Topo
pesquisar

Cuidados com a Puerpera

Saúde

O que se deve fazer para cuidar da mulher no período de Resguardo.

 

O período logo após o parto denominado Puerpério é também conhecido popularmente como resguardo. Dura em torno de 6 a 8 semanas, e só termina com o retorno das menstruações. Nesse período o corpo da puerpera passa por várias alterações, necessitando de alguns cuidados essenciais para uma boa recuperação.

A alimentação deverá ser a mais equilibrada e variada possível, ingerir bastante líquido e comer de tudo. Embora haja alimentos que deverá ser evitados como alimentos remosos, tabaco, bebidas alcoólicas e gaseificadas.

A higiene deverá ser habitual, com banhos normais (preferência aspersão). Lavar os mamilos antes e depois das mamadas, realizar massagens nas mamas estimulando a produção de leite, pressionar a aréola e realizar movimentos circulares, ajudando o bebê a ter uma melhor sucção além de evitar rachaduras e fissuras durante o aleitamento materno. Em caso de dor na região das mamas devido à grande quantidade de leite é recomendado que se tire um pouco do mesmo. Fazer uso de sutiã firme e bem ajustado. Deve-se também tomar banho de sol diariamente.

Após o parto, o útero continua a se contrair, o que evita o sangramento excessivo. Algumas mulheres sentem dores ou cólicas podendo ser intensas durante a amamentação. As dores abdominais devem diminuir dia a dia, sendo perfeitamente controladas pela utilização de analgésicos recomendados pelo obstetra, quando necessários.

Orientar a puerpera a realizar atividades normais relativamente às tarefas domésticas, evitando, no entanto, esforços físicos: subir e descer escadas com freqüência, períodos longos em pé. Exercícios como, caminhar, nadar e andar a pé são importantes, mantém o coração e os pulmões em boa forma e lhe dão mais energia.

Em relação à atividade sexual é recomendado após 45 dias ou quando o médico aconselhar, devido às alterações que o corpo estará passando.

O pós-parto é um período muito delicado, porém riquíssimo em aprendizagens. É comum que, ao assumir uma nova identidade, a mulher se sinta insegura quanto às possibilidades de criar o filho, quanto ao sucesso da amamentação e às mudanças físicas pelas quais está passando. Ocorrem mudanças na sua rotina e nas suas outras atividades, sendo muitas vezes difícil para a mãe conciliar todas estas tarefas.


Publicado por: Stêfany Medeiros Mendes

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola