Topo
pesquisar

Henri Fayol e os 14 princípios gerais da administração

Administração

Clique aqui e confira um texto sobre os princípios gerais da administração segundo Henri Fayol.

A divisão do trabalho reflete a necessidade de se trabalhar a individualização das tarefas, e tambem a idéia de que quanto mais treino em se fazer uma tarefa menos, melhor será a produção pois o foco direcionado impede perda de rendimento.

Já na Autoridade e responsabilidade,a simbologia de poder e submissão se mostra evidente. Nos dias atuais se usa muito um termo que vem deste pensamento.Há a autoridade pel conhecimento e autoridade pela hierarquia claramente listados neste enfoque.

Enquanto na Disciplina só se pode ser considerado disciplinado aquele que conhece a norma dentro da organização,então por consequência espera-se deste um esforço necessário, empregado em se manter com o objetivo produtivo em primeiro lugar.Quanto mais disciplinado, melhor será o rendimento do subordinado.Nota-se tambem na disciplina, que existe uma expectativa de relacionamento ideal entre patrão e empregado, que nem sempre é atingida apenas tendo ambas as partes o conhecimento e o emprego da norma.

Tem-se na Unidade de comando, uma perspectiva simétrica de uma relação empregatícia organizada e descentralizada.O homem não aceita muito a ideia de se ter mais de um chefe.Por consequencia quando em uma organização , se tem regimes de comando unicos , percebe-se um ganho de produção, pois a cada comandante um número menor de subordinados se reportam. Outra dado relevante é que o comando principal, da organização, embora perto dos operários, não sofre atáque massivo de reclamações por já foram absorvidas em grande parte pelos gerentes de cadeia inferior.Os operarios de uma linha de montagem só podem receber ordem do chefe da linha de montagem.

Unidade de direção é aparentemente uma macro-ideia do da unidade de comando, que visa o controle unificado, com regra unica para um grupo que possui o mesmo objetivo.

No contexto da Subordinação dos interesses individuais aos interesses gerais, trás uma reflexão que até mesmo nos dias atuais se nota claramente em grandes organizações por exemplo grandes industrias do mercado, onde mesmo se tendo adotado um regime centralizado de poder de comando , há informalmente um aparente grupo sindicalizado com um chefe não explicitamente declarado. Todos os operarios apesar de trabalharem para que um objetivo se alcance, por terem seus interesses proprios, seus anseios individualizados, podem eventualmente se reunirem e travarem uma guerra interna contra o poder da organização.

Este conceito deve ser lembrado, até mesmo para que se note que as regras existem apesar de muitos não concordarem com elas.

Remuneração do pessoal, é o que se mostra como o que se paga ao operario mediante o seu valor de trabalho, mas embora pareça regra , não há nesta ótica uma necessária fixação de valor único e indistinto para cada operario.

Vão ser avaliadas muitas caracteristicas para que se chegue ao valor do trabalho, como custo , eficiencia, tempo de trabalho diario, produtividade entre outros, e ainda expressa a idéia de que não há o que se falar em depende da vontade do empregador. Se não é atingido o valor merecido, a produtividade pode ser afetada.

E noutra visão mais simplista, ainda o prêmio ao operario, em detrimento do lucro da empresa, em detrimento da questão produtiva é um dado aparente no contexto de remuneração por mérito.

A centralização, aborda um tema natural, em que se percebe que para pequenos conjuntos organizacionais, pode-se adotar um regime de ordens mais direcionadas e sem intermediarios, em que o receptor vai captar a mensagem mais facilmente e a execução do comando pode se dar em menor tempo, em contraponto com os regimes adotados em grandes organizações que a distancia entre o poder central carece de um intermediario, e isto não é uma regra, é uma opção.Quanto mais reto for o comando, sem interferencias ou distorcoes, mais facilmente será compreendido e executado. Os chefes de grupos abaixo do chefe principal são vistos como exemplos de intermediarios facilitadores do dialogo entre a corporação e o operario.

O principio de cadeia escalar ou hierarquia, mostra que para um sistema em que se precise executar tarefas comuns em tempos menores, é necessário dividir por setores, grupos, conjuntos de operações e operarios que concorrerao para o trabalho agil e sucinto.

No entanto deve-se nesta sintese, observar que a harmonia entre os poderes gradativos se faz extremanente necessaria.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Se o ojetivo é executar uma tarefa em tempo recorde, e a ordem parte de cima, se no meio da cadeia ocorrer uma desarmonia, a mensagem não chegará até o operario e o trabalho não será concluido, Ainda nesta linha de raciocinio, a harmonia deve ser vista de forma lateral, sem observar a a ordem superior maior, todos os subordinados , se reportam aos seus superiores imediatos que se reportam aos seus superiores imediatos e assim se chega ao chefe da cadeia.

No conceito de Ordem, há clara e real denominação de sujeito e espaço, em suma, paralelo comparativo com uma maquina, onde cada peça deve estar no seu devido lugar executando a sua função designada.Qualquer que seja a desarmonia deve ser observada para que o foco não se perca.

Pessoas certas , no lugar certo e definido, executando a funcão proposta, terá notoriedade no final da produção.

Equidade (Etm. do latim: equitas),se traduz na capacidade de observar o outro com sua individualidade, com sua opinião, independente de rotulos,deixando evidente o principio de igualdade.Em um regime em que não se valoriza a ambientação entre os entes, a descaracterização momentanea de chefia para a resolução dos conflitos internos, fica latente a exposição de problemas de ordem maior.Um bom chefe deve mostrar que mesmo com cargos ligeiramente mais altos os funcionários devem se posicionar de forma igualitária e humanista.

Compreender o principio da Estabilidade do pessoal, é observar a atualidade das organizações mundiais , nunca se houve uma mutação tão grande nas empresas em termos funcionais, quanto nos dias de hoje, pois não se conhece na maioria das empresas a primazia do principio da estabilidade.Um funcionario deve ser moldado, e quando este estiver apto em todas as suas faculdades, deve ser motivado a criar mais expectativas idealistas de segurança para sua vida pessoal baseadas na sua importancia dentro da organização. Seria como dizer a um operario voce nos ajudou a construir e e solidificar esta empresa , e percebemos que você não edificou sua vida enquanto trabalhava, você agora está em um ponto que lhe permite vislumbrar seu belo trabalho sem correr riscos que antes tinha enquanto aprendia o oficio. Cuidaremos de sua edificação agora. Não se nota isso nas organizações de hoje , mas este já era uma visao para a epoca de Fayol. Utopia, mas existia.

O fundamentalismo da Iniciativa, se baseia na orientação de que cada um deve se pautar no principio de auto-comando, não seria necessária uma visão de comando externo se a consciencia do operario, bem como de qualquer ente da organização estivesse focada em cada um fazer o que pode sem a necessidade de se relembrar que as normas existem para serem obedecidas, e ainda mais longe, se cada um partisse do principio de autonomia. Mesmo com todas a grade hierarquica, sumariamente impositiva, qualquer membro dentro de uma organização deve criar a partir de um objetivo, ordem interna de comando.A iniciativa deve ser despertada pelos superiores como forma de garantir trabalho criativo por parte de quem executa. Junta-se a este a motivação para a descoberta de novos métodos de trabalho facilitadores, que não fujam ao objetivo produtivo final.

É prudente incentiva mais ainda o Espírito de equipe, ou a Uniao de pessoal, pois não há organização que se sustente sem a comunicação direta e acessivel entre todos os componentes da mesma.Remete-se ao principio de hierarquia, porem sem presença de grade vertical, não há superioridade de cargos, embora pode haver superioridade de qualidades pessoais individuais de cada membro. Um operario que executa mais rapido mas nem tão correta um certa atividade deve ser induzido a se aliar a outro que faz a mesma tarefa mais lentamente porem com mais indices de acertos.Um complemento necessário em qualquer organização, a segregação de deveres é vista como bonificadora, mas a alienação de pessoal empobrece a cadeia horizontal de uma organização.

A individualidade acentuada , aliada a caracteristicas favoraveis de cada membro de um grupo, são fatores determinantes para se conseguir um bom resultado.

Uma organização deve manter seus membros em constante movimento harmonizando ações em conjunto. O estimulo e apelo ao social torna-se evidente. A ineficiencia de ordens escritas é claramente notada em grupos estatisticamente tido como harmonizados.


Publicado por: JUNIOR SANDER

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola