Topo
pesquisar

Os segredos do capital humano nas organizações asiáticas

Administração

O que fazem as organizações do outro lado do planeta para alcançar sucesso na gestão de capital humano.

Seria a gestão de pessoas nas organizações asiáticas diferentes das nossas? Onde é mais desafiador gerir talentos: lá ou aqui? Nos últimos tempos tenho viajado a países asiáticos, em especial a China, pelos menos duas vezes ao ano. Em uma dessas viagens encontrei-me com um amigo que dirige a área de recursos humanos de uma importante multinacional com forte atuação na Ásia. Sempre tive curiosidade de saber o que fazem as organizações do outro lado do planeta para alcançar sucesso na gestão de capital humano. Daí, quis logo saber dele as estratégias adotadas pelas entidades para atrair e reter mão-de-obra de qualidade. Sempre imaginei que os altos salários fossem o principal diferencial, no entanto, para a minha surpresa, ele evidenciou que a alta remuneração funciona muito bem para atrair e contratar, mas nem sempre mostra-se eficiente para reter os talentosos.

Ressaltou ainda que os pacotes de incentivos, incluindo viagens ao exterior e programas educacionais, também pode ser um bom atrativo, mas, segundo sua experiência, isoladamente não tem se revelado como solução de longo prazo. O meu amigo Yao Hai me revelou que as empresas que operam na China e que precisam de mão-de-obra especializadas precisam estar muito atentas às necessidades dos funcionários. Para ele, os empregados daquele lado do planeta priorizam as organizações que proporcionem as seguintes condições:

  • A qualidade do relacionamento com a chefia imediata;
  • O potencial para aquisição de novas experiências profissionais e de ampliação de rede de relacionamento;
  • Situação da empresa no mercado e possibilidade de crescimento profissional;
  • Remuneração e pacote de benefícios atrativos.

Complementou revelando que as diferenças culturais são responsáveis para que as posições de lideranças nos países asiáticos durem em média três anos. Após esse prazo, eles retornam a sua base e quando isso ocorre, essas pessoas quase sempre ficam mais distantes do relacionamento com o seu mercado de origem, sendo esse um importante fator na tomada de decisão, ao aceitar se transferir para uma organização daquele lado do planeta.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Para Yao Hai, que acumula mais de duas décadas de experiência em gestão de talentos no mercado asiático, a confiança e a qualidade do relacionamento com a chefia imediata são, realmente diferenciais na contratação de talentos, daí a importância de, independente do país de origem, contar com líderes que detenham ótima capacidade de relacionamento com a equipe, pois somente assim a empresa poderá atrair e manter os melhores profissionais.

Pedi que ele citasse os principais tópicos para atrair e reter talentos vindo de outros mercados, tendo sido revelado os seguintes pontos como sendo os mais relevantes:

  • Capacidade da organização em oferecer ambiente favorável ao relacionamento nas linhas horizontal e vertical;
  • Sistema de remuneração variável que permita ganhos adicionais por produtividade;
  • Ambiente que possibilite o desenvolvimento profissional na organização e fora dela.

Porém, algo assim pode parecer factível às grandes corporações, mas e as de pequeno e médio porte daquele mercado, o que fazem para contar com gente bem preparada? A resposta nem sempre é simples, mas segundo ele, uma boa saída tem sido buscar gente com perfil empreendedor e dar-lhes oportunidade para que coloque em prática o seu potencial oferecendo possibilidade de participação nos ganhos da organização. Diante desse quadro, o que você pensa: no que se refere ao capital humano, as organizações de lá são realmente diferentes das nossas?

Pense nisso e ótima semana,

Evaldo Costa

Escritor, Consultor, Conferencista e Professor.

Autor dos livros: “Alavancando resultados através da gestão da qualidade”, “Como Garantir Três Vendas Extras Por Dia” e co-autor do livro “Gigantes das Vendas”

Site: www.evaldocosta.com.br

E-mail: evaldocosta@evaldocosta.com.br


Publicado por: evaldocosta

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola