Topo
pesquisar

Qualidade na educação através da gestão democrática

Pedagogia

Uma reflexão sobre a qualidade na educação através de uma gestão participativa e democrática.

Diante das constantes transformações ocorridas na sociedade e do avanço nas áreas científicas e tecnológicas, a escola deve oferecer um ensino de qualidade que desenvolva as capacidades dos alunos, levando-os a adquirir os saberes historicamente construídos, sabendo como usá-los nos âmbitos social e profissional ao qual serão submetidos.

A escola que se abre à participação dos cidadãos não educa apenas às crianças que estão na escola. Ela cria comunidade e ajuda a educar o cidadão que participa da escola, a mesma passa a ser um agente institucional fundamental do processo da organização da sociedade civil. (WEFFORT, 1995, p.99)

A gestão escolar participativa e democrática contribui positivamente com a qualidade do ambiente escolar, tendo o gestor à frente da escola como líder que apoia estabelecendo as prioridades, além de organizar, avaliar e participar dos resultados das aprendizagens dos alunos (Lück, 2005). O gestor faz com que todos os envolvidos no processo da educação se envolvam e interajam entre si, trabalhando para que os objetivos de uma educação de qualidade sejam alcançados.

A democratização da gestão é defendida enquanto possibilidade de melhoria na qualidade pedagógica do processo educacional das escolas, na construção de um currículo pautado na realidade local, na maior integração entre os agentes envolvidos na escola, diretor-professores, estudantes, coordenadores, técnico-administrativos, vigias, auxiliares de serviço, no apoio efetivo da comunidade, às escolas como participante ativo e sujeito do processo de desenvolvimento do trabalho escolar. (Dourado,2006 p.79)

A tomada de decisões através da democracia escolar possibilita o envolvimento de professores, equipe pedagógica, pais, alunos e comunidade, além de fortalecer o papel da escola como formadora de cidadãos críticos e reflexivos. O grande articulador da gestão pedagógica e o primeiro responsável pelo seu sucesso é o gestor (Fanti, 2010), e é por isso que ele deve desenvolver um trabalho competente, habilidoso e democrático, descentralizando o poder para que haja cada vez mais envolvimento por parte dos outros participantes da educação escolar.

A educação escolar pode contribuir para a democracia não apenas pela formação do cidadão crítico e participativo, mas também por ser ela própria um lugar onde se põe em prática a vivência do que se propõe nos objetivos: desenvolvimento da autonomia do pensamento, iniciativa, liderança, participação nas decisões. (CURY, 2002, p.193)

Portanto, a qualidade da educação deve estar embasada numa gestão que leva ao exercício da cidadania, promovendo a formação de cidadãos conscientes de seus direitos e deveres.

A gestão democrática combate o isolamento de gestores e professores, melhora a qualidade pedagógica e motiva a todos os envolvidos no processo educacional.

REFERÊNCIAS

CURY, C. R. J. Legislação Educacional Brasileira. Rio de Janeiro: DP&A, 2002. Disponível em: .Acesso em: 03 set. 2014.

DOURADO, Luiz Fernandes, Gestão da Educação Escolar, Brasília: Centro de Educação a Distancia. 2006.

FANTI, Luís Henrique, Gestão Escolar e Organização do Trabalho Pedagógico na Educação Básica, Maringá: Centro Universitário de Maringá, 2010.

LÜCK, Heloísa.et al. A escola participativa: o trabalho do gestor escolar. Rio de Janeiro: Vozes. 2005.

WEFFORT, F. Escola, participação e representação formal. Petrópolis: Vozes, 1995. Disponível em: . Acesso em: 03 set.2014.


Publicado por: Jacqueline Bagistério Bueno

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola