Topo
pesquisar

O futuro da Nação

Redação

Toda a dificuldade e pressão que o vestibulando sofre.

Nervos a "flor da pele", sentimentos a bera de um colapso nervoso, como um vulcão que ameaça entrar em erupção a qualquer momento, assim é o jovem em época de vestibular. A pressão imposta pela família, as vezes nem se compara a pressão imposta por ele mesmo, o medo de não conseguir nada, de não sair do chão, o medo de não conseguir voar em busca do seu sonho é constante.

Por mais preparado que ele possa estar (boa escola, cursinhos, horas e mais horas de estudo), tudo parece evaporar quando é chegada a hora. Pensamentos contrários tendem a tomar conta do jovem. Mas será que realmente é tão díficil? Não existem planos de governos que garantam faculdades para todos? Sim, porque estamos nos referindo a jovens em busca da tão sonhada Federal.

O Brasil se depara com um paradoxo, aquela universidade que deveria ser "para todos", a publica é a de mais díficil acesso. Poucos são os que se destacam em vestibulares tão disputados. E o jovem sem nenhum curso preparatório se prepara como? Se prepara com 4 à 6 horas por dia de estudo em casa. Muitos desistem até de uma vida social, eles precisam estudar. E assim se formam jovens máquinas. Alguns pais ficam preocupados, o filho não sai de casa, passa a grande maioria do tempo no quarto, debruçado aos livros. Mas quem poderá os culpar?

Professores, estimulem os jovens, tirem esse peso tão árduo das costas já cansada de seus alunos, lembrem-se de como vocês passaram por está fase e nunca se esqueçam que eles são o "Futuro da Nação".

 [P.S: falo porque também sou um deles]


Publicado por: Alice Ribeiro Dionizio

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola