Topo
pesquisar

Trabalhando com datas comemorativas

Educação

Que tal trabalhar as datas comemorativas na Educação Infantil? Clique e saiba como!

As datas comemorativas são muito valorizadas na Educação Infantil e isso vai sendo minimizado ao longo do Ensino Fundamental e Médio. Entende-se que, quanto menor o aluno, maior a expectativa social/ familiar para que a criança se envolva e conheça estas festividades. Nota-se, no entanto, que essas comemorações são feitas repetitivamente a cada ano letivo, sempre abordando os mesmos aspectos, seguindo as mesmas tradições. E, assim, perde-se o entusiasmo em trabalhar com temas comemorativos.

Um dos motivos óbvios desta falta de ânimo é que o trabalho com datas comemorativas é, na maioria dos casos, simplesmente informativo, automatizado. A data é lembrada, faz-se uma “lembrancinha”, um desenho (pobre professor de Arte), caracteriza-se a criança com estereótipos (convenhamos que, muitas vezes, de maneira preconceituosa, como nas festas juninas nas quais satirizam-se a imagem do homem do campo) e voilá, o trabalho (nada) pedagógico foi feito. Sem citar o incentivo ao consumismo (dia das mães, dia das crianças, Natal...), ou seja, vincula-se a data comemorativa à necessidade de comprar algo. A solução seria ignorar estas festividades? E remar contra a maré? Não. Não é fechando os olhos ao calendário que os problemas estarão resolvidos. Enxergá-los com outro olhar, porém, é uma maneira interessante de ressignificar estas datas, de maneira sensata, sem radicalismos, apenas com uma postura pedagógica consciente.

O projeto pedagógico feito no início do ano por toda instituição escolar possui sua proposta que é, geralmente, formar cidadãos críticos, participativos e integrados ao meio social em que vivem. Pois bem, a primeira coisa a se pensar é: quais são as datas comemorativas que são significativas para a comunidade escolar em questão e, desta forma, logo no início do ano, elencar quais serão as datas que farão parte do projeto pedagógico da escola e como elas serão trabalhadas (de preferência associada ao tema gerador do projeto). Quando eu falo em tema gerador, ressalto a necessidade de construir coletivamente com a equipe escolar uma temática do ano letivo, um assunto que propiciará o trabalho interdisciplinar que envolva todas as turmas da escola. Então, a data comemorativa (assim como os outros conteúdos) se relaciona com o tema e não corre-se o risco de “parar a matéria” para ter de tratar sobre determinada festividade. Além disso, proporciona-se ao educando a oportunidade de, a cada ano letivo, fazer uma nova interpretação das datas comemorativas, uma nova tomada de consciência, adequando-se, claro, ao perfil de cada turma.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Portanto, o problema não está em comemorar, mas em entender o motivo da comemoração, respeitando a diversidade cultural tão marcante em nosso país. Fazer “lembranças”, pintar o rosto das crianças, realizar festas, nada está proibido, desde que sejam ações realizadas com consciência, planejamento e, principalmente, relacionadas ao processo de aprendizagem e ao estímulo para que o aluno possa compreender mais de si mesmo.

Referências

BARROS, Jussara de. Datas comemorativas. Brasil Escola. Disponível em: https://educador.brasilescola.uol.com.br/sugestoes-pais-professores/datas-comemorativas.htm. Acesso em: 8 mai. 2014;

MARAGON, Cristiane. Dia de festa também é dia de aprender. Revista Escola, editora Abril. Disponível em: http://revistaescola.abril.com.br/formacao/dia-festa-tambem-dia-aprender-426827.shtml. Acesso em: 8 mai. 2014;

PRIOLLI, Julia. Dez erros mais comuns nas festas escolares. Gestão Escolar, editora Abril. Disponível em: http://gestaoescolar.abril.com.br/aprendizagem/equivocos-festas-escola-447945.shtml?page=9. Acesso em: 8 mai. 2014;

TONHOLO, Tamires B; OLIVEIRA, Sandra R. F. de. Datas comemorativas no contexto escolar: entre a tradição curricular e a necessidade de uma aprendizagem significativa. Disponível em: http://pt.slideshare.net/fullscreen/Pedagogiapibid/datas-comemorativas-no-contexto-escolar-entre-a-tradio-curricular-e-a-necessidade-de-uma-aprendizagem-significativa/2. Acesso em: 8 mai. 2014.


Publicado por: Claudia Gonçalves da Silva

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola