Topo
pesquisar

Escolha bem seu gestor público

Política

Um bom gestor público cuida, com zelo, do transporte público, da saúde, da educação, do saneamento básico e da construção de casas populares.

As eleições municipais se aproximam. Os eleitores vão escolher os novos prefeitos, das mais de 5 mil cidades brasileiras, pelos próximos quatro anos. Votar exige seriedade. É lembrar que a escolha de um prefeito e vereador afeta, mais diretamente, a vida do cidadão comum no dia a dia.

Não devemos votar em que mente e promete muito. O que não falta na política é mentiroso. Ele costuma prometer o seguinte: vai cumprir o mandato até o fim e vai valorizar a saúde e a educação. O mentiroso não é de cumprir suas promessas.  No fim, as coisas pioram, o eleitor é enganado e ainda sobra a conta para pagar.

É preciso cuidado com o candidato profissional. O carreirista é o pior deles. Vive da política, ou melhor, dos cofres públicos. É um eterno concorrente. Devemos ter cuidado com ele. Como reconhecê-lo? Gosta de mandar e se beneficiar das vantagens que o cargo oferece. Eleitor! Pare, pense a respeito!

Cuidado com quem se apresenta como o salvador da pátria. Somente ele tem solução para os problemas de sua cidade. Alguns deles gostam de fazer viagens ao exterior e ver projetos que deram certo em outras cidades. Sem analisar, concretamente, as diferentes realidades, ele quer, mesmo assim, implantar o projeto em sua cidade. Normalmente, são obras e projetos faraônicos que beneficiam mais quem está no poder e seus pares. Ou melhor, não traz benefícios para o povo.

Incomoda muito saber que o candidato não tem visão de longo prazo. Prestes Maia, foi eleito prefeito, de São Paulo, em 1961, aliás, foi um gestor público, notável, preocupado com a cidade e seus desafios. Na sua gestão, fez obras fundamentais para o desenvolvimento e crescimento da cidade. Entre elas: escolas, prontos-socorros, bibliotecas, pontes e melhorias urbanísticas. Melhorou a qualidade do serviço público. Portanto, o bom administrador, está ao lado da população e faz obras onde precisa, por exemplo, na periferia da cidade.

Um bom gestor público cuida, com zelo, do transporte público, da saúde, da educação, do saneamento básico e da construção de casas populares. Tudo é feito com transparência. Além disso, sabe ouvir a população e aceita críticas desfavoráveis. Realiza concurso público, quando necessário. Não usa o cargo para beneficiar a si e familiares. Outra coisa: sabe dialogar com a sociedade e responde às demandas da população.

Enfim, a vida é feita de mudança. Procure não votar nos mesmos de sempre. Se restar alguma dúvida, verifique o plano de governo dele, que, geralmente, está disponível na internet, busque mais informações e use o bom-senso para sua escolha. Uma analogia: o voto é semelhante ao controle remoto de tevê. Desligue, ou mude de canal, se o programa não lhe agrada. Faça o mesmo com candidato ruim, isto é, não vote nele. Por outro lado, bom cidadão é aquele que se interessa pela sua cidade, pelos seus problemas e cumpre com suas obrigações. (Ricardo Santos é prof. de História)


Publicado por: RICARDO SANTOS

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola