Topo
pesquisar

A ditadura

Atualidades

Clique e confira neste artigo uma reflexão sobre o período chamado de Anos de Chumbo.

Hoje (31/03/2014) comemoramos 50 anos do golpe que depôs Goulart, presidente da república do Brasil, iniciando um período que se convencionou chamar de ANOS DE CHUMBO.

Com Goulart encerrou-se a fase do nacional-populismo. Com os militares iniciamos o longo período da dita dura no contexto da guerra fria.

No plano interno a instabilidade - o presidente acossado pela direita e pela esquerda, um governo sem respaldo e sustentação - acabou deposto, iniciando mais um período de autoritarismo em nosso país.

Nuvens negras e pesadas cobriam nosso céus ...de chumbo !

Cerrei fileiras com a história de meu Estado. Bebi palavras, ensinamentos de amor às nossas cores, valores de cidadania e sonhos de liberdade.

No Brasil, passou-se a buscar novos horizontes. Novas posições. De partido único, o bi-partidarismo. E assim ficamos até meados de 1.980.

Diretas-Já! Era o brado que mobilizou o País de Norte a Sul, de leste a oeste. Do mais recôndito sertão vinha o pedido: DIRETAS-JÁ!

Quantas histórias guardamos conosco... Mas, Diretas-Já não deu certo.
Entre avanços e recuos - conseguimos instalar em nosso país a mais livre de todas as eleições.

Candidatos de todos os lados. De todas as cores e partidos. Cabia-nos a salutar escolha!
E, eis-nos quebrando tabus!

Quarenta anos após os ANOS DE CHUMBO a esquerda chegou ao poder.

Derrubamos mitos. Fizemos história. Somos a história.

A liberdade política instalou-se plenamente no Brasil, mas a luta pela democracia continua e precisamos fazer com que ela chegue a população.

O povo brasileiro merece viver essa democracia!!

Precisamos de paz social, economia estável, crianças na escola, saúde, segurança pública;
enquanto essas necessidades não forem preenchidas, ainda estaremos em débito conosco.

Este é o valor da democracia - liberdade de podermos escrever e sonhar uma
nova história feita por homens livres.

Amigos se foram, outros se calaram .. O que sobrou, ficou guardado, amontoado, muitos em covas rasas, em lugares desconhecidos e, pobres amigos, eram mais meninos do que homens. Tinham um sonho...LIBERDADE ABRE AS ASAS SOBRE NÓS, hoje realidade !

*Aparecida de Fátima Garcia Oliveira é professora de História da E.E.Mário Spinelli -Sorriso-MT


Publicado por: Aparecida de Fátima Garcia Oliveira

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola