Topo
pesquisar

O Tripé da Sustentabilidade

Atualidades

O Foco total da sustentabilidade está na empresas, pois são elas as maiores responsáveis pelas alterações no meio ambiente.

Sustentabilidade é a palavra do momento. Está em todo lugar. Na mídia, nas escolas e universidades, no governo, nas promessas políticas, enfim, na sociedade de forma geral. Mas o foco total está nas empresas, pois são elas as maiores responsáveis pelas alterações no meio ambiente e por consequência, pelo desequilíbrio ambiental. Como resultado de ações errôneas, temos enchentes, desbarrancamentos, o tão debatido aquecimento global, chuvas ácidas, diversas contaminações, entre outras muitas catástrofes. O desafio da sustentabilidade é justamente fazer com que tenhamos um crescimento urbano, afinal de contas ninguém quer voltar a idade da pedra, o objetivo não é esse, mas que este crescimento seja feito de forma correta, sem que tenhamos que sacrificar os recursos naturais (água, flora, fauna, etc).

A sustentabilidade é formada por um tripé, logicamente seguido de três conceitos básicos, onde cada um desses aspectos deverá estar estritamente ligado e de forma bem definida. São eles: O Ambiental, o social e o econômico.

O Meio Ambiente equilibrado, mais do que um conceito é Lei, mantê-lo conservado é obrigação de todos, inclusive e/ou “com certeza” das empresas. Tratamento dos efluentes e resíduos gerados, controle de emissão de gases poluentes, entre outros, são ações necessárias e obrigatórias para qualquer empresa. Agora, uma empresa que deixa de fazer o que somente é exigido (Empresa Reativa) e vai além, buscando novas ideias, contribui de forma significativa com a sustentabilidade. Programas que visam a preservação da flora e fauna, educação ambiental, construção de prédios ecologicamente corretos e despoluição de rios, são exemplos de ações que superam os exigidos e contribuem significativamente com o meio ambiente.

A empresa que visa ser sustentável se preocupa com o Social, seja da comunidade ao seu entorno, seja com os seus colaboradores. Como por exemplo, ações que promovam a educação escolar tanto do profissional, quanto da família deste e ainda da comunidade de abrangência da empresa, programas de educação ambiental e responsabilidade social, incentivo ao esporte, ações que promovam a saúde e o bem estar, bem como, capacitação profissional (o que influência também nos aspectos de segurança no trabalho, já que um profissional instruído é menos suscetível a erros).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O Econômico também entra como um fator chave, já que ele é quem move a sociedade, em uma empresa não é diferente, é ele que irá barrar ou liberar investimentos nos dois aspectos já tratados anteriormente. Agora, se esta organização busca a sustentabilidade, ela irá investir em maquinários novos, o que inicialmente desprende de investimentos, mas retorna como economia, devido ao menor consumo de energia elétrica, por exemplo. A mesma empresa também irá investir em novas tecnologias para tratamentos de seus resíduos e em formas de se reutilizar o que sobra da sua produção e até a água, desde que não seja para o consumo. A questão é que a empresa deve estar aberta a investir para ter retorno posteriormente, bem como, estar aberta a divulgar os valores de seus investimentos, pois isto transmite transparência, e comprova que seu investimento realmente vai para o que se destina. 

 

Com tudo o que foi dito pode-se observar que não são aspectos tão simples de se alcançar, pois envolvem investimentos (as vezes pesados) e mudança de cultura e paradigmas, o que é muito difícil na sociedade, já que em muitas organizações as questões ambientais são vistas como algo que não trazem lucro, somente despesas. É preciso mudarmos primeiramente este pensamento, para que só assim possamos pensar em sustentabilidade e, posteriormente, em desenvolvimento sustentável.


Publicado por: Marcel José Leite da Silva

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola