Topo
pesquisar

A intolerância se desnuda

Atualidades

Ante a falta de patrocínio, a japonesa, Maya Nakanishi, de 26 anos, se desnuda, para um Calendário, com o objetivo de conseguir fundos - cerca de US$ 15 mil - para poder treinar nos EUA.

Ante a falta de patrocínio, a japonesa, Maya Nakanishi, de 26 anos, se desnuda, para um Calendário, com o objetivo de conseguir fundos - cerca de US$ 15 mil - para poder treinar nos EUA. Ela é atleta paraolímpica- deve participar no salto a distância e nas provas de 100m e 200m - e estará em Londres neste ano. Suas fotos estão espalhadas pelas redes sociais e internet. 

O fato é que ao expor sua nudez, Maya vem sendo alvo de duras críticas. O que há por trás desses julgamentos? Na verdade, revelam o preconceito que existe contra os portadores de necessidades especiais. Sua perna direita foi amputada em decorrência de um acidente. O absurdo maior é que essas críticas veem de pessoas ligadas à comunidade paraolímpica.  

Ou seja: não é novidade, para ninguém, que o preconceito existe no esporte. Isso ocorre no Brasil e mundo. De outro lado, em pleno século 21, é lamentável saber que  a humanidade é tão mesquinha e  pobre de sentimentos. Em suma, todos nós ouvimos falar em inclusão, contudo, na prática, o que se vê é a dificuldade em aceitar e conviver com o diferente. (Ricardo Santos é prof. de História)


Publicado por: RICARDO SANTOS

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola