Topo
pesquisar

Análise do filme Perigosa Obsessão e o ponto de vista das teorias da Psicologia - Psiquiatria

Psicologia

Confira uma análise do filme Perigosa Obsessão e o ponto de vista das teorias da Psicologia - Psiquiatria.
Resumo
Suzanne é uma psiquiatra, que pesquisa a falta de empatia dos psicopatas para sua tese. Estuda um rapaz chamado Conon. Conon sente uma proximidade com a psiquiatra e ela não consegue afastar ele dela. Esta situação cria uma crise, onde Conon sequestra pessoas em uma escola para tentar convencer a Suzanne que a ama.
Suzanne tem um passado, sua mãe matou seu pai na sua frente quando ela tinha 6 anos. Ela tem medo desta anomalia ser genética.
O fato descrito será analisado, na perspectiva das teorias da identidade e da personalidade.
Palavra-Chave: Empatia; identidade, personalidade, poder de escolha.
Abstract
Suzanne is a psychiatrist, who researches the psychopathic lack of empathy for his thesis. Studying a boy named Conon. Conon feel a closeness with the psychiatrist and she can‘t keep it from her. This situation creates a crisis where Conon abducting people in a school to try to convince Suzanne who loves her.
Suzanne has a past, her mother killed her father in front of her when she was 6. She is afraid of this anomaly be genetic.
The fact described, will be analyzed from the perspective of theories of identity and personality.
Key word: Empathy, identity, personality, power of choice.
Introdução
Tópicos do filme Perigosa Obsessão
. Uma psiquiatra trata de um rapaz (adolescente) que acaba se ligando sentimentalmente por ela.
. O paciente Conon, conta que no dia de ações de graças – ele é agredido por sua mãe com uma revista velha, como se fosse um animal. Assim,ele acaba matando o gato dela, estrangulado (matar ao contato) por achar que a jmãe o ama (atenção) mais que o gato.
. A psiquiatra Suzanne, permite que o paciente se aproxime. Assim, Conon pesquisa na internet e descobre que sua medica, viu sua mãe matar seu pai com um tiro na cabeça quando ela tinha 6 anos.
. Quando a psiquiatra vê, que o paciente está muito próximo ela o dispensa. E ele se sente, rejeitado.
.Conon, secretara varias pessoas na escola a qual ela leciona, tentando encontra-la.
.Conon, descobre que a pesquisadora usa sua historia em sua tese e fica furioso. Tentando conseguir seu amor (atenção), mesmo através do medo ele prende o Dr. Robert, que é para Suzanne a figura do pai.
. Suzanne tem medo de ter a mesma anomalia que a sua mãe, empatia, e se tornar uma psicopata. E Canon, seu paciente já percebeu isso. Conan mata o Dr. Robert na frente de Suzanne, dizendo: como é perder seu pai pela segunda vez, querendo assim, que ela o mate, tornando real o seu maior medo.
Finalizando, Suzane visita sua mãe pela primeira vez depois de todos estes anos num prisão psiquiátrica. Sua mãe não demostra nenhuma empatia à vela. Ela conta que trousse seu teste psiquiátrico para abri-lo diante dela por que tem medo de ser igual a ela. Sua mãe fala: Você ainda acha que é igual a mim. Você acha, que eu não tive escolha, antes de atirar em seu pai.
A teoria do desenvolvimento cognitivo
Segundo  Piaget , o desenvolvimento cognitivo (Epistemologia Genética) é uma teoria de etapas a qual passamos, através  do conhecimento e das habilidades, adquiridas. Supõe que os seres humanos  passam por uma série de mudanças ordenadas e previsíveis. Acredita que o comportamento humano não nasce com o individuo, nem resultado do condicionamento.
Sendo assim, o comportamento é montado na interação entre o individuo e o ambiente. Cabendo a o individuo usar sua inteligência para se adaptar a novas situações.
