Topo
pesquisar

Sistema Poligâmico

Atualidades

Poligamia refere-se à relação onde o homem tem mais de uma mulher, ou até mesmo, onde a mulher tem mais de um marido.

Poligamia refere-se à relação onde o homem tem mais de uma mulher, ou até mesmo, onde a mulher tem mais de um marido.

A mesma não é relacionada com ter amantes, que no caso é uma situação de adultério, quando um indivíduo possui outro relacionamento, mas um dos parceiros não sabe. Na poligamia todos os envolvidos sabem do sistema em que estão, inclusive, é permitida por algumas religiões e até mesmo pela legislação de alguns países; já que alguns deles acreditam que a libido masculina é intensa, fazendo assim com que os homens necessitem ter relações sexuais com freqüência, e isso não sendo possível com apenas uma mulher, uma vez que a mesma possui seu período menstrual de 7 dias e durante este tempo a prática de relação sexual não é recomendável.

No Brasil o sistema de poligamia ainda não é permitido, contudo, a mídia mostra frequentemente, através de novelas, relações onde são envolvidas mais de duas pessoas, e isso, de certa forma, serve como certo “incentivo” para sua prática, já que gerações futuras estão expostas a tais exemplos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Existem famílias que educam seus filhos para que sigam certas doutrinas que, no seu ponto de vista, julgam ser corretas. Todavia, as mesmas são quebradas, pois ao crescer assistindo novelas onde a relação entre três ou mais pessoas é comum e mostrada sem o mínimo de pudor, a criança é “manipulada” e como é movida a exemplos, acaba deixando suas práticas doutrinais e passa a seguir o que ver na mídia em seu cotidiano.

Todos têm sua liberdade de escolha, são, portanto, livres para escolher com quem relacionar-se e como viver-se, entretanto, faz-se necessário uma reavaliação de conceitos e princípios, pois ao viver em sociedade deve-se analisar se certas escolhas estão sendo ou não condizentes à mesma.


Publicado por: Gleicianne Gomes Rodrigues

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola