Topo
pesquisar

Identificação das Partes de um texto dissertativo

Educação

Dissertação é um texto onde se defende uma ideia, um ponto de vista, questionamento a cerca de um determinado assunto.

1.      Introdução

Dissertação é um texto onde se defende uma ideia, um ponto de vista, questionamento a cerca de um determinado assunto. Dissertar é explicar o assunto, é discorrer sobre este assunto argumentando e expondo-o sempre fundamentado algum tipo de apoio, seja ele, oargumento de autoridade, oapoio na consensualidade, acomprovação pela experiência ou observação, ou ainda,a fundamentação lógica,de forma que venha a concretizar verdade do conteúdo em questão, porém, podem vir a ser fonte de possível desqualificação e, por conseguinte, pode provocar o seu descrédito

No artigo de opinião do professor e filosofo Fernando José de Almeida, podemos identificar as seguintes partes que geralmente compõem um texto dissertativo;

  • Tese;
  •  Ideia-núcleo;
  •  Temática;
  • Utilização de recursos de autoridades que reforçam o argumento e comprovam sua tese;
  • Argumentos próprios do autor;
  • Ideia conclusiva;

2. Desenvolvimento

2.1  A temática

O texto "Quem assume o fracasso escolar" é muito claro em sua explanação e abrange uma temática muito interessante: “o fracasso escolar”.

Segundo  o autor, ninguém assume o fracasso escolar e preferem culpar os próprios alunos ou mesmo o  estado

“Eles creditam a culpa pelos resultados ruins das escolas, no que diz respeito à aprendizagem, ao governo (48%), à comunidade (16%), aos professores (13%), aos alunos (9%) e até mesmo à escola (7%) - como se a instituição fosse um elemento independente de suas esferas constituintes”.

O gestor escolar perde-se em meio a tantos afazeres que esquece seu papel primordial que é garantir o aprendizado do aluno, mostrando desconhecimento que nenhum dos gestores atribui a si próprio a responsabilidade pelo baixo desempenho dos alunos.

2.2  A tese

Como é de praxe em um texto dissertativo, logo no primeiro parágrafo, o filósofo, firma com convicção sua tese: “Ao chegar à escola, o que ele planejou fazer naquele dia geralmente se perde em meio às emergências que surgem de todos os cantos”.

2.3  A ideia-núcleo

Na introdução, o autor apresenta a idéia-núcleo de seu texto;Arotina de todo diretor é marcada pela variedade de atividades, ainda estimula a curiosidade e prende a atenção do leitor instigando-o a continuar a leitura com a seguinte indagação em relação às principais funções do gestor escolar: “Aliás, quais são elas mesmo?

2.4 Recursos de autoridade

O professor fazuso dos recursos de autoridade a partir do segundo parágrafo onde, o mesmo, faz referência e apóia-se na constatação da pesquisa feita pela FundaçãoVictor Civita (FVC), em parceria com o Instituto

Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope), procurando, assim,trazer para seu artigo o peso e a credibilidade da autoridade do Ibopee da FVCque tem reconhecimento nacional, fundamentando sua argumentação.

2.5  Argumentos próprios

No desdobramento de sua arguição,Fernando José de Almeida, também faz uso de argumentos próprios a partir do terceiro parágrafo, entretanto, ainda fundamenta-se no uso dos recursos de autoridade para estabelecer certa veracidade a sua tese

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Se a escola é o lugar formal do conhecimento, onde se formam o trabalhador de amanhã, o leitor e o escritor competente e o indivíduo ético, nada mais óbvio que a instituição tenha de ser bem gerida em todos os aspectos para funcionar com êxito. Porém a falta de uma visão integrada entre o administrativo e o pedagógico leva os diretores a outro equívoco, também apontado no estudo: nenhum dos gestores entrevistados atribui a si próprio a responsabilidade pelo baixo desempenho dos alunos”.(3º parágrafo)

Da mesma forma, o professor conduz o quarto e o quinto parágrafo, fazendo uso de argumentação própria, deixando transparecer neste último, de forma implícita, o seu ponto de vista

É como se o mundo da Educação vivesse o mesmo problema que recai sobre a seleção brasileira de futebol em época de Copa do Mundo. Todos se sentem técnicos e julgam ter as melhores estratégias para vencer um jogo. Mas ninguém se sente culpado quando a derrota ocorre e o problema fica no ar, sem autor. Por isso, o governo aparece na pesquisa como o primeiro responsável pelo fracasso: é uma estrutura impessoal, etérea, fluida, que funciona como se não tivesse sido eleita por ninguém” (5º parágrafo)

2.6 Ideia conclusiva

No sexto parágrafo o autor apresenta uma reafirmação do tema o fechamento expondo sua opinião a cerca da temática

“... Ainda assim, é urgente o entendimento de que o gestor que não assume a tarefa de garantir a aprendizagem das crianças não compreende seu papel.”(6º parágrafo)

3.      Considerações finais

Realizados os estudos, as leituras indicadas, com também, feito pesquisas, analisado e refletido sobre o assunto “Leitura e Produção de Textos Acadêmicos”, bem como, aprofundado os conhecimentos sobre texto dissertativo, é possível afirmar com convicção que, os textos desta natureza, devem ser estrategicamente organizados. Uma dissertação implica discussão de idéias, argumentação, organização do pensamento, defesa de pontos de vista, descoberta de soluções. Conclui-se que, dissertar é um ato praticado pelas pessoas todos os diase em todos os momentos.É, entretanto, necessário conhecimento do assunto que se vai abordar, aliando-se a uma tomada de posição diante desse assunto. Para que haja uma boa escrita do texto dissertativo é imprescindível que saibamos identificar os elementos básicos que o compõem.

4.      Referências

ALMEIDA, Fernando José de.  filósofo, docente da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e vice-presidente da TV Cultura - Fundação Padre Anchieta.http://revistaescola.abril.uol.com.br/gestao-escolar/diretor/quem-assume-fracasso-escolar-502537.shtml

Trilhas do Arendente - Volume 1 / Edna Gusmao de Góes Brennand, Sílvio José Rossi (Organizadores). Joao Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2009, p.276 e 277

http://pt.wikipedia.org/wiki/Disserta%C3%A7%C3%A3o

http://educacao.uol.com.br/portugues/ult1706u53.jhtm

http://www.mundovestibular.com.br/articles/1402/1/Dissertacao---Escrevendo-Um-Bom-Texto-Dissertativo/Paacutegina1.html

Mensagem final

"Antes de escrever,

portanto, aprendei a pensar."

( Nicolas Boileau )


Publicado por: Ana Maria Rodrigues de Souza

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola