Topo
pesquisar

Genocídio Armênio

História Geral

Clique e conheça um pouco mais do Genocídio Armênio, promovido pelo Império Turco Otomano.

No dia 24 de abril de 2015 completou-se exatos cem anos de um genocídio ocorrido durante a Primeira Guerra Mundial, que serviu de inspiração para o genocídio judeu promovido e liderado por Adolf Hitler. Estou falando do pouco conhecido Genocídio Armênio, promovido pelo Império Turco Otomano. Resolvi por utilizar este espaço para exercer um papel que acredito ser muito importante para todos os historiadores, o de rememorar episódios da trajetória da humanidade com o intuito de alertar para que estes fatos não se repitam. Sendo assim, vamos fazer uma breve retrospectiva histórica sobre o fato em si, na época a Armênia fazia parte do Império Turco Otomano e havia uma questão bem determinada: a questão religiosa. Os armênios eram em sua grande maioria cristãos, ao contrário dos otomanos de maioria muçulmana. Quando se iniciou o conflito o Império Turco se alia aos outros impérios centrais(Alemanha e Império Austro-húngaro), formando a Tríplice Aliança.

A dita razão para este genocídio, comprovada pela troca de telegramas entre os líderes das forças militares otomanas, era que os armênios colaboravam com o outro lado do conflito, a Tríplice Entente; formada inicialmente por Inglaterra, França e Rússia. Detalhe: esta acusação nunca foi comprovada e serviu apenas como uma pobre justificativa para um genocídio que vitimou 2 entre cada 3 armênios, o número total de mortos chegou na casa de 5 milhões de pessoas, isso sem falar nas constantes violências sexuais sofridas pelas mulheres armênias e pelos raptos de crianças. De acordo com o site “Aventuras na História”: a estratégia era diversificada, mas a maior parte das vítimas morreu durante longas e penosas jornadas de deportação que tinham como destino o deserto de Der-El-Zor, localizado no território sírio, naquela época parte do Império Otomano. Foi o início das grandes caravanas da morte, comuns na Alemanha nazista.

Quanto aos homens, estes foram alistados no exército turco otomano, mas sem o direito de pegarem em armas. Muitos apenas cavavam trincheiras e eram mortos pelos seus superiores. Esta foi uma estratégia para deixar as aldeias desprotegidas. Percebemos que este genocídio estava ligado com a questão de se tentar literalmente varrer o povo armênio da face da terra, ou seja, praticar uma limpeza étnica. Essas caravanas da morte inspiraram Hitler naquilo que ficou conhecido como Holocausto Judeu. Como falei é importante rememorarmos estes tristes fatos para que eles não se repitam, este deve ser a função fundamental do estudo da História: humanizando assim a humanidade.


Publicado por: Marcelo Noriega Pires

O texto publicado foi encaminhado por um usuário do Brasil Escola, através do canal colaborativo Meu Artigo. Para acessar os textos produzidos pelo site, acesse: http://www.brasilescola.com.

DEIXE SEU COMENTÁRIO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA
MeuArtigo Brasil Escola