Whatsapp

O que é necessário fazer para se tornar um corretor imobiliário

Administração

Análise a respeito da jornada de alguém até se tornar um corretor imobiliário.

A promessa de um horário flexível e o potencial para determinar sua própria renda atrai muitos para o setor imobiliário. Com clientes e residências diferentes, você nunca fará a mesma coisa todos os dias. Você também pode ser seu próprio patrão, conhecer e trabalhar com muitas pessoas e ter a satisfação de ajudá-las em um dos marcos mais importantes da vida!

Evidentemente, a decisão de se tornar um corretor imobiliário é um passo importante na jornada de carreira de qualquer pessoa. As pessoas entram no mercado imobiliário por várias razões, e em várias fases de suas vidas. Cada pessoa tem diferentes motivos para pensar que o mercado imobiliário é a escolha certa para sua carreira. Mas, uma pergunta vem consistentemente de pessoas que procuram entrar no setor imobiliário: "Como posso me tornar um agente imobiliário?"

A resposta simples é: "depende". Depende principalmente de onde um indivíduo deseja praticar o mercado imobiliário. Para se tornar um corretor imobiliário, é necessária uma licença no CRECI, o Conselho Regional de Corretores de Imóveis, que é um órgão federal que regulamenta e normatiza o exercício dessa profissão. Toda a regulamentação para o exercício da profissão de corretor imobiliário está prevista na Lei Federal n° 6.530/78. Porém, existem alguns requisitos básicos que são sempre consistentes e, neste post, vamos apresentar alguns itens fundamentais. Acompanhe!

Requisitos gerais para ser qualificado à profissão

Quem deseja se tornar um vendedor de imóveis precisa ter pelo menos 18 anos de idade, ter concluído o Ensino Médio e ter o certificado de um curso de Técnico de Transações Imobiliárias ou um curso superior, o de Tecnólogo em Gestão Imobiliária. Concluindo o curso, o profissional deverá registrar sua carteira profissional no CRECI e é somente depois de tê-la devidamente em mãos que poderá intermediar negociações imobiliárias e exercer a profissão legalmente. Evidentemente, estes itens representam o básico necessário para se tornar um corretor de imóveis licenciado, mas há muitas outras decisões e comportamentos necessários para quem deseja seguir esta profissão ao longo do caminho - eles determinarão se sua carreira será bem-sucedida ou não.

Saiba se o trabalho com imóveis é adequado para você

A primeira etapa neste processo é certificar-se se o setor de imóveis é adequado para você. Como um vendedor de imóveis sozinho, cada dia é gasto trabalhando para clientes, visitas e documentação. Isso significa lidar com o gerenciamento de seu próprio escritório, papelada, prospecção de leads, desenvolvimento de relacionamentos, gerenciamento de contatos e lidar com compradores e vendedores, além de classificados de anúncios variados.

Já se você desejar trabalhar com uma imobiliária, veja as vantagens disso. Associe-se a uma marca de valores parecidos com os seus. Lembre-se que, trabalhando para uma empresa, você normalmente trabalhará sob a supervisão de um corretor supervisor, que irá treiná-lo para seguir os padrões legais e éticos exigidos.

Esteja por dentro de quanto poderá ganhar

Trabalhar como agente imobiliário oferece uma grande variedade de possibilidade de retorno financeiro. Com clientes e residências diferentes, você não fará a mesma coisa todos os dias. Sem mencionar o fato bastante atraente de que o mercado imobiliário pode ser um campo lucrativo. Podemos ganhar tanto dinheiro quanto médicos e advogados ao vender uma casa, sendo que muitas vezes, eles gastam dezenas de milhares de reais em seus diplomas e para obter prestígio na profissão. Ainda assim, isso não quer dizer que o processo seja fácil. Tudo depende de muito esforço!

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Tipos de trabalho

Em geral, você não receberá um salário por hora. Se trabalhar como autônomo, seus ganhos dependerão unicamente do seu esforço. Se estiver filiado a uma imobiliária, ela provavelmente pagará a você uma porcentagem das comissões que receberá de suas transações imobiliárias. Dependendo do acordo que você tem com sua corretora, você pode ter que pagar por taxas de mesa, taxas de tecnologia (por exemplo, site e uso de smartphones), cartões de visita, materiais de marketing e outros custos normais de se fazer negócios, como combustível e alimentação, por exemplo. Você também terá outras despesas únicas e contínuas, como renovação de sua licença a cada ano, cursos de educação continuada, taxas de impostos sob as comissões recebidas e associações a sites de serviços de anúncios.

Faça um bom network

Entre em contato com corretores e agentes imobiliários locais e faça-lhes perguntas sobre como é o trabalho do dia-a-dia. Faça perguntas sobre o mercado imobiliário como uma carreira de longo prazo. Afinal, começar uma carreira em tempo integral como agente imobiliário não pode ser tratado como um hobby. Requer um comprometimento total. Portanto, certifique-se de que o mercado imobiliário é o caminho certo para você! Aliás, ter um bom network ajudará a, por exemplo, caso tenha um casal de idosos querendo sair de uma casa e ir morar em um apartamento a quem sabe fazer essa troca com um casal que teve filhos e deseja sair do apartamento para ir morar numa casa mais espaçosa. Lembre-se que nesse trabalho, ter bons contatos sempre poderá render muitos bons negócios!

Aposte em marketing pessoal

Sempre que possível, diga a todos que você está no ramo imobiliário. Qualquer ambiente pode ser ocasião para interagir com compradores e vendedores em potencial e fazer negócio! Porém, seja sempre discreto e evite ser invasivo demais com as pessoas. Aprenda a medir a temperatura de cada ambiente onde estiver inserido. E mesmo que você se sinta confiante, é sempre uma boa ideia ter um agente mais experiente para trocar ideias sobre seu trabalho, para ter certeza de que você está fazendo o melhor para seus clientes.

Continue aprendendo

Conheça bem o seu mercado! Fazer cursos continuamente ajudará você a entender a legislação imobiliária local, mas, como profissional, você terá clientes contando com você para ajudar a interpretar as mudanças no mercado imobiliário, avaliar o valor de uma propriedade e saber como negociar com eficácia. As maiores histórias de sucesso vêm de corretores que não têm medo de sair e dialogar com as pessoas. Os corretores imobiliários que obtêm clientes fiéis, críticas positivas e altas comissões geralmente são aqueles que se especializam para atender às necessidades dos diferentes consumidores. Por isso, esteja sempre pronto para se adaptar, pois o setor imobiliário é muito afetado pela economia local, construção, taxas de emprego, política do governo local e taxas de juros. Problemas em uma área podem dificultar a vida de um corretor de imóveis, e você precisa estar pronto para mudar a forma como faz negócios.


Publicado por: Yon Macedo Matos

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do site por meio do canal colaborativo Meu Artigo. O Brasil Escola não se responsabiliza pelo conteúdo do artigo publicado, que é de total responsabilidade do autor. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.