Topo
pesquisar

Vai a Campina Grande? Fique Atento!

Atualidades

Confira sobre a difícil situação de violência e falta de segurança em que Campina Grande está inserida.

Sexta-feira 29 de Maio de 2015, Campina Grande e algumas cidades do Compartimento da Borborema, vivenciam situações referentes à falta de segurança pública, que entram de forma impiedosa e definitivamente para a sua história. Pouco depois das 9h da Manhã, alguns bandidos fortemente armados com fuzis e metralhadoras, segundo testemunhas que estavam no local, tentaram roubar dois carros fortes, onde na oportunidade abasteciam uma agencia do banco Bradesco na avenida canal no centro de Campina Grande. Na cidade de Boqueirão também no compartimento da Borborema mais uma agência bancária foi explodida de forma impiedosa, já na zona rural de lagoa seca, cidade que faz parte da zona metropolitana de Campina Grande, aumentam consideravelmente o número de ataques e atrocidades as famílias que habitam essas localidades, onde a última e mais revoltante ação criminosa, foi contra a residência de uma idosa, onde na oportunidade além do espancamento sofrido por ela, a mesma ainda teve os seus cabelos arrancados de forma cruel e desumana.

Já dentro do perímetro urbano de Campina Grande, segundo entidades ligadas diretamente à segurança pública, nos últimos dois dias 5 veículos foram tomados por assalto em diferentes locais da cidade. Tudo isso sem falar na grande quantidade de assaltos aos ônibus, que acontecem praticamente em todos os bairros da cidade, inclusive dentro do terminal de integração. Como se não bastasse, na semana passada foi preso pela polícia Civil de campina grande, um perigoso traficante carioca que havia se instalado por aqui, e pretendia ficar até a “barra” melhorar pra ele lá na capital carioca, mas graças ao excelente trabalho de nossa polícia, que apesar da falta de efetivo e de uma melhor remuneração, conseguem mostrar de forma extraordinária e na medida do possível um excelente trabalho. O parlamento municipal solicitou ao governo estadual através de documento devidamente protocolado, a vinda da força nacional de segurança, para dar apoio ao pequeno efetivo que atua na cidade, para pelo menos por enquanto aumentar a segurança tão escassa e necessária, já que o pouco efetivo policial da cidade demonstra ser insuficiente. Mas a resposta que o governo do estado deu a população campinense, é que de acordo com os números estatísticos, tudo está dentro da mais pura normalidade, e tudo que a imprensa local e a população relatam, não passam de factoides e falácias, não levando a sério a atual crise na segurança pública a que passa toda a sociedade campinense.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quero acreditar que a baixa quantidade de efetivo policial que tem hoje na cidade, é simplesmente por falta de efetivo estadual, e não por picuinhas ou perseguições políticas entre partidos políticos, já que de acordo com dados divulgados pela imprensa local, por exemplo, a cidade de Guarabira que possui uma população e uma área de atuação bem menor, conta com um efetivo policial maior que o de Campina Grande. É claro e evidente que o efetivo estadual, não é suficiente para dar segurança à campina grande, por que será então que o governo do Estado resiste em não pedir apoio federal nesse setor? É devido a essa triste realidade que infelizmente, já ouvi colegas que residem em outros estados da federação, alertarem a seus parentes e amigos, que desejam vir a Campina Grande participar do maior São João do Mundo dizer: “VAI Á CAMPINA GRANDE? TODO CUIDADO É POUCO!”, o que me deixa extremamente triste como Paraibano e Campinense.


Publicado por: JORGE LUCENA

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola