Whatsapp

Significado do conceito de cultura corporal de movimento

Educação

Breve estudo sobre o significado do conceito de cultura corporal de movimento

Considerações iniciais

Nessa breve explanação traremos o significado do conceito de Cultura Corporal de Movimento, apresentando suas principais características, assim como argumentos que demonstram a importância da utilização de seus elementos como dança, jogos, lutas, esportes e ginásticas, no Ensino Básico.

Com base na observação da prática secular em escolas, pode-se constatar que o trabalho com Educação Física Escolar (EFE) ainda é mal compreendido, por muitos da sociedade, como oportunidade de prática regular de atividades esportivas e/ou recreativas, com um finalidades em si mesmas.

Essa pré-concepção vem de encontro ao adequado entendimento, e mais abrangente, sobre a Cultura Corporal de Movimentos. Nessa direção, BETTI e ZULIANNI afirmaram que a formação da criança e do jovem passa a ser entendida como educação integralizada, de corpo, mente e espírito, como desenvolvimento pleno da sua personalidade que está em formação e, boa parte das vezes, sob influência do professor do ensino básico. Assim, a EFE vem somar-se à educação intelectual, à educação moral e aos conceitos de cultura corporal, através de um professor reflexivo, que se mostra ser necessário sob uma compreensão das disciplinas trabalhadas em perspectiva não conteudista. No entanto, verifica-se que tal estudo dependerá de uma análise das próprias referências dos docentes que as estudam.

Discussão

A EFE, com ensino pautado na Cultura Corporal de Movimento, poderá utilizar seus elementos como dança, jogos, lutas, esportes e ginásticas, mas sempre se alicerçando nos conceitos de cultura corporal abrangentes e professor reflexivo, que trata da Educação e que pensa, ao mesmo tempo que questiona o seu trabalho docente. Assim, podemos entender como esses conceitos auxiliam na construção de aulas, por exemplo, ao constatar que tais elementos se interagem, como a história das Lutas e a sua relação com a violência, ou o desenvolvimento das Lutas com pessoas portadoras de deficiência, entre outros. Dessa forma, a EFE estará alinhada em colaborar com a formação do aluno e cidadão crítico, criativo, reflexivo e autônomo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Considerações Finais

Nesse ínterim, vale retornar aos conceitos de BETTI (1992) que definiu Cultura Corporal de maneira abrangente, como parte integrante da cultura humana, na qual pertencem tanto os bens materiais como os não materiais relacionados às atividades físicas, produzidos ao longo da história humana. Por fim, salienta-se também KUNZ (1994), que destacou que a expressão "cultura de movimento", assim como Cultura Corporal, pode ser interpretada de forma equivocada. Segundo esse autor, é válido e oportuno lembrar que esta remete ao movimento humano sem, necessariamente, limitar-se a ele.

Referências

BETTI, M. Ensino de primeiro e segundo graus: educação física para quê? Revista Brasileira de Ciências do Esporte. V. 13, n. 2, p. 282-7, 1992.

BETTI, Mauro; ZULIANI, Luiz Roberto. Educação física escolar: uma proposta de diretrizes pedagógicas. Disponível em: . Acesso em: 10. jun. 2021.

CÂMARA, E. Lutas. Batatais: Claretiano, Caderno de Referência de Conteúdo, 2014. CRC Unidades 1 e 2.

KUNZ, E. Transformação didático-pedagógica do esporte. Ijuí: UNIJUÍ, 1994.


Publicado por: Elionai Dias Soares

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do site por meio do canal colaborativo Meu Artigo. O Brasil Escola não se responsabiliza pelo conteúdo do artigo publicado, que é de total responsabilidade do autor. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.