Topo
pesquisar

Saúde Pública, o acaso da morte de 20 bebês na Santa Casa de Belém do Pará e a Seleção Social

Saúde

A relação entre o caso da mortes dos bebês do Pará e a teoria da seleção natural de Charles Darwin.

Saúde Pública, o acaso da morte de 20 bebês na Santa Casa de Belém do Pará e a Seleção Social Para a área das ciências biológicas o ano de 2009 será o Ano do Evolucionismo, pois serão comemorados o bicentenário de nascimento de Charles Robert Darwin e os 150 anos da Teoria da Evolução.

Comemoração imprescindível, pois marca a descoberta de uma das mais importantes teorias da humanidade. Para Darwin e Alfred Russel Wallace (outro grande cientista que vez a mesma descoberta, mas é pouco conhecido), a Seleção Natural - base da Teoria da Evolução - se dá quando o ser vivo mais adaptado ao seu meio consegue sobreviver as intempéries da natureza e partir daí evoluir para um ser mais aperfeiçoado passando através de seu gene (neodarwinismo) para outro ser igual, mais adaptado ao meio. Essa teoria foi de encontro diretamente a Teoria Criacionista defendida pela igreja, foi por isso mesmo que Darwin e Wallace levaram quase duas décadas para divulgá-la. Mais o que tem haver o darwinismo com a Santa Casa quase um século e meio depois de sua descoberta? Tudo que é teoria biológica ou da natureza que se preze acaba transbordando em outra social. Foram, exemplos o Apartheid ("Social"), Antropofagismo ("Social"), dentre outras.

O Darwinismo Social se dá quando um determinado grupo humano se adapta a uma condição social e evolui. Por isso, o que aconteceu na Santa Casa é exemplo da incompetência, corrupção, má investimento da coisa pública e a falta de estudo e revisão da política do SUS, afinal é um sistema que completa 20 anos e carece de avaliação severa de sua prática e a quem está voltado: para as grandes redes de hospitais e planos de saúde privados ou a população carente? A quem? Para encurtar conversa.

A Seleção Social foi um fato que aconteceu na Santa Casa, veja bem: duas dezenas de mães pobres, muitas delas vindas dos pontos mais distantes do Pará, carentes de assistência médica competente, oriundas das duas mais importantes Universidades da Amazônia (UFPA e (UEPA), que ao invés de estarem praticando uma medicina social, se formam e montam suas clínicas para ganhar dinheiro (nada contra, mais já que se formaram em Instituições Públicas, deveriam estar prestando, ao se formarem ou enquanto residência médica, serviços sociais no interior. Mas não querem ir para interior). A culpa do ocorrido é do SUS, das Universidades e do sistema político brasileiro mas, sobretudo, de sociedade desigual que não dá possibilidades sociais dignas de vida a nossa população carente. Enquanto isso, nossas crianças sem neonatal, desnutridas, com mães pobres e adolescentes, sem política de Planejamento Familiar anti-conseptivo serão julgadas por uma cruel e injusta Seleção Social. Reinaldo Araújo Email: 0ju.arau@gmail.com


Publicado por: Reinaldo Araujo da Silva

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola