Whatsapp

LINGUAGEM DENOTATIVA, LINGUAGEM CONOTATIVA E FIGURAS DE LINGUAGEM

Português

Análise das linguagens denotativas, conotativas e figuras de linguagem.

LINGUAGEM DENOTATIVA

  • DENOTAÇÃO, “sentido denotativo, sentido literal” é a linguagem que utiliza as palavras e expressões com o sentido próprio, real (conforme o dicionário), habitual. A denotação é uma linguagem referencial, informativa, usada com o objetivo unicamente de informar, portanto é desprovida de emoções e sentimentalismos. Está presente em inúmeros gêneros textuais que circulam em nosso dia a dia, especialmente nos textos jornalísticos.

Ex.: O jardineiro cortou a grama do jardim de casa e cortou as ramas secas das flores.

LINGUAGEM CONOTATIVA

  • CONOTAÇÃO, “sentido conotativo, sentido figurado” é a linguagem que utiliza as palavras, expandindo o significado literal, pois emprega um novo sentido, incomum, circunstancial, o qual depende do contexto em que estão inseridas. A conotação está muito presente na linguagem literária, principalmente, na linguagem poética, porém não é exclusividade delas, é bastante utilizada, também, em outros textos: publicitários, histórias em quadrinhos, letras de música, piadas, etc.

Ex.: Os filhos eram flores no jardim da vida daquela mãe amorosa.

FIGURAS DE LINGUAGEM

COMPARAÇÃO: Do latim comparare (com=junto+parare=colocar lado a lado). Essa figura de linguagem estabelece uma relação comparativa explícita (declarada, visível, expressa) entre dois elementos que aparecem ligados pelas palavras ou expressões “COMO, TAL QUAL, TAL COMO, IGUAL, PARECIDO, SEMELHANTE...”

Ex.: Os homens, às vezes, são como animais ferozes.

Suas lágrimas são tal qual o curso de um rio ladeira abaixo.

Minha mãe é como uma santa.

METÁFORA: Do latim metáfora, que significa mudança, transposição do sentido próprio ao sentido figurado, a METÁFORA é uma figura de linguagem que faz comparação implícita (subentendida, encoberta, escondida) sem o uso das palavras e expressões “COMO, TAL QUAL, TAL COMO, IGUAL A, PARECIDO, SEMELHANTE...”.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Obs.: Ao serem retirados os termos “como, tal qual, tal como, igual, parecido, semelhante...” da figura de linguagem COMPARAÇÃO, ela se transforma em uma METÁFORA.

Ex.: os homens, às vezes, são animais ferozes.

Suas lágrimas são o curso de um rio ladeira abaixo.

Minha mãe é uma santa.

HIPÉRBOLE: Do latim hyperbole (hiper=além), figura de linguagem que transmite um exagero propositado, intencional de uma expressão, para enfatizar a ideia.

Ex.: Morri de estudar e fui mal na prova.

Já te falei quinhentas vezes, mas não me dás atenção.

EUFEMISMO: Do grego euphémein (pronunciar palavras agradáveis) essa figura de linguagem caracteriza-se por substituir palavras e expressões que suavizam a comunicação de uma situação impactante, desagradável, pois troca termos rudes e agressivos aos ouvidos por termos mais brandos, mais sutis.

Ex.:  A testemunha faltou com a verdade.

A inteligência do homem era limitada.

Meu avô virou estrela.

ANTÍTESE: Do grego antithesis, figura de linguagem que consiste nas ideias opostas, no contraste, oposição, sentido contrário.

Ex.: Ela sorria alegre e tristemente na sua festa de aniversário.

Eram ricos no mundo e pobres de espírito.

O ódio é primo do amor.

PROSOPOPEIA OU PERSONIFICAÇÃO: Do grego prosópon (face, pessoa), a prosopopeia, também chamada de personificação, caracteriza-se por atribuir sentimentos, atitudes e ações humanas a seres inanimados ou irracionais.

Ex.:  Com seu azul intenso, o céu ensina o quanto a vida é bela.

O livro conta segredos do conhecimento.

Hoje o dia acordou alegre.

PROFESSORA JUSSÁRA GODINHO - LÍNGUA PORTUGUESA


Publicado por: Jussára C Godinho

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do site por meio do canal colaborativo Meu Artigo. O Brasil Escola não se responsabiliza pelo conteúdo do artigo publicado, que é de total responsabilidade do autor. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.