Topo
pesquisar

Professor, uma peça importante

Educação

Você sabia que o professor é considerado uma "peça" fundamental na escola? Clique e saiba porquê.

Somos de uma era, aonde ainda se acredita em muitas civilizações que o Professor é tido como uma figura formada por ideais comportamentalistas, aonde o Professor julga possuir todo o conhecimento em suas mãos, acreditando piamente ser o sujeito do processo.

Segundo Paulo Freire existe uma idéia totalmente erronea quanto a relação bifurcada de Professor para com aluno:

... O educador é o que educa; os educados, os que são educados;

- o educador é o que sabe; os educados, os que não sabem;

-o educador é o que pensa, os educando os pensados;

-o educador é o que diz a palavra; os educados os que escutam docilmente;

-o educador é o que disciplina; os educados os disciplinados, e.

-o educador, finalmente, é o sujeito do processo; os educados, meros objetos (FREIRE, 1987, p.70).

Acredito que este teoria não deve fazer parte dos ideais de nossa Civilização. Segundo GADOTTI (1999: 2), o educador para pôr em prática o diálogo, não deve colocar-se na posição de detentor do saber, deve antes, colocar-se na posição de quem não sabe tudo, reconhecendo que mesmo um analfabeto é portador do conhecimento mais importante: o da vida.

Penso que a Escola metaforicamente deve ser comparada com uma “máquina” capaz de oferecer destinos, e nessa “máquina”, existe uma  “peça”, responsavél por todo o seu funcionamento, que  é o Professor!  O Professor, sendo a peça fundamental dessa “máquina”, é o grande responsavél pela produção de estimulos  que ao interagirem com a “máquina”  produzirão o resultado final. No caso, o educando!

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Segundo Wallon, o Professor: "... é o responsável pela unidade do grupo, podendo receber as manifestações das crises infantis com o distanciamento necessário para não as comprimir nem se submeter a elas.(...) O professor é valorizado também do ponto de vista do conteúdo. Não se deve colocar como exclusivo detentor do saber e único responsável pela sua transmissão, mas tampouco abdicar deste papel, submetendo-se indiscriminadamente à espontaneidade infantil”.

O Professor, deve compreender de que ele necessita reconhecer a individualidade de cada ser-humano e respeita-la, conhecer o ambiente social de seu aluno e através deste conhecimento subtrair todos os elementos necessários para despertar a curiosidade de seu aluno para com a aprendizagem, mobilizando assim todos  as linhas de raciocínio com as quais seu educando se identifica , levando em conta em seu plano de aula, todas as variavéis que possam surgir, promovendo assim, a educação para a autonomia.

REFERÊNCIAS:

GADOTTI, M. Convite à leitura de Paulo Freire. São Paulo: Scipione, 1999.

GALVÃO, IZABEL. Uma reflexão sobre o pensamento Pedagógico de Henri Wallon. Disponível em :http://www.crmariocovas.sp.gov.br/dea_a.php?t=009 Acesso em : 21-04-2014  


Publicado por: Daniela Rozados Coelho Silva

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola