Topo
pesquisar

A idade da razão (universos paralelos)

Literatura

Clique e conheça a história do mendigo e o filósofo.

Naquele centro comercial da pequena cidade pessoas caminham de um lado para o outro num ritmo frenético.

Ali próximo àquela movimentação está sentado um filósofo que aparenta ter cerca de 30 anos de idade.

Ele está lendo algo no banco da praça que fica em frente à catedral.

Minutos depois ele se perturba com alguma coisa, levanta-se e caminha em direção à rua agitada do centro comercial.

O filósofo caminha mansamente pelas nervosas ruas, quando de repente, um mendigo lhe segura com força pelo braço direito e lhe pedi dinheiro.

Ele também aparenta ter 30 anos de idade.

Nervoso o mendigo diz:

- Dê-me R$ 1,00 (um real) para comer, ainda não comi nada hoje.

O filósofo sente o cheiro de bebida do interlocutor e irônico responde.

– Não seria para beber?

Reflexivo o filósofo diz que não tem importância saber para que seja, e retira o dinheiro do bolso.

Nesse mesmo instante um policial também aparentando ter 30 anos de idade se aproxima. Cheio de autoritarismo ele se intromete na conversa e diz que vai prender o sujeito por mendicância.

O filósofo sensato diz que está tudo bem, não precisa de ajuda, o sujeito é seu amigo.

O policial vai embora balançando a cabeça e resmungando da atitude do intelectual.

Aparentando surpresa o mendigo agradece o filósofo dizendo que o que ele fez é muito justo.

Os dois conversam um longo tempo, o mendigo lhe conta que desde que foi dispensado pelo exército vive nessa situação.

O mendigo aperta a mão do filósofo com entusiasmo e lhe deseja muita felicidade na vida.

Antes, porém, lhe entrega um cartão postal na despedida final.

O filósofo agradece e diz:

- Adeus meu amigo!

E começa a pensar nas palavras que lhe foram ditas.

Pensa alto: Diálogo e Tolerância!

Sorrir feliz. Retira o cartão do bolso e lê: Conheça a China!


Publicado por: GEONE ANGIOLI FERREIRA

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola