Whatsapp

A importância dos jogos na pandemia

Atualidades

Os impactos positivos na saúde do homem em tempos de pandemia, e também, busca mostrar que os jogos eletrônicos são um mercado lucrativo e vantajoso para os que querem investir, e benéfico para os que querem apenas utiliza-lo como entretenimento.

Resumo

Esse presente artigo tem o objetivo de demonstrar os impactos positivos na saúde do homem em tempos de pandemia, e também, busca mostrar que os jogos eletrônicos são um mercado lucrativo e vantajoso para os que querem investir, e benéfico para os que querem apenas utiliza-lo como entretenimento. Ao passo que a tecnologia avança, os jogos vão ficando cada vez mais realistas e nesse artigo será mostrado também a influência psicológica na imersão virtual através dos jogos.

Palavras-Chave: Games, Entretenimento, Imersão.

Introdução

Sabemos que em tempos difíceis nós seres-humanos sempre buscamos por uma “válvula de escape” para que nos livremos temporariamente dos nossos problemas. Sabemos que a muito tempo surgiu o entretenimento para que a realidade fosse outra, e que nós pudéssemos chegar ao fim de dia de trabalho cansativo e curtir um lazer dentro de nossas casas. E então com o passar do tempo foram surgindo as rádios, tv’s e os jogos eletrônicos (são conhecidos como games). Com o passar do tempo o ser humano foi dando mais valor aos jogos eletrônicos e passando a investir mais dinheiro por uma tecnologia mais avançada, para que pudesse sempre estar por dentro das tendências no mundo dos jogos.

Por consequência da pandemia do “corona vírus” que surgiu no ano de 2020, que hoje 02/01/2021 chega perto dos 2 milhões de mortos pelo vírus, a OMS recomenda que a melhor forma de prevenção e ficando em casa, em isolamento social.

Dessa maneira como é necessário a conscientização da população para que o vírus não tome proporções maiores, a grande maioria prefere passar o maior tempo em casa, porém como passar 1 ano inteiro dentro de casa sem ter com que se divertir, ou passar o tempo? É ai onde entram os jogos e o entretenimento, e atrelado a isso os meios de comunicação vão ganhando suas proporções. Além da maioria dos jogos “multiplayers” serem divertidos para jogar com os amigos, como que é feita a comunicação entre os amigos/jogadores? Hoje em dia são muitos os meios de comunicação por voz e bate-papo nos jogos como também aplicativos que permitem que os jogadores mantenham-se em comunicação direta.

Mercado de games

O período de isolamento social causou um problema sério na economia brasileira em todos os setores produtivos. Em contrapartida a indústria gamer e apresentou um aumento no seu setor em 2020. De acordo com a SuperData os gastos com jogos no ano de 2020 ultrapassaram a marca dos US$ 10bilhões de dólares. Segundo dados de pesquisa da Newzoo (2020), Super Data Research (SDR, 2020) e Pesquisa Game Brasil (PGB, 2020) , o mercado de jogos é o que mais cresce em entretenimento on-line. O mercado global de mídia e entretenimento deve faturar US$ 2,6 trilhões até 2023, com um crescimento médio de 4,3% ao ano entre os anos de 2019 e 2023, segundo dados da pesquisa Global entertainment and media outlook 2019-2023, da consultoria PwC (2020).

Esses dados mostram que o mercado gamer se mantém aquecido e não para por motivo algum. Ultimamente os jogadores querem cada vez mais otimizar suas peças de hardware em seus pc’s e por outro lado a venda de consoles aumentou em mais de 100% no varejo.

Além dos jogadores de console e pc, não podemos deixar de lado a influencia dos jogos para celulares(mobile) que cresceram por serem mais acessíveis ao público, por exemplo: uma pessoa com seu smartphone pode ter acesso ao jogo free-fire, sem ter que arcar com um celular muito caro, ou gastar dinheiro para jogar o jogo, que é totalmente gratuito. E mesmo sendo um jogo gratuito, muitos gastam dinheiro para ter acesso a conteúdos criados pelos desenvolvedores do jogos e designers.

Relação dos jogos com saúde, e imersão no universo gamer.

Ultimamente a pessoas vem buscando os jogos como uma maneira de sair um pouco da realidade e imergir em um mundo totalmente diferente e com muitas coisas novas a serem descobertas, esse é um dos motivos que mais cativam os jogadores e comprarem ou se tornarem jogadores de um jogo. Em tempos vindouros como de pandemia do corona vírus, muitas pessoas passaram a ficar bem mais tempo em casa e trocar aquela famosa balada, por um tempo em algum jogo se divertindo e se comunicando pelo “discord” por exemplo que é um dos meios de comunicação bastante utilizados pelos jogadores, por motivos como: melhor interação com os amigos, gratuidade para manter contato por quantas horas forem, e também pela capacidade de reunir vários em uma chamada.

