Publicidade

Acesso Restrito

A lenda da Rua Cova Da Moça

Por: Ana Maria

Lendas são histórias contadas de geração para geração verbalmente, e, comumente, sofrem variações.

Uma delas, data do século XIX em Porto Seguro na Bahia sobre uma rua chamada "Cova Da Moça" registraram que, no princípio, um personagem masculino chamado Chaves , um juiz renomado na capital Salvado e por isso transferido para Porto Seguro com toda a família, matou sua mulher por ciúmes no sótão de sua casa.

Sua mulher se chamava Josefina, uma moça muito bonita de habilidades incríveis, prendada, e religiosa, educada no melhor convento em Salvador.

Na lenda, o irmão do juiz, um moço muito bonito e cortejado diariamente por todas as mulheres, desejava apenas uma. Justamente à mulher de seu irmão a jovem Josefina. Assim ele escreve uma carta ao irmão anonimamente dizendo que sua mulher estava lhe traindo, e fala sobre uma marca de nascença intima dela, mais ele só sabia desse sinal, pois todas as vezes que Josefina ia tomar banho no lago próximo a sua casa ele ficava olhando admirado e em um dia ele acabou vendo um sinal que ficava no alto de sua coxa.

Por ciúmes do irmão por ser mais velho, e mesmo assim casado com uma moça mais nova que tinha idade para casar com ele, e por achar que á amaria mais do que ele, escreve à carta. Esperando que a reação do seu irmão fosse dessemelhante, ele envia a carta para o irmão que estava na Capital Salvador para levar um condenado.

Quando Chaves recebe a carta ele se enfurece e tenta descobrir quem lhe enviou, sem saber ele volta a Porto Seguro o mais depressa, quando chega é recepcionado com um lindo almoço feito por sua mulher e parentes muito felizes em velo, mais a felicidade dele não é reciproca. Então ele espera até seus convidados irem embora e com raiva começa a perguntar á sua mulher sobre a carta e seu amante, mais sua mulher por não saber nada, não lhe responde as perguntas e ele fica com mais raiva e assim a leva para o sótão e começa a bater nela ele leva um garfo consigo e a fura varias vezes.

Depois da agressão ele sai, e sua mulher muito ferida é socorrida por sua única amiga na cidade, que também é sua empregada e pede á ela que lhe de um remédio para que ela morre-se, pois seu marido carinhoso nunca tinha feito nada á ela e ela não aguentaria mais, e com muito pesar lhe dá o remédio e vai embora da casa.

Quando Chaves chega a casa e vê sua mulher morta, sente-se deplorável e tenta sepultar sua mulher, mais como ela quis se matar não pode ser sepultada no cemitério católico então com muito sentimento de culpa ela sepulta sua mulher em um mata perto da praia. Toda sociedade da cidade naquela época sabendo do caso, denuncia Chaves e ele é levado para Salvador e nunca mais sendo visto em Porto Seguro.

- Isso Aconteceu mesmo?

Essa é uma pergunta que muitos se fazem quando ouvem essa lenda já que em Porto Seguro existe um rua com esse nome. Na verdade muitos creditam que sim, já outros preferem dizer que não, e essa não é o tipo de história que se pode confirmar se os fatos são verídicos. Alguns dizem que ele e seu irmão ficaram loucos e foram internados num hospício no interior da Bahia, onde ficaram até á morte. E nunca se soube o nome de seu irmão sendo chamado apenas de "IRMÃO". Outros dizem que a casa em que o crime aconteceu é assombrada e que á noite pode se ouvir barulhos e gritos de mulher esquisitos vindo de todos os lugares, além de portas e janelas batendo. Por aqueles que acreditam na história chamam o local onde a moça foi morta de "Solar dos Martírios".

A rua tem o nome de Cova da moça por que muitos acreditam que foi o local onde ela foi enterrada, e ainda hoje existe uma cruz marcando o local.

Compartilhe ou guarde este conteúdo

Mais Matérias de Folclore

Resolução mínima de 800x600. Copyright © 2017 Rede Omnia - Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial sem prévia autorização (Inciso I do Artigo 29 Lei 9.610/98).