Whatsapp

Aprendendo Matemática na Feira Livre

Matemática

Clique aqui e conheça o projeto Aprendendo Matemática na Feira Livre.

A Matemática como as outras disciplinas exatas quando lecionadas com o apoio pedagógico prático necessário, pode transformar uma aula que poderia ser chata e tediosa, em uma verdadeira experiência para a vida dentro da realidade do próprio aluno. Baseado nessas condições incentivadoras, de transmissão dos conteúdos matemáticos do nosso dia a dia foi que veio a ideia do “Aprender Matemática na Feira livre”. Esse procedimento consiste em com o apoio e interesse do aluno, designa-los por conta própria nos dias de feira livre, a pesquisarem alguns dados e informações praticados nas feiras livres, para em uma aula posterior, utilizarmos esses dados para serem trabalhados nos conteúdos que possam ser adaptados a realidade local e que serão vistos em sala de aula.

Por exemplo, para mostra-los o quanto são necessários os gráficos para a leitura de informações, nada mais sugestivo do que solicitar dos mesmos, que pesquisem o valor de determinados produtos, e através de atividades elaboradas pelo professor, procurem relacionar a que quantidade do produto pesquisado que pode ser comprada com um determinado valor financeiro. De posse dessas informações e com o auxílio do professor solicitar aos mesmos a montagem dos gráficos relacionando preço e quantidade do produto que podem ser adquiridos, caso seja necessário um levantamento mais aprofundado da variação de preços, repetir esse procedimento por pelo menos três finais de semana nas feiras livres. Cada aluno deve ser direcionado para um produto específico, já que cada aluno será responsável pela montagem de seu próprio gráfico e análise da variação do preço dos produtos. Essa atividade deve ser repetida com os mesmos comerciantes aos quais os produtos foram pesquisados nos dias de feira anteriores, com isso será possível mostrar se houve ou não variação nos preços dos produtos, mostrando para eles o quanto são importantes às informações trazidas pelos gráficos e em seguida expor através de cartazes esses trabalhos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os dados obtidos pelos alunos nas feiras livres ou no comercio local, podem ser utilizados de forma adaptável pelo professor, para expor o assunto trabalhado em sala no momento, isso caso o assunto estudado no momento permita fazer algum tipo de adaptação. Com a participação efetiva do aluno é possível obter dados nas feiras livres, ou no comercio local, para mais tarde utilizarmos essas informações em uma possível amostra científica na própria escola, divulgando o quanto determinado produto aumentou ou ficou estável, ou até mesmo incentiva-los no raciocínio de qual estabelecimento é mais lucrativo de se comprar. Com esse tipo de participação do aluno além de incentiva-los cada vez mais na busca pelo conhecimento, estarão inclusive prestando um serviço informativo ao mesmo tempo a comunidade escolar, através de cartazes com os dados e as informações obtidas pelas pesquisas bem explicadas, mostrando dessa forma o resultado de um trabalho interativo e com informações relativas a vários produtos. Vale a criatividade de cada professor para trabalhar o assunto que se encaixe melhor nos dados, caso sua turma seja participativa esse rico laboratório ao ar livre, pode ser explorado muito bem, pois a quantidade de informações que podemos explorar junto com os alunos, torna essa atividade diferenciada incentivadora e prestativa.


Publicado por: JORGE LUCENA

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do site por meio do canal colaborativo Meu Artigo. O Brasil Escola não se responsabiliza pelo conteúdo do artigo publicado, que é de total responsabilidade do autor. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.