Nesta linha de pensamento, Piaget,  amplia seu  campo de estudo do desenvolvimento, para a sociologia, antropologia e a pedagogia.
No campo biólogo, Piaget,  o comportamento é controlado através de organizações mentais denominadas “esquemas”, no qual o individuo simboliza ao mundo e nomeia as ações, sendo o objetivo alcançar o equilíbrio.
Piaget ,descreveu 2 processos utilizados pelo sujeito na sua tentativa de adaptação:
Assimilação: moldar novas informações para encaixar nos esquemas existentes.
Acomodação: mudança nos esquemas existentes pela alteração de antigas formas de pensar ou agir.
Teoria da Personalidade
A teoria da personalidade é composta de varias vertentes, criando varias controversas por abranger varias áreas como : historia –cultural, filosofia, psicologia, sociologia, antropologia e medicina geral.
Ha uma vertente ideológica  segundo a qual, todos os seres humanos tem igual capacidade quanto o seu potencial. E o que altera o resultado é a influencia do ambiente onde vive.
Este teoria só poderia ser fato se os órgãos governamentais e não governamentais dessem chances de desenvolvimento igual para todos. No entanto, o ambiente em que se vive não pode ser visto como responsável pelo resultado positivo ou negativo na formação da personalidade do individuo.
Outra concepção acerca da Personalidade é que esta se baseia na constituição biotipológica, pela qual a genética também é responsável pela formação do temperamento, traços afetivos, etc.
Estas concepções responsabilizam o meio ambiente e a genética pela formação da personalidade. Sendo assim, torna-se uma visão simplória tendo em vista, que a personalidade é um tema ainda desconhecido pela ciência, devido a sua abrangência.
Teoria do Livre arbítrio
A principio,   o livre arbítrio,  esta ligado  a capacidade de tomada de decisão. No entanto, as nossas opções estão ligadas: aos nossos sentimentos, as nossas responsabilidades, aos nossos gostos e valores.
O ser humano é composto por um sistema de autocontrole. Este se ativa, toda vez que estamos perto de ultrapassar os limites, toleráveis pela sociedade e pelos nossos valores. Estes limites não estão necessariamente correlacionados com a empatia, mas sempre ligados aos sentidos de auto sobre vivência e bem estar de nos mesmos. Muitas vezes podemos salvar a vida de alguém, não por humanidade, mas na esperança que ele um dia faça o mesmo.
Os comportamentos podem ser provocadas por inúmeras razões, elas nunca são suficientes para causar uma escolha, cabendo apenas a decisão final ao agente propriamente dito.
Conclusão
Concluindo por mais estudos que se tenha sob o tema personalidade e comportamento humano e muito pouco para entender este enigma. No filme Perigosa Obsessão, verifica-se que o paciente Canon, tem uma percepção e uma visão de correlações muito mais ampla e complexa do que a sua psicanalista. No seu comportamento mostra que seu equilíbrio esta mais centrado do que o dela. Esta situação comprova que o pesquisador não deve olhar seu paciente como um ser incapaz, ele na realidade só tem uma pequena diferença metal ou não em relação as outras pessoas rotuladas como normal.
Referencia Bibliográfica
Do filme- Perigosa Obsessão- canal 75 – Studio Universal – ação – (2004). De Raul Rodriguez Pella.
ALEXANDER FG & SELESNICK ST.- História da Psiquiatria, Ibasa, 1968, SP
ALLPORT GW.- Personalidade, EDUSP, 1973, SP.
BALLONE GJ, ORTOLANI IV – Da Emoção à Lesão – Manole, 2002, SP
KAPLAN HI & SADOCK BJ.- Compêndio de Psiquiatria, A.Médicas, 2000, P. Alegre.
SOLOMON P. & PATCH VD.- Manual de Psiquiatria, Atheneu, 1979,SP

 


Publicado por: ROSANE BATISTA DA SILVA

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola