Whatsapp

COVID-19

Atualidades

Breve análise sobre Covid-19.

Um vírus que provavelmente teve sua origem em morcegos, onde trousse todo esse problema no muno, porém, até o momento não existe a certeza de como a transmissão ocorreu do animal para o homem. Não, é algo em comum que o vírus em animais passam por um processo de mutação e os torne transmissíveis para os seres humanos.

A covid-19 é uma infecção respiratória grave causada pelo coronavírus (SARS-COV – 2) de alta transmissão e sua distribuição é global.

Os sintomas podem surgir após 1 a 14 dias, com média entre 5 a 6 dias. Isso vai depender de cada pessoa. Inclusive a pessoa pode apresentar os sintomas leves, moderados, grave e críticos. As pessoas idosas com mais de 60 anos e pessoas com doenças pré-existentes tem uma probabilidade a apresentar sintomas mais graves ou crítico.

Os sintomas são eles: febre ou calafrios, tosse, falta de ar, fadiga, dores pelo corpo, dor de garganta, Dor de Cabeça, Coriza, Diarreia, Náuseas, Anosmia (ausência de olfato). Esses são os indícios mais comuns que podem aparecer de forma combinada ou isoladamente, entretanto, existem as pessoas que não manifestam sintomas alguns, são as chamadas assintomáticas.

Os enxames existentes para identificar a covid-19 são eles:

"PCR é a metodologia “padrão-ouro”: capaz de detectar a presença do vírus nos pacientes. O exame é feito em material coletado da garganta e do nariz (em ambientes hospitalares, pode ser utilizada secreção do pulmão, o que aumenta a assertividade do teste), através de técnicas de biologia molecular, detecta o material genético do vírus na amostra do paciente. O exame é recomendado para o diagnóstico de COVID-19 para pessoas com sintomas e pode detectar a presença do vírus em média até o 12.º dia de sintomas."

"Sorologia: são testes imunológicos capazes de detectar os níveis de anticorpos IgM e IgG em amostra de sangue do paciente. É aconselhado para pacientes com sintomas a partir do sétimo dia, tempo que leva para os anticorpos começarem a ser produzidos. Ressaltamos que um resultado negativo NÃO exclui a presença da doença."

Teste de antígeno: tem como objetivo identificar a infecção atual de COVID-19 em indivíduos e é realizado quando uma pessoa apresenta sinais ou sintomas.  Pode ser utilizado em pacientes assintomáticos que tiveram contato com caso positivo - nesse caso, recomendamos a repetição do teste em 72 horas, caso o resultado seja negativo. É um exame mais rápido na divulgação dos resultados, de 2 a 3 horas após a aplicação do teste.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A organização mundial de saúde identificou que o coronavírus é mais mortal do que a gripe, mas que é possível freá-lo. Uma observação é em relação aos pets segundo o site da pesquisa se os animais forem expostos a uma concentração alta do vírus podem sim, pegar o novo coronavírus, já foram registrados casos em cachorros, bovinos, camelos, morcegos e gatos. Os estudos ainda não comprovam a contaminação entre animais da mesma espécie ou a transmissão para seres humanos.

A prevenção ocorre da seguinte forma com o isolamento social, as mãos sempre limpas com água e sabão, limpar as superfícies com frequência, espirrar ou tossir cobrindo a boca no antebraço, evitar beijos e abraços, usar máscaras e não dividir objetos de uso particular.

A contaminação do SARS-COV-2 é mais comum por contato próximo (menos de 1 metro), principalmente por gotículas respiratórias. Não há evidência de transmissão por distância maior ou em um espaço hora depois que um infectado esteve lá.

Quando você descobrir que testou positivo para coronavírus é essencial seguir orientações médicas até porque, não existe um tratamento específico. Por tanto, o tratamento pelos médicos segui o raciocínio de um resfriado ou gripe tratando a febre ou dor, hidratação e muito repouso. Além disso, como o infectado pode disseminar o vírus tem que fazer o uso do isolamento domiciliar.

As vacinas contra o vírus foram criadas para diminuir os casos de infecções, mesmo as pessoas que forem contaminadas pela Sars-cov-2 têm que fazer o uso da vacina porque nem sempre se cria a chamada “memoria imunológica”, que é a capacidade dos anticorpos reconhecer uma segunda invasão e evitar seus estragos. A sociedade Brasileira de Imunização diz que o tempo de esperar para a vacinação para quem teve o vírus é após aparecer os primeiros sintomas são de quatro semanas, isso vale para os assintomáticos também.

Verdade que também não conhecemos o tempo exato que as vacinas conferem proteção — há pesquisas em andamento avaliando esse quesito. Ainda assim, a injeção serviria para renovar e fortalecer a proteção.

Bases de pesquisas: https://saude.abril.com.br/medicina/vacina-do-coronavirus-5-respostas-importantes-para-quem-ja-pegou-covid-19/

https://www.gov.br/saude/pt-br/coronavirus/o-que-e-o-coronavirus

https://dasa.com.br/coronavirus#lp-pom-block-3150


Publicado por: LEANDRO SANTOS

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do site por meio do canal colaborativo Meu Artigo. O Brasil Escola não se responsabiliza pelo conteúdo do artigo publicado, que é de total responsabilidade do autor. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • Facebook Brasil Escola
  • Instagram Brasil Escola
  • Twitter Brasil Escola
  • Youtube Brasil Escola
  • RSS Brasil Escola