Topo
pesquisar

Planejamento eficaz é a base da organização da ação docente

Pedagogia

Confira uma análise sobre a importância do planejamento como ferramenta da ação docente.

Planejar é programar as etapas necessárias para alcançar um determinado objetivo e essa organização deve ser um hábito cultivado pelo professor, a fim de se identificar as prioridades e administrar o tempo – e a aplicação de conteúdos – de forma eficaz. O professor que não planeja suas aulas torna-se refém de contratempos e da frustração de não agir de forma satisfatória durante a aplicação de conteúdos.

O objetivo do presente texto é analisar a importância do planejamento como ferramenta da ação docente, que visa contribuir na organização do trabalho pedagógico e tem por meta alcançar os objetivos educacionais ali propostos, assim como as estratégias que devem ser elaboradas ao longo do processo para que se obtenha êxito diante do que foi planejado.

Por isso, nesse processo é importante garantir que sejam seguidas três etapas: a elaboração, a execução e a avaliação. Na primeira, é necessário que o grupo explicite os ideais que norteiam suas ações. Qual a realidade sonhamos vivenciar? Que tipo de pessoas formamos? Que Educação queremos para crianças e jovens? Conhecendo o desejado, é hora de analisar a realidade existente. (TAKADA)

Algumas etapas devem ser seguidas para esse processo, segundo Takada, como a elaboração, execução e a avaliação. A elaboração deve evidenciar os ideais que conduzem as ações, também analisar a realidade existente a fim de elaborar o planejamento de forma coerente, para colocá-lo em prática e agir de acordo com o que foi planejado. O planejamento deve ser constantemente avaliado, a fim de aperfeiçoar a ação docente e a prática de ensino, contribuindo com a qualidade da educação.

O planejamento de uma disciplina busca eficiência, deve ser claro e realizável, é elemento de comunicação entre professor e coordenador, assim como entre professores e alunos, evita duplicação de programas e possibilita integração das disciplinas. (HAMZE)

O ato de planejar implica em organizar as ações pedagógicas e deve permitir adaptações durante o processo, reorientando sempre que necessário. O professor deve registrar todos os acontecimentos que ocorreram durante a execução do planejamento, como intenção de aperfeiçoar e aprimorar, e, dessa forma, refletir sobre a própria prática pedagógica.

O professor deve planejar suas aulas propondo “atividades que provoquem entusiasmo, participação e mudanças, apresentando-as de forma positiva e acreditando na capacidade de realização que os alunos possuem” (Alves e Araújo, p. 391), planejando de forma coerente com a necessidade, a realidade e a diversidade cultural e social dos alunos, a fim de dar significado ao que está sendo ensinado.

O professor que pensa, acredita e almeja uma educação melhor a cada dia,  comprometido com a formação de cidadãos críticos e reflexivos, deve sempre planejar as suas ações pedagógicas. O planejamento eficaz é a base da organização e é maneira mais eficaz possível de alcançar os objetivos educacionais que foram traçados. Durante a aplicação de conteúdos fatos inesperados, imprevistos e surpresas podem ocorrer e não há planejamento que consiga prever tais situações, porém a organização ajudará a lidar com o que não se pode controlar.

REFERÊNCIAS

ALVES, Rosimar Pires; ARAÚJO, Doracina Aparecida de Castro. Planejamento: organização, reflexão e ação da prática docente. Disponível em Acesso em 24 mai. 2014.

HAMZE, Amélia. Planejamento como principal ferramenta educativa. Disponível em Acesso em 24 mai. 2014. Não paginado.

TAKADA, Paula. Planejamento: a engrenagem da boa educação. Disponível em Acesso em 24 mai. 2014. Não paginado.


Publicado por: Jacqueline Bagistério Bueno

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola