Topo
pesquisar

Projeto Reciclar II

Atualidades

O Projeto reciclar II surgiu da necessidade, de uma melhor compreensão da primeira versão do projeto de mesmo nome.

Objetivo

O Projeto reciclar II surgiu da necessidade, de uma melhor compreensão da primeira versão do projeto de mesmo nome, já que o anterior tinha sido destinado em grande parte a conscientização dentro da escola. Nesta segunda fase objetivamos detalhes que podem ser adotados em casa no trabalho ou em uma repartição qualquer de nossa sociedade, como foi exposto na primeira versão, nosso trabalho tem por base a conscientização de todas as pessoas que compõem ou fazem parte da localidade onde esta sendo destinada a união em busca da conscientização.

O Projeto

A partir de agora, o nosso leque de abrangência referente ao nosso projeto se torna bem maior, já que podemos atuar em vários locais a começar por nossas residências, onde uma conversa e esclarecimentos a cerca do assunto, deve ser abordado entre todos os componentes que residem neste local tirando dúvidas e direcionando os hábitos de todos a cumprir atividades diárias na busca de uma conscientização lucrativa. Cada membro deve tomar por obrigação fazer a sua parte na limpeza de seu quarto na manutenção de produtos de higiene pessoal, e principalmente na armazenagem dos recipientes vazios já utilizados dos diversos produtos inclusive garrafas pet. Em toda cidade existe comercio de produtos reciclados, o que deve ser procurado e pesquisado a cerca do tipo de produto que utilizamos em casa e descartamos, e que possa ser comercializado junto a esse tipo de comercio. De posse dessas informações devemos reservar um local específico no quintal da casa ou onde for mais apropriado, para armazenar esses materiais que podem ser comercializados e o que não possa ser comercializado deve ser colocado em local diferente, para ser mais tarde descartado na coleta diária do órgão público responsável por esse trabalho, feito isso fazer algum tipo de acordo entre o comerciante de recicláveis para em um determinado tempo, pré programado pelas duas partes a comercialização ser concretizada, transformando assim parte do que ia pro lixo como plásticos que levam vários anos para se decompor, em dinheiro extra. Existe hoje com relação ao comércio de recicláveis uma quantidade enorme de materiais que são comercializados, e que se for jogado na natureza diretamente pode causar diversos problemas ambientais.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Se direcionarmos a uma instituição o nosso projeto, seguiremos por uma linha de raciocínio idêntica a que falamos anteriormente, tomando apenas algumas iniciativas para um bom funcionamento das medidas tomadas. Devemos além da conscientização entre todos os funcionários, eleger alguém em particular para entrar em contato com o comércio local de recicláveis, para se fazer a negociação necessária com os produtos descartados de forma diária pela empresa, que geralmente vai pro lixo e que possa ser aproveitado comercialmente na venda de recicláveis, dos produtos que são comercializados podemos destacar garrafas pet, papel e papelões de vários tipos, plásticos, ferro, alguns tipos de garrafa de vidro, diversos tipos de metais além de cobre que pode ser encontrado nos fios utilizados na rede elétrica, esses são apenas alguns produtos comercializados, mas saiba que existem outros. Outra pessoa será necessária para ser a tesoureira, ou seja, responsável por guardar as economias referentes à venda dos produtos, onde mais tarde, em comum acordo com os outros membros, que claro participaram cada um de sua forma para decidir onde, e de que forma deve ser aplicada a economia fruto da consciência ambiental de todos.

É necessário que as pessoas escolhidas para as funções a que indicamos tenham qualidades que se apliquem as funções a que se destinam, ou seja, a pessoa eleita para comercializar deve ser alguém com habilidade para negociar por exemplo.

Conclusão

Portanto, essa segunda parte trata-se apenas de um complemento ou esclarecimento, referente à primeira parte do projeto reciclar, onde procuramos explicar de uma forma mais específica alguns pontos que não foram mais bem detalhados na primeira versão, já que a mesma tinha o objetivo de conscientização escolar onde inclusive foram trabalhados alguns problemas fictícios, ligados a realidade do nosso dia a dia.


Publicado por: JORGE LUCENA

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola