Topo
pesquisar

A Origem da Bíblia

Religião

História sobre a origem da Bíblia e análise sobre alguns questionamentos.

Sumário

1. Composição da Bíblia
2. Imutabilidade da Bíblia
3. Influencia da literatura Bíblica nas Sociedades Ocidentais
4. Literatura Bíblica e as Religiões
5. A Propagação dos Adeptos

1. A Composição da Bíblia

A Bíblia e composta por duas partes a primeira reúne 39 livros, que foram escritos em um tempo em que a humanidade vivia em sua forma mais primitiva, viviam desenfreados sem limitações e como animais em constantes praticas de violência, matar, roubar e destruir, eram práticas comuns entre todos, por isso, as letras da primeira parte incide em uma forma severa de lei e as penas nelas culminadas, são rigorosas como forma de conter o instinto animal, que livremente se manifestava nas condutas dos homens, baseavam - se no principio “Olho por olho dente por dente”, ou seja, o condenado sofria na pena o mesmo dano que causou a vitima.

Mas parece que o legislador, prevê que no futuro, uma sociedade mais racional e menos violenta se remanesceria desta e teria os seus instintos sobre forma domados, desta forma a própria legislação da primeira parte, prevê explicitamente o surgimento de uma nova redação de lei, ou seja, uma segunda parte, que complementaria a primeira, o complemento deveria surgi em face do novo comportamento da sociedade, hora mais pacifica.

As novas leis seriam mais brandas, e pacificadoras, baseadas em amar o próximo, viver em fraternidade, prestar ajudar a outrem sem esperar recompensa entre outros princípios pacificadores.

Esta nova redação especificaria as condições de extinção da pena prevista na primeira parte para as pessoas que se adaptassem suas condutas a nova lei, com o então surgimento da segunda parte, inviabilizou a aplicação das penas previstas na primeira parte para os adeptos da segunda parte chamada de novo testamento.
A segunda parte reúne 27 livros, que dispões de leis pacificadoras. A reunião da primeira parte e a segunda e a chamada tão solene Bíblia, que contem ao todo, 66 livros a Bíblia católica tem mais sete livros contendo 73, pois, determinou o complemento próprio de mais sete livros.

2. A Imutabilidade da Bíblia

Entre todos os livros a Bíblia e o único livro imutável e ao contrário do que alguns dizem a Bíblia desde que foi criada, não pôde sofrer qualquer mudança em seus textos originais, a exclusiva imutabilidade da Bíblia, se dar ao fato de ter originado das letras contida no livro Torá, que e um livro que fundamenta a religião judaica.

Quando tora foi escrito, surgiram com ele três religiões fanáticas, encarregadas de conserva a originalidade do texto, estas religiões são os Fariseu, os Saduceus e o Escribas, que existem ate os dias atuais e concorrem e competem entre eles à guarda da originalidade das letras, sendo então, impossível à mudança sem causar afronta à suas crenças.

O livro Torá prevê acontecimentos como a vinda de cristo como homem, no entanto, a literatura de Torá, não pode ser modificada, mas, sofreu uma emenda no mundo ocidental, em comprimento do próprio texto, que previa esta emenda, passando a ser aceito no mundo ocidental um complemento que veio a ser a segunda parte chamada de Novo Testamento.

Junto com o Novo Testamento, surgiram varias religiões cristãs, que como as religiões dos Fariseus e Saduceus e Escribas se comprometeram na guarda religiosa da originalidade da primeira parte. As religiões cristãs também se comprometeram na guarda da primeira e da segunda parte. Também a Bíblia foi traduzida em 2.454 idiomas, tornando impossível a mudança do original sem causar em algum lugar protesto, e inequívoco que entre todos os livros escritos e impossíveis que ocorra mudanças do significado de seu texto, sem que ocorra afronta a todos os religiosos ligados ao texto, seria como mudar o texto de nossa constituição por vontade de um indivíduo, sem haver nenhum protesto.

3.Influência da Bíblia nas Sociedades Ocidentais

A Literatura da Bíblia e dos livros nela inspirado e a única literatura que fomenta um homem a se conduzir certo em justiça e retidão social e é a única literatura capaz induzir um homem a praticar ajuda a outro ser humano, sem esperar por ele recompensa, com exceção da Bíblia e os livros inspirados nela, não há outra literatura capaz de impacta consciência convencendo um homem a mudar sua filosofia e o caráter de sua conduta má para uma boa conduta.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A literatura bíblica, trouxe uma grande influencia para sociedade do mundo, transformando radicalmente as diretrizes das condutas sociais, pois, antes que a literatura bíblica fosse conhecida nas sociedades, verificasse que as sociedades não repudiavam condutas como matar, invadir e tomar propriedades, seqüestrar e escravizar pessoas, pelo contrário ao invés de repudio a pessoa que mais praticava estas condutas eram tidas como pessoa de boa fama, até mesmo nas sociedades intelectuais como Roma Antiga e Grécia e outras na época mais civilizadas, os pensamentos de seus administradores e reis eram de invadir e escravizar outras sociedades como forma de agradar a sua sociedade, até mesmo o Coliseu ( estádio romano) era utilizado para grandes chacina, como fim de agradar sociedade como uma partida de futebol.

Com a expansão dos preceitos da literatura bíblica a sociedade converteu seus princípios aos princípios da literatura bíblica, passando a repudiar as condutas como matar, seqüestrar, invadir propriedade, roubar e qualquer outro ato de violência. Podemos afirmar que o iluminismo, corrente de pensamento que influenciou o mundo inteiro, se originou dos preceitos da literatura bíblica, pois, seus principais pensadores revolucionários como: Thomas Jefferson, Karl Marx, Adam Smith, Benjamin Franklin, John Locke, Montesquieu, Jean Jacques Rousseau, Karl Heinrich Marx e outros filósofos que significativamente influenciaram na evolução da humanidade foram cristãos, religião fundamentada nos preceitos de literatura bíblica a tamanha influência gerando ate mesmo um marco na contagem do tempo, vindo a zerar passando a ser contado antes e depois de cristo.

No entanto na sociedade atual a literatura bíblica e o único recurso comprovadamente eficaz para a reabilitação social de um marginalizado ao convívio sociedade em face à inviabilidade do sistema penitenciário em um condenado. A literatura bíblica e a única alternativa comprovadamente eficaz para a ressocialização de um delinqüente. Sua eficiência também e comprovada em terapias psicológicas Desta forma podemos afirmar que sociedade que mais se distancia dos preceitos bíblicos se aproxima das barbarias primitivas do ser humano.

4. A literatura Bíblica e as Religiões

A literatura bíblica e tida como texto sagrado por todas as religiões cristãs, porém, os textos bíblicos, são interpretados de forma diferente por cada religião cristã, que surgem com uma nova interpretação literária do texto, sendo que algumas interpretações diferem contrariamente das outras, incidindo e dissensões entre elas.

O que e evidente e que como todas as outras leis os ordenamentos bíblicos são fundados em princípios, que provem da vontade do legislador, desta forma não pode ser interpretado de varias forma ao ponto de se divergirem entre uma com a outra.

Desta forma e errôneo o dito popular que diz: “que todas as religiões estão certas porque Deus e o mesmo” na verdade como Deus e um também sua vontade só pode ser interpretada por uma linha de interpretação e não se divergirem contra outra. Desta forma a religião cristã mais autentica e aquela que mais se aproxima da vontade única do legislador. Ressaltando que a Bíblia não menciona a religião católica, evangélica ou espírita e não são mencionadas nenhuma outra religião cristã. Portanto a Bíblia não institui alguma religião cristã, na verdade as religiões surgiram a partir de revoltas, por isso, não cabe avaliar seu mérito por qual veio primeiro, mas, sim por qual revolucionou para praticar fielmente os preceitos bíblicos.

5. A propagação de adeptos

Desde que a Bíblia surgiu, conquistou milhares de adeptos e ao passar do tempo à propagação de adeptos aumenta gradativamente.

A propagação iniciou em Jerusalém e alcançou todas as sociedades.

Esta aceitação e feita de forma individual, quando uma pessoa percebe o efeito que as escrituras causam em sua vida particular e sempre de forma benéfica e restauradora, muitos ate afirmam sobre naturalidade. Funciona como uma política que ao ser dado credito promove o que prometeu, conquistando maior credibilidade e aceitação a pesar da constatação de alguns escândalos por parte de alguns e encarado como fator comum haver escândalo em qualquer sociedade por pare de alguns, no entanto a aceitação continua crescer de forma individual.


Publicado por: Mario Emilio Alves Ferreira

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola