Topo
pesquisar

Um trabalho árduo

Redação

A reforma politica é um caminho certo a ser percorrido.

A reforma política é um caminho certo a ser percorrido. Existem uma série de dificuldades e pressões contrárias ligadas a estrutura atual, entretanto a luta não pode ser suprimida por conta disto. Situações que numa democracia são consideradas inaceitáveis ainda persistem na política brasileira.

O nepotismo é uma das faces que precisam ser trabalhadas nesse projeto de reforma política. É inaceitável que um senador utilize de sua influência para colocar o namorado da netinha no serviço público. E esse é apenas um caso que veio a tona, quantos e quantos outros casos não existem ainda no obscurantismo?

Lista fechada, é outro tópico que precisa muito ser discutido.Inúmeras pessoas votam em determinado deputado, porque ele irá defender os anseios de sua classe, irá representar certo grupo social. A partir do momento que se estabelece a lista fechada o partido escolhe os deputados que irão ser nomeados, e aquele grupo pequeno de pouca expressão pode perder representatividade.

As pessoas irão ficar dependendo da vontade do partido, e não do número de votos em si. Isso é incoerente, desigual e antidemocrático. Entretanto projetos, como o ficha limpa, representam um grande avanço, não só do ponto de vista da reforma política, como também da luta social pela aprovação do mesmo.

Um grande esforço foi feito em virtude disso. As redes sociais foram muito bem utilizadas, como o twitter e orkut, para que se mostrasse a população aquilo que estava sendo feito no Congresso. Assim, conseguiu-se precionar os representantes e aprovar o anseio popular. E isso é uma forte evidência de que o povo está se politizando, e este requererá dos novos representantes reformas profundas e estruturais.

Nesse passo, conclui-se que a reforma política é essencial para o crescimento e o fortalecimento da democracia brasileira. Entretanto é necessário que os projetos sejam, largamente, discutidos para que não haja a formação de um processo eleitoral desigual, incoerente e antidemocrático. Formando assim oligarquias políticas que suprimam a vontade da maioria em detrimento do interesse singular.


Publicado por: Erik Fernando

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola