Whatsapp

A Batalha de Stalingrado – O homem e a Geografia vencendo o nazismo.

História

O objetivo deste artigo é elucidar os fatos que ocorreram na Batalha de Stalingrado, importante marco na Segunda Guerra Mundial, que para muitos historiadores, é um dos momentos chave para o declínio do império alemão.

A Batalha de Stalingrado – O homem e a Geografia vencendo o nazismo.

Mediante o que foi solicitado para o trabalho de Geografia geral e do Brasil, escolhemos o evento militar acima enunciado, por entendermos que, através das pesquisas realizadas, se tornou um marco na Segunda Guerra Mundial, sendo afirmado pela maioria dos Historiadores, como o início da queda alemã, além de evidenciar os elementos da Geografia, como parte importante e para muitos historiadores e especialistas, crucial, para o resultado final desta batalha.

Relatório da Batalha de Stalingrado – Histórico geral

Segundo nossas pesquisas e a análise das informações obtidas, a Batalha de Stalingrado foi uma das mais importantes da Segunda Guerra Mundial, porém, suas causas e objetivos vão muito além de apenas conquistar uma cidade.

"O objetivo era conquistar a União Soviética e dizimar a população para explorar o país e, num futuro distante, colonizá-lo com alemães, criando um grande império alemão do Atlântico até os Urais", afirma o especialista. https://www.dw.com/pt-br/1941-alemanha-nazista-invade-a-urss/a-15183132

Além do objetivo de dominar toda a União Soviética, Stalingrado tinha uma importância crucial para o exército alemão e os objetivos de Hitler, como podemos perceber a seguir:

A cidade era um parque industrial importante da União Soviética, ficava às margens do Rio Volga e era porta de entrada para a região do Cáucaso, rica em minério e petróleo. https://www.historiadomundo.com.br/idade-contemporanea/batalha-stalingrado.htm

Nesse sentido podemos entender a obstinação e como relatado abaixo, a obsessão de Hitler em lutar pela conquista da cidade. É importante ressaltar os aspectos históricos anteriores ao início da invasão alemã:

Antes de começar a guerra, Hitler e Stálin haviam assinado o Pacto de Molotov-Ribbentrop. Ele consistia em um acordo de não-agressão, as duas nações se comprometiam a não se atacarem, caso houvesse um conflito na Europa. Este tratado foi recebido com surpresa pelos comunistas do mundo inteiro, pois esperavam que Stálin fosse fazer frente ao poderio nazista. No entanto, após a resistência da Inglaterra, Hitler é obrigado a adiar os planos de invasão da ilha e volta-se para o oeste rompendo o pacto. https://www.suapesquisa.com/historia/batalha_stalingrado.htm

(...) agora não se tratava de conquistar pequenos países da Europa Ocidental, mas sim uma região que só em sua área europeia tinha mais de 5 milhões de quilômetros quadrados - duas vezes e meia superior à da Europa Ocidental. https://www.terra.com.br/noticias/educacao/historia/segunda-guerra-mundial-a-resistencia-sovietica-a-invasao-alema,eb7842ba7d2da310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html

Em sua obstinação, os alemães não levaram em consideração diversos fatores que se tornariam fundamentais para o desfecho dessa batalha. Embora tendo um início avassalador onde quase conquistaram a própria capital Moscou, desde esse período não se atentaram para o fator climático e nem para a Geografia do País que almejavam conquistar.

Em 1941, em pleno desenvolvimento da Segunda Guerra Mundial, a Alemanha Nazista comandada por Hitler estava no auge de suas conquistas militares. Então, os alemães e seus aliados invadiram a União Soviética, em junho deste ano, na chamada Operação Barbarossa, cujo objetivo era invadir e conquistar a União Soviética.  https://www.suapesquisa.com/historia/batalha_stalingrado.htm

Até o inverno de 1941, as forças do Eixo obtiveram várias vitórias em solo soviético. Com a chegada do rigoroso inverno, os alemães começaram a sucumbir, apresentando perdas significativas. O plano de conquistar Moscou teve que ser deixado de lado, sendo que os alemães recuaram para concentrar energias para o verão de 1942. Foi neste contexto, que os alemães e seus aliados tentaram conquistar Stalingrado em julho de 1942.  https://www.suapesquisa.com/historia/batalha_stalingrado.htm

Voltando-se para a conquista de Stalingrado, Hitler obtém resultados positivos em sua primeira investida, porém, não levou em consideração diversos outros fatores e as estratégias do exército da União Soviética. Destacamos dois trechos de pesquisas que relatam de forma clara esses fatores.

Os alemães conseguiram obter, na fase inicial da batalha, resultados positivos após bombardeios da Luftwaffe (força aérea alemã) sobre a cidade de Stalingrado. O passo seguinte seria a tomada da cidade pelas forças terrestres (...). Quando as tropas germânicas chegaram a Stalingrado encontraram uma resistência feroz e a cidade foi disputada rua a rua, casa por casa. Nem mesmo a aviação alemã, bombardeando a cidade constantemente, conseguiu romper a defesa soviética. Estes se esconderam nos esgotos e aproveitavam os escombros para causar baixas no exército alemão com seus franco-atiradores. Desta maneira, conquistar Stalingrado tornou-se uma obsessão para Hitler. Por sua parte, o general alemão Von Paulus, percebia que a sorte já não pendia para os alemães. As ordens de Berlim eram claras: o general e seus homens deveriam guardar posições. Contudo, vários soldados, apesar da pena de morte para desertores, se renderam. https://www.suapesquisa.com/historia/batalha_stalingrado.htm

Os alemães começaram sua ofensiva por meio da tática Blitzkrieg, onde o exército alemão contava com 330 mil soldados do 6º Exército e do 4º Exército de blindados. Podemos perceber que mesmo com a vantagem numérica os alemães não conseguiram vencer o a técnica de combate do exército vermelho, que naquele momento contava com menor número de soldados. https://www.infoescola.com/historia/batalha-de-stalingrado/

Em outra pesquisa, podemos entender as vantagens e a força do Exército Sovipetico:

Porém, os alemães não contavam com a aguerrida resistência soviética, que tinham as vantagens de conhecer muito bem o território e estarem bem preparados para o inverno rigoroso que chegava novamente (...). Em novembro de 1942, uma grande contraofensiva soviética cercou o 6º Exército Alemão dentro da cidade de Stalingrado. Com a ordem de Hitler de não se entregarem, os alemães enfrentaram os soviéticos, mesmo estando em desvantagem. https://www.suapesquisa.com/historia/batalha_stalingrado.htm

Vários pesquisadores e historiadores destacam fases importantes e as razões que levaram a vitória da União Soviética em Stalingrado:

A Batalha de Stalingrado durou um pouco mais do que seis meses (...) com mais ou menos 1,5 milhões de mortos (...)  teve quatro fases principais:

1º A fase defensiva, até 19 de novembro de 1942;

2º A ofensiva russa ao norte e ao sul de Stalingrado, que levou ao cerco das forças alemãs na cidade;

3º A tentativa dos alemães em socorrer suas tropas sem sucesso em Stalingrado;

4º O arrasamento das unidades alemãs cercadas (janeiro de 1943).

https://www.infoescola.com/historia/batalha-de-stalingrado/

As razões que levaram os soviéticos a vencer a Batalha de Stalingrado nas fases defensiva e ofensiva, segundo o jornalista Alexander Werth, que cobriu a batalha, foram seis razões:

1 - A vivencia dos soviéticos;

2 - As condições geoclimáticas durante os combates Stalingrado.

3 - O treinamento do exército em batalhas de rua;

4 - Armamento antitanque que quebravam a tática da Blizkrieg alemã;

5 - A artilharia soviética atirando sem parar no inimigo.

6 - A organização impecável que conseguiu manter a cidade abastecida durante todo o tempo de batalha.

https://www.infoescola.com/historia/batalha-de-stalingrado/

Selecionamos abaixo em destaque, a carta de um soldado alemão descrevendo os momentos da Batalha:

"Stalingrado é o Inferno na Terra, um Verdun [a batalha mais violenta da Primeira Guerra Mundial, entre os exércitos alemão e francês], um Verdun Vermelho com armamentos novos. Atacamos todos os dias. Se conseguirmos de manhã tomar 20 metros, ao fim do dia os russos já nos rechaçaram de volta", escreveu na época um dos soldados da Wermacht. "Chocados e pasmados, nós não tirávamos os olhos dos nossos mapas de planejamento", escrevia um oficial alemão. "As linhas grossas e flechas vermelhas colocadas neles marcavam as direções dos ataques incessantes do inimigo, suas manobras de contorno, zonas onde quebraram nossas posições. Com todos os nossos pressentimentos, nós nem imaginávamos a hipótese de uma tal catástrofe monstruosa!", exclamava.

https://br.sputniknews.com/russia/201711199874890-alemanha-nazismo-uniao-sovietica-stalingrado-foto-video/

De todos os fatores que foram expostos até agora, de toda a estratégia e determinação do exército soviético, destacamos neste momento, um fator que foi determinante e que é enunciado por todas as fontes de pesquisa, como preponderante no resultado da batalha. Selecionamos diversas pesquisas e relatos que nos mostram e evidenciam, que desde a invasão de Moscou, não foram levados em consideração por Hitler. O Clima.

Os países bálticos Belarus e Ucrânia foram simplesmente atropelados. Hitler e seus generais contavam com uma marcha rápida até a capital soviética, previam uma "blitzkrieg" de algumas semanas. Mas se enganaram. (...). Poucos meses após a investida, o inverno pararia as unidades alemãs antes de chegarem a Moscou. Na perspectiva atual, aquele era o prelúdio da derrota de 1945. Três milhões de soldados alemães não retornariam à terra natal. https://www.dw.com/pt-br/1941-alemanha-nazista-invade-a-urss/a-15183132

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O “General” inverno

Outubro de 1941 foi o pior mês, frio como fazia anos que não acontecia, os alemães estavam sem roupa de inverno porque o Fürher se negou a enviar a roupa de inverno confiando que seu exercito conquistaria Moscou a tempo. Seja como for o inverno fez estrago no exercito alemão e mesmo que algumas unidades de avançada chegaram a entrar nos subúrbios da cidade o avanço parou. O general inverno entrava em ação de novo como contra Napoleão. https://www.instigatorium.com/10-fatores-pelos-quais-hitler-perdeu-a-guerra/

As linhas invasoras, ao se estenderem por mais de mil quilômetros, dificultaram o abastecimento e o municiamento, assim como se tornaram vulneráveis ao ataque de guerrilheiros na retaguarda. Sendo o exército alemão essencialmente motorizado, havia necessidade constante de combustível e reposição de peças para torná-lo eficiente. (...). A resistência soviética aumentava de intensidade conforme os alemães se aproximavam de Moscou. (...) O inverno de 1941 foi assaz precoce. O General Guderiam notou as primeiras nevascas na primeira quinzena de outubro. As estradas ficaram enlameadas, diminuindo cada vez mais a capacidade de manobra das divisões panzer. Mesmo assim, os alemães atingiram a periferia da capital soviética em novembro de 1941. A temperatura baixou terrivelmente, entre 20 e 25 graus abaixo de zero. Como esperavam o término da guerra para antes do inverno, foram surpreendidos sem vestuário apropriado. (...).Hitler ordenou que os exércitos aguardassem a passagem do inverno em suas posições de assalto. A capital seria conquistada na primavera de 1942. É neste momento que, com auxílio de tropas siberianas, o Marechal Zukov inicia o contra-ataque na região de Moscou, surpreendendo os alemães e afastando-os em definitivo. https://www.terra.com.br/noticias/educacao/historia/segunda-guerra-mundial-a-resistencia-sovietica-a-invasao-alema,eb7842ba7d2da310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html

Com isso, logo os exércitos de Hitler enfrentaram um rigoroso inverno de 40 graus abaixo de zero. O general Kleist lamentou: “A principal causa da nossa derrota foi o inverno ter chegado mais cedo, com grande intensidade.” O general Rundsted afirmou que os alemães depararam-se com “o solo lamacento, uma visão extraordinária de uma coluna de tanques de mais de 150 km de extensão, paralisada”. (...). O inverno russo é famoso. Napoleão Bonaparte já havia abandonado aquele país por causa do mau tempo. Os soldados alemães enfrentaram bravamente o rigoroso inverno, repleto de geadas fortes, ventos cortantes, tempestades de neve. Mas nunca puseram as mãos no rico petróleo russo ou dominaram completamente a orgulhosa Stalingrado! Dos 500 mil soldados que tentaram retornar à Alemanha, somente 150 mil chegaram. O restante morreu no caminho, de frio e fome. “O General Inverno” derrotou Hitler. http://gazetaweb.globo.com/gazetadealagoas/noticia.php?c=195314

Efeito de cerco

(...) Os soldados e oficiais de Paulus estavam privados de alimentos, munições, medicamentos e combustíveis, em meio a um inverno russo com 30 graus negativos. Morrendo de fome, eles comeram quase todos os cavalos, caçavam cachorros, gatos e aves. Apesar da situação evidentemente desesperada, Berlin continuava mandando "aguentar até o fim e não se renderem". Em janeiro e fevereiro de 1943, as tropas da Frente do Don comandadas pelo general Konstantin Rokossovsky dividiram o grupo cercado em várias partes e o eliminaram. O marechal de campo Paulus se rendeu, bem como quase todos os efetivos nazistas, entregando suas armas. Em resultado, 91 mil homens foram feitos prisioneiros, inclusive 2.500 oficiais e 24 generais. https://br.sputniknews.com/russia/201711199874890-alemanha-nazismo-uniao-sovietica-stalingrado-foto-video/

Em fevereiro de 1943, em pleno inverno, os soldados alemães sucumbiram à fome, ao frio e à falta de equipamentos. A batalha acabou quando o general Paulus rendeu o 6º Exército Alemão em 2 de fevereiro de 1943. https://www.suapesquisa.com/historia/batalha_stalingrado.htm

Concluindo o relatório desta pesquisa, selecionamos dois trechos que consideramos importante para o entendimento da vitória da União Soviética e o “desenrolar” dos últimos anos da Segunda Guerra Mundial.

Quem venceu e importância histórica

 Os soviéticos foram os vencedores da Batalha de Stalingrado. Não só conseguiram proteger a cidade, como também expulsar os alemães de seu território. Esta batalha é considerada um ponto de inflexão no contexto da Segunda Guerra Mundial, pois foi a partir dela que os soviéticos passaram a “empurrar” os alemães e seus aliados até Berlim, onde impuseram a derrota final à Alemanha, junto com o os Aliados, em 1945. https://www.suapesquisa.com/historia/batalha_stalingrado.htm

O exército alemão se rendeu em 2 de fevereiro, com cerca de 91 mil soldados, todos em situações precárias, foram feitos prisioneiros, entre eles 22 generais, para comemoração dos soviéticos. Desses 91 mil, 11 mil alemães e soldados do Eixo recusaram serem feitos prisioneiros nos campos de concentração soviéticos e decidiram lutar até morte. Estes grupos lutaram até março de 1943, escondidos, enquanto os soviéticos iam limpando a cidade dois mil foram mortos, e o restante foram levados presos. Dos 91 mil prisioneiros alemães da Batalha de Stalingrado, somente 5 mil prisioneiros retornaram a suas casas após a guerra. Estes prisioneiros foram mantidos em campos de trabalho por toda a União Soviética, a maioria morreu por não ter acesso a tratamento médico ou desnutrição. Já os oficiais foram levados a Moscou com o intuito de participaram de propagandas antinazistas. Somente em 1955 os últimos soldados alemães restantes de Stalingrado foram repatriados. Na Alemanha a Batalha só foi noticiada em 1943. A Batalha de Stalingrado não foi a primeira derrota nazista na guerra, mas nunca havia tido uma batalha tão dispendiosa antes. Em 16 de fevereiro de 1943, Joseph Goebbels, fez um discurso em Berlim, convocando a nação a uma guerra total, e a partir dali necessitaria de todos o trabalho e recursos que a população alemã poderia oferecer. A Batalha de Stalingrado mudou os caminhos da Segunda Guerra Mundial e colocou os Alemães em uma posição defensiva. Após esse episódio, os soviéticos organizaram uma investida para Berlim afim de exterminar com Adolf Hitler. Com os esforços das tropas Aliadas os soviéticos conseguiriam acabar com a Segunda Guerra em 1945.

Por Pedro Eurico Rodrigues

A Batalha de Stalingrado – Análise Interpretativa

Mediante o relatório e pesquisa, podemos perceber que dois foram os fatores que fizeram com que a derrota alemã de tornasse evidente nessa batalha:

1º - O desconhecimento em relação ao Geografia Física (Climatologia) da União Soviética

2º - A Displicência em relação ao efeito do inverno soviético sobre os soldados alemães e equipamentos de batalha.

Como pesquisado, Hitler já tinha conhecimento dos efeitos do inverno na tentativa da invasão de Moscou e apesar de todos os indicadores se mostrarem claros em relação a continuação do seu plano, continua mesmo assim, enviando seu exército para Stalingrado.

Acreditando que seria uma invasão rápida, displicentemente ignora questões importantes em uma batalha, tais como: roupas adequadas, alimentação e abastecimento. Menosprezando os efeitos do inverno rigoroso, expos seu exército ao clima severo, sem comida, sem roupas para proteção do frio e sem estrutura para suportar uma batalha longa. As decisões de Hitler levaram seu exército a uma histórica derrota que anunciou o “início do fim” de seus objetivos na Segunda Guerra Mundial.

A determinação do exército soviético, suas estratégias de combate e o inverno rigoroso, derrotaram Hitler em sua ignorância e displicência.   

Referências:

HOBSBAWM, E. J. Era dos extremos: o breve século XX: 1914 - 1991. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras

WERTH, Alexander. Stalingrado: 1942 o início do fim da Alemanha nazista. Editora contexto, 2015.

Referências gerais e fontes de pesquisa :

https://www.dw.com/pt-br/1941-alemanha-nazista-invade-a-urss/a-15183132

https://www.historiadomundo.com.br/idade-contemporanea/batalha-stalingrado.htm

https://www.suapesquisa.com/historia/batalha_stalingrado.htm

https://www.terra.com.br/noticias/educacao/historia/segunda-guerra-mundial-a-resistencia-sovietica-a-invasao-alema,eb7842ba7d2da310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html

https://www.infoescola.com/historia/batalha-de-stalingrado/

https://br.sputniknews.com/russia/201711199874890-alemanha-nazismo-uniao-sovietica-stalingrado-foto-video/

https://www.instigatorium.com/10-fatores-pelos-quais-hitler-perdeu-a-guerra/

http://gazetaweb.globo.com/gazetadealagoas/noticia.php?c=195314

https://www.infoescola.com/historia/batalha-de-stalingrado/

Eduardo de Almeida Vieira

Curso de Licenciatura em História – 4º Período

Universidade Brasil – Itaguaí/RJ


Publicado por: Eduardo de Almeida Vieira

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do site por meio do canal colaborativo Meu Artigo. O Brasil Escola não se responsabiliza pelo conteúdo do artigo publicado, que é de total responsabilidade do autor. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.