Topo
pesquisar

Uso de aparelhos eletrônicos em sala de aula

Educação

Entenda mais acerca do uso de aparelhos eletrônicos em sala de aula.

A lei apenas ratificou o que já existia nas escolas, pois durante as aulas o uso de aparelhos eletrônicos desvia a atenção dos alunos (sendo que muitos deles já tem dificuldade em se concentrar), impossibilitando uma aprendizagem eficaz.

O projeto de lei que originou a norma diz que o uso do telefone pode desviar a atenção dos alunos, possibilitar fraudes durante as avaliações e provocar conflitos entre professores e alunos, e alunos entre si, influenciando o rendimento escolar. (GIL, 2013, s/p)

O professor tem a responsabilidade de contextualizar o ensino à realidade do aluno para que faça sentido e ele construa e reconstrua os conhecimentos, e na atualidade os aparelhos eletrônicos fazem parte do cotidiano dele. Portanto, nos momentos pedagógicos o professor deve separar momentos e monitora atividades em que seus alunos possam inserir esses aparelhos e aprender conteúdos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Nos momentos em que os aparelhos eletrônicos não possam ser utilizados, o professor deve explicar os reais motivos da proibição, a fim de que os alunos respeitem os limites pré-estabelecidos e usem de forma equilibrada, na escola, tais aparelhos.

REFERÊNCIA

GIL, Juca. Lei proíbe o uso de celular na sala de aula. Disponível em Acesso em 14 ago. 14 Não paginado.


Publicado por: Jacqueline Bagistério Bueno

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola