Whatsapp

VIDA E OBRA DE ISABEL ALLENDE: UMA BREVE EXPOSIÇÃO

História Geral

Análise sobre a vida e obra de Isabel Allende.

A escritora, ativista, filantropa e feminista Isabel Allende Llona nasceu em 2 de agosto de 1942, no Peru. Seu pai, Tomás Allende, era um diplomata chileno, e sua mãe se chamava Francisca Llona.

A autora estudou Jornalismo, trabalhando como colunista e redatora, também escrevendo obras infantis e teatrais. No ano de 1962, casou-se com Miguel Frias, pai de seus dois filhos, Paula e Nicolás. Logo após o golpe militar que “derrubou” o presidente de esquerda Salvador Allende, seu tio, do poder, Isabel e sua família se mudaram para a cidade de Caracas, capital da Venezuela. É lá que se dá o pontapé de sua produção literária (FRAZÃO, ano desconhecido).

Lubrano (2015) explana que sua primeira (e mais famosa) obra publicada é “A Casa dos Espíritos”, em 1982. Conta a história da família Trueba, composta por mulheres incríveis e um patriarca terrível; dando destaque a história de Esteban Trueba, um pobre homem que conseguiu se tornar um dos fazendeiros mais importantes do país não nomeado (muitos consideram que Allende teria se inspirado no próprio Chile), e que, por detalhe, era extremamente detestável, violento, machista; Esteban tem uma esposa chamada Clara, uma filha chamada Blanca e uma neta chamada Alba (nomes com o significado em comum, “branco”) – todas as três mulheres eram clarividentes; ocorre num período de cerca de 70 anos. Em 1993, a obra virou filme, com um elenco composto por nomes como Meryl Streep, Glen Close, Antonio Banderas e Winona Ryder.

Em 1984, Isabel lança “De Amor e de Sombra”, um romance que expõe a época da ditadura de Pinochet – para Andrés (2017), a ditadura é a protagonista. De acordo com informações da Porto Editora (ano desconhecido), Irene Beltrán é uma jornalista de família burguesa que se apaixona por Francisco Leal, um fotógrafo filho de um anarquista. A obra foi levada ao cinema dez anos depois, com um elenco composto por nomes como Jennifer Connelly e Antonio Banderas.

Com esperança de que Paula – sua filha em coma por causa de uma doença – acordasse logo, Allende escreve centenas de cartas, que, no fim, são compiladas e transformadas num livro, publicado em 1994 (TENA, 2019). Isabel trata de esperança e família de forma íntima e expositiva em sua obra, e ao mesmo tempo conta fatos e detalhes a respeito de si.

De acordo com Frazão (ano desconhecido), Isabel foi convidada por uma amiga para fazer uma viagem até a Índia, na tentativa de superar o luto pela filha Paula. Diz-se que Isabel, com o carro quebrado no meio da estrada, viu mulheres com crianças, sob uma acácia; ela se comunicou com aquelas pessoas por sinais, já que não falavam a mesma língua. Allende presenteou uma das mulheres com um bracelete de prata, que retribuiu lhe entregando uma menina recém-nascida – “[...] o nascimento de meninas não era bem aceito”. Passada a experiência, a autora abriu a Fundação Isabel Allende.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Em 2019, Allende publica “Longa Pétala de Mar”. Ambientada no século XX, se inicia na Guerra Civil Espanhola e vai até a ascensão e queda de Pinochet. Conta a respeito de refugiados que partem da Espanha para exílio no Chile, por um navio fretado pelo poeta Pablo Neruda e de como vivem dali em diante. De forma sensível, explana questões como as de imigração de refugiados e ditadura (GRUPO EDITORIAL RECORD, ano desconhecido; LUBRANO, 2020).

Dois fatos interessantes sobre Isabel: ela sempre começa a escrever no dia 08 de fevereiro de cada ano; e é a autora mais lida em Língua Espanhola.

Segundo informações extraídas de seu site oficial (2020), Allende recebeu 15 títulos honoríficos (incluindo um de Harvard). Além disso, em 2014, o presidente Barack Obama concedeu-lhe a Medalha Presidencial da Liberdade.

Ele não voltou ao Chile até hoje (BBC, 2018), aos 78 anos, e mora na Califórnia.

REFERÊNCIAS

ANDRÉS, Emir. RESEÑA: De amor y de sombra - Isabel Allende (sin spoilers). YouTube. (03:41). 08 de junho de 2017. Disponível em: . Acessado em 27 de outubro de 2020.

BBC. Isabel Allende: 'Meu avô se horrorizava com o fato de alguém de seu sangue escrever sobre aborto, infidelidade, drogas'. 02 de dezembro de 2018. Disponível em: . Acessado em de novembro de 2020.

ISABEL ALLENDE. Isabel Allende: Biography. In: about – biography. Disponível em: . Acessado em 20 de outubro de 2020.

FRAZÃO, Dilva. Isabel Allende: Escritora chilena. eBiografias. Disponível em: . Acessado em 20 de outubro de 2020.

GRUPO EDITORIAL RECORD. Longa pétala de mar. Ano desconhecido. Disponível em: . Acessado em 27 de outubro de 2020.

LUBRANO, Isabella (Ler Antes de Morrer). A Casa dos Espíritos, de Isabel Allende (#11). YouTube. (08:09). 2015. Disponível em: . Acessado em 23 de outubro de 2020.

LUBRANO, Isabella (Ler Antes de Morrer). Longa Pétala de Mar, de Isabel Allende (#260). YouTube. (12:23). 14 de fevereiro de 2020. Disponível em: . Acessado em 25 de outubro de 2020.

PORTO EDITORA. De Amor e de Sombra - Isabel Allende. Ano desconhecido. Disponível em: . Acessado em 27 de outubro de 2020.

TENA. Reseña del libro Paula, el duelo de Isabel Allende. 09 de outubro de 2019. Disponível em: . Acessado em 27 de outubro de 2020.


Publicado por: Luana Mirelly de Souza Silva

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do site por meio do canal colaborativo Meu Artigo. O Brasil Escola não se responsabiliza pelo conteúdo do artigo publicado, que é de total responsabilidade do autor. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.