Agora sob o mesmo ponto de vista coloquemos essas mesmas pessoas em uma mesa de bar ou uma mesa de um restaurante, em tempos de pandemia, veremos que o risco é iminente e que além da preservação da saúde de todos, temos o universo dos games uma imensidade gigante de coisa que podem ser feitas. Um exemplo muito bom, são os jogos FPS, ou  First Person Shooter(Tiro em primeira pessoa) onde cada vez mais jovens se reúnem para jogar em time e criarem suas próprias estratégias para vencer o time inimigo, que geralmente são grupos de 5 pessoas. Ou mesmo os jogos MOBA, ou melhor mutiplayer online battle(arena de batalha online para vários jogadores), que são League of Legends(jogo da riot games) ou o game da valve DOTA(Defense of the ancients), que também tem um universo enorme de campeões que você pode jogar e se divertir, jogo que também é munido por estratégias para chegar até o objetivo final (NEXUS - ultima torre, e mais importante). Imergir nesses jogos foi o que muitos players fizeram desde os jogos como Atari até jogos ultra-realistas como Fly simulator.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por esses meios jovens preferem manter uma comunicação e preferem ficar em casa, em meio a todas as circunstâncias, concluímos que para a atualidade é sim algo benéfico, pois os jovens e adultos hoje podem escolher esse método para conversar e jogar ao mesmo tempo. Ultimamente vem sendo algo bastante eficaz, isso como método de se manter isolado, porém não distante dos seus amigos/parentes.

Streaming como forma de engajamento e entretenimento

Streaming é uma palavra do idioma inglês derivada de stream (corrente, córrego ou riacho), remetendo para o sentido de fluxo, de transmissão. Streaming é a tecnologia voltada para o envio de informações multimídia, transferindo dados através de redes de computadores, mais especificamente a internet, tendo sido criada para facilitar as conexões mais velozes.

Na internet temos como bom exemplo de streaming o site YouTube, utilitário dessa tecnologia para a transmissão de vídeos em tempo real. Grande parte dos internautas, atualmente, assistem filmes, jogos de futebol e séries americanas utilizando a tecnologia streaming. Na utilização do live streaming, o internauta pode assistir um programa que está sendo transmitido ao vivo, ou até mesmo participar de algum evento com pessoas que estejam a distância.

Trazendo para o Âmbito dos jogos o streaming dos jogos foi algo inovador

Que trouxe novas possibilidades para que, profissionais de jogos como league of legends, conter-strike ou até mesmo jogos como Free-Fire no Brasil, fossem transmitidos ao vivo por profissionais, amadores etc. Foi crescendo cada vez mais, e mais relevantemente na pandemia, como a tecnologia era de ponta, e poderia ser transmitida rapidamente, os “streamers” poderiam interagir com seus fãs, e esse movimento foi crescendo, muitos se tornaram famosos mundialmente, como por exemplo “Gaules” que cresceu no jogo Counter-Strike da valve.

O streaming hoje funciona como forma de reunir players do mundo inteiro para apreciar bons jogadores ou um bom entretenimento de algum streamer.

O marketing por volta do jogos

O mercado está cada vez mais disputado e o consumidor já não recebe tão bem os anúncios e campanhas tradicionais e comuns dentro do marketing .Dessa forma, é preciso saber explorar o que o mercado tem a oferecer e inovar nas suas estratégias, sempre com o objetivo de criar ações que gerem melhores retornos para a sua empresa.

O merchandising que sempre ocorreu por meio da televisão e rádio, hoje acontecessem por meio dos jogos. Um exemplo mesmo é o mano brown no free fire, onde foi criado conteúdo de marketing pra isso, até mesmo foram criados músicas etc. O DJ alok também já esteve no cenário do FreeFire. Hoje em dia há muita diversificação do marketing para que o consumidor se sinta impactado com as “promoções”, e uma delas é o “gamemarketing” que cativa muito os jovens e é bastante eficaz. O Game Marketing é, portanto, uma extensão dessa visão para o universo dos games, utilizando essas plataformas para a promoção de uma empresa. A divulgação assim consequentemente é menos invasiva, e é mais natural a consciência da marca. Ou seja uma divulgação menos invasiva e mais natural.

Considerações finais

É notável que os jogos não são algo que surgiu de ontem para hoje, mas esses últimos tempos tem sido muito importante para prevenção da depressão, para que em momentos de isolamento as pessoas pudessem manter comunicação, fazer algo que elas se divirtam, terem o que fazer no dia-a-dia e não somente se lamentar por não poder sair de casa. Fica claro, portanto que os jogos se tornaram alicerce para muitos, o mercado vem crescendo, e a vontade de ter acesso a computadores, consoles e tudo aquilo aquilo que possibilite uma boa jogatina é cada vez maior.

Referências bibliográficas

Mercado de games segue aquecido durante a quarentena – PatiSeg Notícias (patisegnoticias.com.br)

Streaming - Conceito, Definição e O que é Streaming (meusdicionarios.com.br)

Quem é Gaules, um dos maiores streamers do Brasil (esportelandia.com.br)

O que é Game Marketing e como usar essa estratégia? (rockcontent.com)

Jogos ajudam a passar o tempo na quarentena - Cultura - Estadão (estadao.com.br)


Publicado por: Hugo Ruan Fernandes dos Santos

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do site por meio do canal colaborativo Meu Artigo. O Brasil Escola não se responsabiliza pelo conteúdo do artigo publicado, que é de total responsabilidade do autor. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola