Topo
pesquisar

Os segredos do sucesso das organizações

Administração

Você recorre a boas ferramentas para valorizar os seus recursos humanos, ganhar dinheiro e conquistar os clientes?

Quando se quer compreender observar basta, mas quando se quer aprender é preciso se envolver por inteiro.

Você está satisfeito com o volume de vendas de sua loja? Acha que o lucro pode ser melhor? Entende que as despesas estão muito altas? Se você respondeu sim a pelo menos uma das questões acima você deve continuar a ler este artigo. O meu estágio em empresas americanas tem sido muito mais proveitoso do que eu poderia supor. Quando se quer compreender observar basta, mas quando se quer aprender é preciso se envolver por inteiro.

A minha experiência de mais de três décadas no varejo no Brasil e no exterior, em especial nos Estados Unidos, tem demonstrado que os cuidados com os detalhes é que tem feito a grande diferença entre o sucesso e o fracasso dos negócios. Do ponto de vista conceitual não há muito de novo a explorar, no entanto, no campo prático da gestão empresarial, há muitos novos implementos responsáveis por garantir o sucesso das organizações americanas.

“Senhor, dai-me a coragem para mudar as coisas que podem ser mudadas, a serenidade para aceitar as coisas que não podem ser mudadas, e a sabedoria para distinguir umas das outras”.

Oração da Serenidade

Comparo a evolução da gestão organizacional norte-americana à evolução do motor à explosão. Se observarmos com cuidado, vamos perceber que a máquina do ponto de vista conceitual é a mesma desde a sua concepção. Os pistões, eixos e cabeçotes funcionam sob os mesmos princípios de antes. Daí imagine uma pessoa que trabalhe na construção de motores em um determinado país e que venha aos Estados Unidos todos os anos para ver se há evolução. Se ele não examinar com cuidado vai acabar concluindo que o motor é o mesmo de antes, que nada nele mudou. O que não deixaria de ser uma verdade. Mas, a questão vai além, pois podemos indagar outras questões, como por exemplo: o motor de hoje é mais potente do que os anteriores? Ele está mais rápido? Consome mais ou menos combustível? Está mais leve ou mais pesado? Está mais barulhento ou mais silencioso? A temperatura está mais adaptada ao uso ou não? A relação custo versus benefício é a mesma?

“Os problemas significativos com os quais nos deparamos não podem ser resolvidos no mesmo nível de pensamento em que estávamos quando eles foram criados”

Albert Einstein

A verdade é que o conceito da máquina continua o mesmo, mas os resultados de sua aplicabilidade são outros bem diferentes. O mesmo ocorre com a gestão empresarial na terra do tio Sam. Se você não olhar os detalhes vai acabar vendo as mesmas coisas de anos anteriores e achando que nada mudou, quando na verdade a gestão da empresa já não é mais a mesma de antes. Atualmente, por exemplo, as empresas do setor automotivo na América do Norte apresentam configuração com diferenças sutis, se comparada com o modelo anterior, mas capaz de fazer enorme diferença para o botton-line. Veja a seguir o arranjo atual da área de vendas dos melhores dealers:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O fato é que a velocidade e a competitividade do mercado americano fazem com que haja necessidade das empresas e das pessoas buscarem especialização em suas áreas de atuação, contribuindo para que o modelo de gestão seja mais dinâmico, desafiador e produtivo.

“Plante um pensamento, colha uma ação; plante uma ação, colha um hábito; plante um hábito, colha um caráter; plante um caráter, colha um destino”.

Ditado popular

As organizações que fazem sucesso no mercado americano aprenderam que eles não entregam produtos aos seus clientes, eles entregam sim serviços e processos de excelência. E, para atingir metas arrojadas e prosperar, eles priorizam e valorizam, acima de qualquer outra coisa, as pessoas. O processo de RH evoluiu muito nos últimos anos. Pessoalmente, participei do processo de recrutamento e seleção por dois dias. Para que se tenha idéia da importância deste setor, o gerente é um profissional com três décadas de experiência e é autor de alguns livros. Junto com ele acompanhei meia dúzia de entrevistas e pude entender melhor a razão do sucesso da empresa.

Eles são bastante criteriosos e recorrem a uma série de ferramentas de gestão para valorizar a mão-de-obra e o cliente. Dentre tantas, uma pequena ação chamou a minha atenção: na sexta-feira percebi que muitos funcionários (inclusive o gerente de RH) estavam usando uma camiseta diferente das dos outros dias da semana. Indaguei a razão ao que descobri que nas sextas-feiras os colaboradores com mais de cinco anos na empresa usam uma outra cor de uniforme que os diferenciam dos demais. Simples, mas muito legal, não é? Principalmente quando integrada ao contexto que privilegia o sucesso do todo organizacional.

E quanto a você: acredita que as Missões Técnicas podem ajudar no aprimoramento profissional e empresarial? Você recorre a boas ferramentas para valorizar os seus recursos humanos, ganhar dinheiro e conquistar os clientes?

Pense nisso, ótima semana e até breve.

Evaldo Costa
Escritor, Consultor, Conferencista e Professor.
Autor dos livros: “Alavancando resultados através da gestão da qualidade”, “Como Garantir Três Vendas Extras Por Dia” e co-autor do livro “Gigantes das Vendas”

Site: www.evaldocosta.com.br
E-mail: evaldocosta@evaldocosta.com.br


Publicado por: evaldocosta

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola