Topo
pesquisar

Case: Uma ferramenta de gestão

Administração

Case: Uma ferramenta de gestão, o espírito empreendedor, o estudo de caso, a gestão de uma empresa, o bom gestor, conhecimento da ciência da administração, decisão diante de situações novas.

O espírito empreendedor tende a ser mais importante que os gerenciais na era do conhecimento, como comprovam especialistas e cases apresentados na ExpoManagement, realizado em São Paulo, nos dez anos de existência da Revista HSM Management. O estudo de caso é a melhor ferramenta para que futuros executivos aprendam a tomar decisões, como relata Ivan Pinto, coordenador da Central de Cases ESPM, na exposição.

A gestão de uma empresa, tanto em seu plano mais geral, ligado à implementação de sua missão, como no das estratégias que visam alcançar os objetivos decorrentes da missão, requer conhecimentos que se adquirem pelo estudo, pela análise e pela reflexão. As soluções para que as questões que os empreendedores e gestores são compelidos a enfrentar no curso de suas atividades, não decorrem de fórmulas precisas, como na matemática.

Os gestores empresariais têm de conviver com seus pares – imenso problema em si mesmo – num mundo de árdua competição profissional e de tantas especializações vitais para o êxito empresarial. Na ausência de fórmulas, sucedem-se as divergências quanto à decisão a ser tomada e vence nem sempre a mais correta – o que quer que isso seja – mas a mais convincente ou conveniente.

O bom gestor precisa ter, sim, um bom conhecimento da ciência da administração e de qualquer que seja sua especialidade. Além disso, deve possuir outras habilidades: a de liderança; a de saber enriquecer suas convicções em debates com grupos de colegas; a de saber convencer o grupo – ou seus superiores hierárquicos – da validade de suas propostas.

O Método do Caso consiste na discussão em reuniões de casos realmente vividos por empresas e instituições, mesmo que se alterem, por segurança e privacidade, dados numéricos e nomes, mantendo sempre a essência da questão a ser decidida. O Case pode ser tão abrangente quanto à própria estratégia empresarial ou restrita a algum aspecto de suas estratégias, como de marketing, finanças, gestão de pessoas, tecnologia de informação, cadeia de fornecimento e comunicação corporativa. É considerado muito eficaz para exercitar os estudos na prática de liderança, trabalho em grupo, decisão diante de situações novas.

Este método não é novo, grandes companhias já o utilizam, mas nem sempre de forma apropriada. O método é originário da Faculdade de Direito de Harvard University, por volta de 1870. È uma mistura de técnica e arte. A técnica está no equacionamento da questão a ser discutida. A arte está na seleção e exposição das circunstâncias que afetaram a decisão sobre a questão retratada.

As decisões empresariais não são tomadas por um computador. Envolvem a interação de pessoas, cada uma com seus objetivos e limitações. Devem levar em conta um ambiente externo por vezes complexo e um cenário competitivo. Freqüentemente, as informações disponíveis são incompletas, mas, apesar disso, é preciso decidir com rapidez. É essa antecipação da realidade da vida empresarial que torna útil o Método do Caso para os gestores.

Amazildo de Medeiros – Analista Organizacional
Matéria Técnica Resumo/Resenha
Fonte: Revista HSM Management – 60 – Janeiro-Fevereiro 2007


Publicado por: Amazildo de Medeiros

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola