Topo
pesquisar

O transporte e o Estopim

Atualidades

Que tal conferir uma reflexão acerca dos motivos que levaram os manifestantes às ruas? Confira!

Nunca se viu na história do Brasil, um ato público tão grande na esfera Nacional. Milhões de pessoas unidas foram às ruas, com um propósito de clamor por melhorias na saúde, emprego, qualidade de vida, e fim a corrupção.Isso foi o estopim para explodir um grande sentimento de raiva que o brasileiro sente atualmente, em relação a administração pública.

Através da internet, redes sociais, as pessoas foram se unindo e organizando as manifestações. O sentimento por melhorias foi ganhando corpo e durante vários dias pudemos acompanhar pela Tv ou pelas ruas, as principais reivindicações populares.

Entre soluções apresentadas pelos manifestantes, através de cartazes, faixas e redes sociais, a população pede transporte público e saúde de qualidade, mais médicos nos hospitais, mais ônibus nas linhas, e o principal, um fim a corrupção.

Nos primeiros dias de protestos, a Força Policial, mostrou um grande despreparo. Várias pessoas levaram tiro de borracha, foram coibidas com gás de pimenta. A tropa policial agiu de forma muito rigorosa, com uma população que só clama por justiça. Após dois dias, a polícia e líderes das manifestações entraram em acordo. A polícia apoiou o manifesto e fizeram apenas o acompanhamento para manter a ordem das passeatas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Enfim, tudo começou por causa de 0,20 centavos de aumento de tarifa de ônibus. As principais reivindicações foram atendidas. A presidenta da República Dilma Roussef, Ministros, governadores, prefeitos, se uniram pela causa e atenderam o apelo da população. O primeiro passo foi buscar médicos Cubanos, imediatamente abaixaram as tarifas dos coletivos e o processo "ficha limpa" na Câmara dos Deputados foi acelerado para acabar de vez com a corrupçao. A Presidenta ainda garantiu, vamos melhorar ainda mais nosso país.


Publicado por: Fernando Luis Ferrari

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola