Topo
pesquisar

Herança Corrupta

Política

Você sabia que a corrupção brasileira é cultural? Clique e saiba porque.

Muito se fala que a corrupção brasileira é cultural. E é em verdade perceptível, baseado em alguns fatores históricos e ao observarmos a naturalidade com que a mesma é vista. "O desigual acesso aos meios de produção, desde os tempos da colonização, constitui a base do patrimonialismo brasileiro, uma corrupção original que se expressa no âmbito político" (ANDRIOLI, 2006). Portanto, com o passar dos tempos apenas se modernizam as formas de acesso ao poder. Porém, os atos ilícitos de promoção, ainda são os mesmos. Quem tem poder nas mãos, não quer de forma alguma se desprender por qualquer coisa ou por pouca. Estar no pode público se torna cada vez mais fissuração. E esse, sem dúvida, não é um desejo novo, mas talvez arcáico. 

No poder público brasileiro, se torna cada vez mais comum, políticos colocarem os filhos e consecutivamente os netos, assim como qualquer outro descendente, para assumirem o poder em sua sucessão. Em muitos casos, porque o mesmo está impedido de se colocar à disposição do cargo. E esses sucessores, em grande parte, se elegem. E impressionante: conseguem as vezes, serem cópias fieis do antecessor. Percebe-se então, que realmente o problema não é atual, mas sim passado de geração em geração. 

Partindo do pressuposto de passividade e acomodação, segundo Andrioli, (2006, p. 1): "Um outro elemento importante da cultura política brasileira é a tendência de não encarar determinados  crimes (como o contrabando e a corrupção) como problemas se seu objetivo é visto como positivo ou justificável. Assim, a corrupção passa a ser tolerada e pessoas corruptas, tendencialmente, encaradas como espertas ao invés de serem caracterizadas como criminosas." Parece justificável, mas não é. Apesar do senso comum valer muito em certos casos, é preciso que nos desvinculemos das heranças maléficas e da cultura do apego material. A pós-modernidade nos convida a pensarmos e agirmos diferente, e acima de tudo, levar conhecimento e respostas concretas à sociedade atual e às futuras gerações.

REFERÊNCIA

ANDRIOLI, Antônio Inácio. Causas estruturais da corrupção no Brasil. RevEspaço Acadêmico, n.64, set. 2006.


Publicado por: Darcio Santana

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola