, e desta forma um Ser com os devidos estímulos e sem a carga genética favorável para aprender, assimilar e executar tais movimentos dificilmente irá se desenvolver, assim como no caso da criança com uma carga genética considerável e estímulos ausentes por si só provavelmente não atingirá um nível de desenvolvimento desejado, tendo em vista, conclui-se que as teses se correlacionam e desta forma o desenvolvimento da criança precisa além de estímulos a carga genética e vice-versa.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


REFERÊNCIA

http://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&source=hp&q=gallahue+e+desenvolvimento+motor&meta=&aq=o&oq= (acesso em 06/02/2010 as 19:30).

RODRIGUES, Judite Filgueiras. Educação física escolar: aprender com o movimento. Ijuí: Ed. Unijuí, 2008. 112p.

AUTORES

  1. Fausto Thiago Maciel Simões;* 
    Ivanne da Fonseca Ramos;*
    Jeane Pereira da Silva; *
    Kilverton Elifas Santos Peleja; *
    Stephanie Vanessa Penafort Martins; *
    Rafaelle Dayanne Dias Barros; *
    Otávio José da Silva Braga.  *
  2. Judite Filgueiras Rodrigues **

* Acadêmicos do curso de pós-graduação em Educação Física Escolar da Faculdade de Macapá – FAMA.

** Docente-Mestre em Educação e Doutora em Ciência do Movimento Humano.


Publicado por: Rafaelle Dayanne Dias Barros

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do site por meio do canal colaborativo Meu Artigo. O Brasil Escola não se responsabiliza pelo conteúdo do artigo publicado, que é de total responsabilidade do autor. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.